Ainda de castigo, Timão pede que “bando de loucos” fique em casa

  O diretor de comunicação da Conmebol, Nestor Benítez, pronunciou-se a respeito da apelação feita pelo Corinthians. Segundo ele, a Confederação Sul-Americana recusou o recurso corintiano e manteve a pena provisória.

“A apelação do Corinthians foi recusada. Así es!” disse Benítez.

“Agora, o Comitê Disciplinar deve reunir-se nos próximos dias para definir a pena definitiva”, completou.

Em outras palavras, o Corinthians já tem certeza de que não pode vender ingressos nos três jogos da primeira fase da Copa Libertadores, exceto se a pena definitiva for anunciada antes de 10 de abril, data da última partida corintiana na fase de grupos, justamente contra o San José.

A Conmebol também não se pronuncia sobre novas punições.

Aquelas que seriam justas, ao San José… e a ela mesma, por ser incapaz de impedir a entrada de sinalizadores no estádio de Oruro.

Clube pede que “bando de loucos” fique em casa

Com seu recurso negado pela Conmebol, o Corinthians se manifestou oficialmente nesta terça-feira e disse que vai acatar a punição de jogar com os portões fechados na Copa Libertadores da América. Em nota publicada em seu site, o clube pediu que seus torcedores não compareçam aos arredores do Pacaembu na quarta-feira.

Assim, o Corinthians confirma que deve mesmo jogar toda a primeira fase do torneio sem o apoio de sua torcida. Para o ressarcimento daqueles que já adquiriram ingressos, o clube pediu paciência, já que o volume de pedidos deve ser grande nos próximos dias – quem preferir poderá também usar o valor como crédito no programa sócio-torcedor.

Leia a nota oficial do Corinthians na íntegra:

A diretoria do Sport Club Corinthians Paulista, no intuito de defender os direitos dos torcedores, principalmente aqueles que já adquiriram os ingressos de forma antecipada, tentou todos os recursos jurídicos para reformar a medida cautelar imposta ao clube pela Conmebol na última quinta-feira.

Como o pedido de reforma foi negado, o Corinthians acata a decisão da entidade sul-americana e mandará as partidas da Copa Libertadores com os portões fechados até o julgamento, que deverá ocorrer no prazo de 60 dias.

Os torcedores que adquiriram ingressos poderão usar os valores como crédito no programa Fiel Torcedor ou pedir o ressarcimento do dinheiro. No entanto, como o volume de recursos e número de torcedores afetados é muito grande, nem todos poderão ser atendidos nas primeiras horas. Por isso contamos com a paciência dos afetados pelos cancelamentos.

Por fim, pedimos ao torcedor que evite ir às imediações do estádio do Pacaembu durante o período em que a punição valer. Tenha certeza que a camisa corinthiana será, como sempre, honrada, com muito suor e determinação.”

Textos: Paulo Vinícius Coelho e www.espn.com.br

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário