Olimpíadas: Brasil vence a Grã Bretanha com gols de Sandro e Neymar. Mano não quer “peso”

Com o freio de mão puxado, a seleção brasileira masculina de futebol não teve grandes dificuldades para derrotar a Grã-Bretanha por 2 a 0, nesta sexta-feira, no Riverside Stadium, em Middlesbrough, em seu último jogo antes da estreia nos Jogos Olímpicos de Londres.

Com um primeiro tempo cheio de firulas que irritaram o técnico Mano Menezes e sem fazer muito esforço, o time canarinho chegou aos gols graças a Sandro, que completou de cabeça uma cobrança de falta de Neymar, e também ao atacante do Santos, em pênalti sofrido por Hulk.

A parte final caiu como a temperatura na cidade ao Nordeste da Inglaterra – beirando os 13ºC.

Sempre ovacionado pela torcida, Ryan Giggs, aos 38 anos, aguentou um tempo e meio em Middlesbrough, mas a equipe de Stuart Pearce pouco contribuiu para ajudá-lo em sua aparição com a camisa britânica.

Agora o Brasil volta a campo no próximo dia 26 (quinta) para a estreia dos Jogos Olímpicos de Londres contra o Egito, às 19h45 horário local (15h45 de Brasília), em Cardiff. Já a seleção britânica enfrentará Senegal às 20h local (16h de Brasília), em Manchester.

 Mano “tira o peso” do grupo atual pela falta de medalhas de outras equipes

O técnico Mano Menezes faz questão de ressaltar: apesar da pressão, a seleção brasileira não tem obrigação de conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres. Mas, nem mesmo o treinador esconde que o desempenho do time nos últimos amistosos o deixam cada vez mais animado e confiante em conquistar o título que falta à amarelinha. Nesta sexta, a seleção não encantou, mas dominou o jogo e venceu a seleção olímpica da Grã-Bretanha, por 2 a 0, em Middlesbrough.

“Eu ando animado com essa seleção, desde os últimos amistosos. Já disse isso. Precisamos melhorar, temos que melhorar durante a competição para sermos vencedores, mas ainda é cedo. Vamos trabalhar nessa direção, é o crescimento natural de quem quer chegar na final”, afirmou Mano.

“Fomos superiores, não demos quase nenhuma chance ao adversário. Rafael fez uma defesa, e estava impedido. Isso é mérito de uma equipe que soube construir o placar, correu poucos riscos. Terminou bem, deixando uma boa impressão com os jogadores que entraram. É necessário um grupo inteiro jogando bem, jogadores em condição de entrar a qualquer momento. São jogos em um curto espaço de tempo, uma sequência forte”, completou.

Com uma seleção olímpica com jogadores do nível de Neymar, Ganso, Oscar e Damião, e ainda reforçada de Marcelo, Hulk e Thiago Silva, o favoritismo é algo que Mano Menezes tenta deixar de fora do período de preparação, às vésperas da estreia. O Brasil iniciar a campanha contra o Egito, no dia 26 – depois, pega Nova Zelândia e Bielorrússia.

“Essa seleção não tem nada a ver com medalhas que não foram conquistadas, ela só pode conquistar uma. É um grupo de qualidade, pode jogar um futebol capaz de nos colocar nesse momento final. Mas você não conquista nada na primeira rodada, nem na fase de grupos. Temos uma etapa importante para conquistar a classificação, depois pensaremos mais na frente. Ninguém começa competição como campeão, quem pensa assim esta perto de errar. Você se torna campeão durante a competição, e temos um caminho a ser percorrido ainda”, completou Mano Menezes.

FICHA TÉCNICA:

GRÃ-BRETANHA 0 x 2 BRASIL

Local: Estádio Riverside, em Middlesbrough (Inglaterra)

Data: 20 de julho de 2012 (Sexta-feira)

Horário: 15h45(de Brasília)

Árbitro: Clément Turpin (FRA)

Assistentes: Eric Dansault e Fredji Harchay (ambos FRA)

Cartões amarelos: Richards (Grã-Bretanha)

Gols:

BRASIL: Sandro, aos 12, Neymar (pênalti), aos 34 minutos do primeiro tempo.

BRASIL: Rafael Cabral, Rafael, Thiago Silva, Juan e Marcelo (Alex Sandro); Sandro (Danilo), Rômulo e Oscar (Ganso); Hulk (Lucas), Neymar e Leandro Damião (Alexandre Pato)

Técnico: Mano Menezes

GRÃ-BRETANHA: Steele (Butland); Bertrand (Sinclair), Richards (Dawson), Tomtkins (Caulker) e Taylor; Rose, Allen, Giggs (Ramsey) e Cleverly; Bellamy (Sordell) e Sturridge (Cork)

Técnico: Stuart Pearce.

Texto e informações: www.espn.com.br

Deixe seu comentário