Tupi fica no 0 a 0 em amistoso contra a Cabofriense

Na antevéspera do Carnaval, o Tupi botou o bloco na rua – ou melhor, no Estádio Alair Correa, em Cabo Frio (RJ). E desfilou bem, no empate em 0 a 0 com a Cabofriense na noite desta quinta-feira, 7. O amistoso foi marcado devido o longo período sem jogos no Mineiro, já que após a estreia diante do Villa Nova, o Carijó só volta a campo no dia 16, quando recebe a Caldense no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

O primeiro tempo do amistoso foi bastante movimentado, com pelo menos três boas chances reais de gol para cada time. Pelo Tupi: Cassiano chutou um pouco alto; Magno foi travado na hora h e Toledo acertou a trave em uma cobrança de falta magistral. Já as possibilidades do adversário pararam todas nas mãos ou nos pés de Jordan.

Na segunda etapa, o ritmo da partida e as chances diminuíram. O Tupi teve mais volume de jogo e buscou o gol com muitos chutes de fora da área – praticamente todo o time arriscou – e em arrancadas individuais de Cassiano e Rafael Assis. Numa delas, o primeiro chegou a pedir a marcação de um pênalti depois de um choque com o zagueiro.

Sem poder contar com alguns jogadores que foram titulares na estreia do Galo no Campeonato Mineiro (casos de Adriano e Ciro), o técnico Felipe Surian aproveitou a partida para aumentar o entrosamento, dar ritmo de jogo a quem não vem atuando e observar alguns atletas. “Enfrentamos um grande engarrafamento para chegar a Cabo Frio. Isso desgastou, mas nos movimentamos bem, principalmente no primeiro tempo. Amistosos servem para arrumar a equipe, o resultado é o de menos”, afirmou o comandante Carijó.

A delegação Carijó, que está hospedada no CT da Cabofriense, no Bairro São Jacinto, embarca para JF às 7h desta sexta, 8.

O Tupi atuou com Jordan (Victor Souza); Magno (Thiago Ryan), Thales, Fabrício Soares (Arthur) e Ygor; Genalvo, Toledo (Felipe Lima), Hugo (Alonso) e Paulinho (Elvis); Wesley (Rafael Assis) e Cassiano.

A Cabofriense, orientada pelo ex-treinador carijó Antônio Carlos Roy, começou a partida com Cleber, Matheus, Vinicius, Renan e Willian; Silvano, André Oliveira, Abedi e Teti; Capixaba e Eberson. No segundo tempo, entrou no time Bruno Paiva, formado nas categorias de base do Tupi.

Árbitro: Robson Mangefebssi, auxiliado por Raquel Matos e Rogério Maceco.

Texto com informações da assessoria de imprensa do Tupi

Deixe seu comentário