Adê volta a treinar no dia do aniversário e quer permanência de presente

De fora das últimas duas partidas do Tupi no Campeonato Brasileiro da Série C em razão de uma tendinite patelar no joelho esquerdo e incômodo no músculo adutor, o atacante Ademílson foi liberado pelo Departamento Médico carijó. Nesta terça-feira, 9, dia em que completou 38 anos de idade, o jogador deu voltas no gramado do Estádio Salles de Oliveira debaixo de forte calor. Entretanto, o próprio jogador é cauteloso ao analisar a possibilidade de ser aproveitado no decisivo jogo contra o Brasiliense, sábado, 13, às 16h, no Distrito Federal.

“Voltei hoje e dei uma corrida em volta do campo e não senti nada, mas eu preciso fazer um treinamento mais intensivo, mais forte para chegarmos à conclusão se eu vou ter condições de jogo para ficar à disposição do treinador”, diz o artilheiro do Tupi na competição, com três gols.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no esporte local? Clique aqui a acesse a nossa rádio web

Apesar das contusões da Série C, Ademílson chega aos 38 anos em forma. Mesmo sem estar em sua melhor fase, demonstra sempre preparo físico de garoto, sendo um dos atletas carijós que mais corre em campo. Ao ser questionado sobre qual o presente gostaria de ganhar de aniversário, não vacilou:

“É sair fora dessa situação. Batalhamos muito para colocar o Tupi onde ele está hoje. Não podemos perder isso tão facilmente. Espero que o meu presente de aniversário seja esse. Junto com os meus companheiros, a gente conseguir sair dessa situação”.

Candidato a vereador em Juiz de Fora, o capitão carijó teve 127 votos, de acordo com site do Tribunal Superior Eleitoral. O jogador preferiu não comentar sobre o assunto, limitando a conversa apenas ao futebol.

Deixe seu comentário