Atlético perde a segunda. Flamengo cai de 4 no Sul. Botafogo e Cruzeiro vencem

Ainda líder do Campeonato Brasileiro, o Atlético Mineiro sofreu neste domingo, 2, no Pacaembu, a sua segunda derrota na competição: 1 a 0 para o Corinthians, gol do zagueiro Paulo André, de cabeça, aos 17 minutos do segundo tempo, após escanteio cobrado da direita. O estádio recebeu 36 mil torcedores, e o Galo da capital mineira, principalmente Ronaldinho Gaúcho, deixou o campo reclamando muito da arbitragem de Péricles Bassols, da Federação do Rio de Janeiro. Gaúcho recebeu o terceiro cartão amarelo e não enfrenta o Bahia nesta quarta-feira, 5.

Quando a partida já estava 1 a 0, Guilherme, que substituiu Jô no segundo tempo,  teve gol anulado. Não se sabe se foi marcado impedimento, que não houve, ou falta no toque de cabeça que serviu como o passe para a conclusão de Guilherme.

No Estádio Beira Rio, o Internacional fez 4 a 1 no Flamengo, mas começou perdendo numa incrível saída de bola errada do goleiro Muriel que Vágner Love, sempre oportunista, aproveitou para marcar. Depois disso, porém, só houve uma equipe em campo. Forlán marcou seus dois primeiros gols pelo Colorado, quebrando um jejum de 609 minutos sem balançar as redes. O zagueiro Josimar e Leandro Damião, de cabeça, completaram o placar, que poderia ter sido ainda mais elástico, quando o rubro-negro tentava diminuir e cedeu espaços à vontade para contra-ataques não aproveitados.

Nas estatísticas do jogo em Porto Alegre, um registro de destaque: o Internacional teve 28 finalizações, recorde neste Brasileiro, contra sete do Flamengo.

No mesmo horário de 16h, o Sport Recife bateu o Santos, este desfalcado de Neymar e Ganso, por 2 a 1, chegando a abrir 2 a 0 com Hugo e Felipe Azevedo no primeiro tempo. André, de cabeça, descontou na etapa final. E o Bahia venceu, em casa, o São Paulo por 1 a 0, num belo gol da revelação Gabriel, que aproveitou, no segundo tempo, uma saída de bola errada da zaga tricolor paulista, avançou e chutou forte e colocado, tirando do alcance do experiente Rogério Ceni.

Mais tarde, num Engenhão quase vazio, mas com faixas de protesto contra a diretoria e a Comissão Técnica, o Botafogo fez 2 a 0 sobre o Coritiba, até com facilidade, ainda no primeiro tempo. Elkeson marcou 1 a 0 de cabeça e perdeu um pênalti, defendido pelo goleiroVanderlei, que havia falhado no lance do primeiro gol. Lodeiro ampliou, logo em seguida ao pênalti perdido, após boa jogada pela direita.

No Estádio Independência, em Belo Horizonte, o Cruzeiro venceu o Náutico por 3 a 0, gols marcados após os 29 minutos do segundo tempo, por Borges, Élber e Wellington Paulista.

Em Campinas, a Ponte Preta venceu o Atlético-GO de virada por 3 a 1, gols de Diego Giaretta para o Dragão, virando Giancarlo, de cabeça, Ferrón, de cabeça, e Cleber, aproveitando sobra de outro cabeceio.

Foto: site oficial do Botafogo (Agif)

[wpfootball id_league=6 id_template=2]

Deixe seu comentário