Palmeiras, enfim, consegue novo treinador: Gilson Kleina

Gilson Kleina é o novo técnico do Palmeiras. Após uma reunião nesta quarta-feira, o treinador acertou a sua saída da Ponte Preta e seguiu para Itu, onde o time da capital está concentrado para o duelo de sábado contra o Figueirense, às 18h30. O presidente Arnaldo Tirone confirmou a contratação e Kleina assinará até dezembro de 2013.

A Ponte agora exigirá que o Verdão pague a multa rescisória. O vínculo de Kleina terminava em dezembro. Com o assédio palmeirense, a diretoria ofereceu uma renovação até dezembro de 2013, porém ele não aceitou. O valor da multa gira em torno de R$ 300 mil.

“Não estou abandonando a Ponte, sempre agi com lisura. Assim como decidi vir par a Ponte, que me fez um vencedor e cresci junto com o time, chega um momento em que preciso dar um salto, seguir caminho”, comentou o treinador, segundo comunicado oficial do clube campineiro. Os auxiliares Jair e Juninho, o preparador físico Fabiano Xhá e o de goleiros Palha também saíram.

  Quem é Gilson Kleina   

O técnico paranaense tem 44 anos e assumiu o comando da Macaca em 2011, quando levou a equipe do interior do Estado de volta à primeira divisão do Brasileiro. No Campeonato Paulista, a Ponte chegou até a semifinal, quando perdeu para o rival Guarani.

“Não temos um plano B, porque para nós só existia o plano A. O Gilson Kleina era o nosso técnico até dezembro de 2012 pelo menos. Agora vamos planejar o que fazer e ir ao mercado com calma”, observou Márcio Della Volpe, presidente da Ponte Preta.

Sem Felipão desde a última quinta-feira, o Palmeiras vive uma grave crise e está seriamente ameaçado de rebaixamento, na 19ª colocação, com 20 pontos, oito atrás do Flamengo, primeiro acima da zona da degola.

Já a Ponte está no 11º lugar. Na última terça, o time paulista tentou contratar, sem sucesso, Paulo Roberto Falcão, ex-Bahia e Internacional. Dirigentes contam que o clube ofereceu R$ 250 mil mensais, a metade do que Falcão pediu para treinar o time.

        Idade: 44 anos

        Início de carreira: 2001

  • Campanhas de destaque: Acesso com a Ponte Preta à Série A em 2011 e 4º lugar no Paulista
    Dados da carreira: Foi por muito tempo auxiliar técnico de Abel Braga e recusou proposta em 2011 para ser tampão no Fluminense
    Clubes onde trabalhou: Vila Nova, Iray, Criciúma, Paraná, Caldense, Cianorte, Paysandu, Coruripe, Gama, Ipatinga, Caxias, Duque de Caxias, Boavista-RJ, Ipatinga, Ponte Preta e Palmeiras

 Texto, foto e informações: www.uol.com.br/esporte

Deixe seu comentário