Davi x Golias? Tupi pega a Chapecoense acreditando na vitória

De um lado, o lanterna da competição. Do outro, o líder. A batalha de Davi contra Golias na Série C? Jogadores e comissão técnica do Tupi, último colocado no Grupo B, garantem que não. Eles pregam respeito à Chapecoense, primeira colocada na chave, mas acreditam que a vitória sobre a equipe catarinense seria um resultado normal, sobretudo pelo que o Carijó vem apresentando dentro de campo nas últimas partidas. O duelo tem data e local marcados: sábado, 24, às 16h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. A arma carijó não será nenhuma pedra, objeto fatal para o gigante Golias. O grupo se apega na vontade de voltar a vencer para conseguir o resultado positivo.

O técnico Felipe Surian acredita que, para vencer e equipe catarinense e seguir na luta contra o rebaixamento, o Carijó tem que aproveitar as oportunidades. “A Chapecoense é uma boa equipe. Vimos alguns vídeos do time. É bem estruturada, bem formada, com muitos jogadores de qualidade. Esperamos dificuldades nos aspecto tático. Então, a parte individual vai valer muito. Por isso que, durante a semana, a gente vem pedindo aos atletas para ter atenção, para caprichar um pouco mais no último passe e na finalização para conquistarmos a vitória”, expôs.

Para Léo Salino, um dos mais experientes do elenco Carijó, o nível técnico das duas equipes é semelhante. Por isso, o Tupi deve respeitar o adversário, mas sem temê-lo. “Sabemos que a Chapecoense tem uma excelente equipe. Por isso, estão em primeiro. Mas nossa equipe também é muito boa. Estamos na zona de rebaixamento, mas esse lugar não é o nosso, já que estamos fazendo boas partidas. A bola é que não está entrando. Vamos tentar repetir a atuação contra o Brasiliense para conseguir a segunda vitória dentro de casa”, destacou o meia Léo Salino.

A opinião de Salino é semelhante à de Fabrício Soares. Constantemente preterido por Moacir Júnior, ele ganhou espaço com Surian e tem sido presença frequente na equipe titular. O experiente jogador acredita que, para derrotar o “gigante” do Grupo B, é preciso se impor no campo de batalha. “O time jogou muito bem nas últimas quatro partidas com o Felipe [Surian]. Tenho certeza que aqui não vai ser diferente. A gente vai para cima da Chapecoense porque a precisamos desta vitória”, destacou.

Por fim, a juventude, que pesava contra Davi e acabou sendo fundamental para a sua vitória, também pode pesar a favor do Carijó neste importante desafio. Está pronto, Bruno? “A gente vem trabalhando a semana toda. Estou preparado, com a cabeça focada em um só objetivo, que é a vitória”, disse a jovem promessa carijó, revelando que o objetivo maior seria tirar o Tupi da zona de rebaixamento.

Fazer gols tem sido uma das dificuldades do Carijó na competição. Em oito jogos foram apenas seis. Uma das apostas para resolver o problema é o meia Hugo, que estreou na derrota para o Oeste. Ele estava sem jogar há dois meses e acabou sentindo a falta de ritmo. No reencontro com a torcida carijó, espera ter uma apresentação melhor. “O jogo contra o Oeste foi importante para eu ter mais confiança. As jogadas que eu participei, dei continuidade, o que é bom para o jogador. Fiquei muito satisfeito com a postura da equipe, o que particularmente me dá tranquilidade, certeza de que sábado vamos fazer um bom jogo. Lógico que não estou 100% fisicamente, mas em um momento deste isso não é desculpa. A minha responsabilidade é a mesma de todos”, disse o jogador, ansioso para voltar a marcar no Estádio Municipal.

Desfalques e possibilidades

Para a partida, o técnico Felipe Surian não poderá contar com o atacante e capitão Ademílson, que cumpre suspensão, o meia Michel Cury, vetado pelo Departamento Médico, e o lateral Alex Travassos, que deve deixar o Carijó. Outro desfalque é o lateral Michel. Por outro lado, o meia Allan, que chegou a ser dúvida, está liberado para jogar.

No meio-campo, é possível que Surian escale George, Assis, Léo Salino e Hugo. Na lateral-direita, ele testou Henrique no lugar de Travassos no apronto de quinta-feira, 23. Na esquerda, Fabrício Soares é a principal opção, com a suspensão de Michel, em julgamento ocorrido nesta sexta-feira – pegou duas partidas pela expulsão diante do Caxias-RS. No ataque, Allan deve formar dupla com Fabinho. O centro-avante Daniel corre por fora.

Arbitragem

Cláudio Mercante Júnior, de Pernambuco, será o árbitro da partida. Ele será auxiliado por Leonardo Mendonça e Edson Glicério dos Santos, ambos do Espírito Santo.

Thiago Stephan

[wpfootball id_league=7 id_template=2]

Deixe seu comentário