21 jun 2012

Coxa usa a cabeça e garante presença na segunda final consecutiva da Copa do Brasil



O Coritiba mostrou, mais uma vez, a sua força jogando no Couto Pereira. Na noite desta quarta-feira, 20 de junho, o Coxa recebeu o São Paulo em seu estádio, pelo jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil, precisando vencer por dois gols de diferença para garantir presença na decisão pelo segundo ano consecutivo. E foi justamente o que ocorreu. Com gols de Émerson e Everton Ribeiro, ambos de cabeça, o time paranaense derrotou o Tricolor por 2 a 0 e avançou na competição. O adversário na grande final será conhecido na noite desta quinta-fera, quando o Palmeiras recebe o Grêmio podendo perder até por um gol de diferença para garantir a classificação.

Após o jogo, os principais jogadores do Tricolor Paulista lamentaram a eliminação. Não faltaram críticas à defesa. “O que podemos falar? Não temos nada. Infelizmente não fomos capazes de defender”, disse Luis Fabiano, na saída do gramado do estádio Couto Pereira, mesmo sentimento demonstrado pelo meia Jadson. “Não tem muito o que falar, acho que a equipe jogou. Tomamos dois gols de bola cruzada, complicou a nossa equipe”, disse.

Apesar das deficiências apresentadas pela equipe, o atacante Lucas enalteceu o esforço do time. “Faltou posicionamento, atenção, matar o jogo, definir. Mas raça, vontade, coração, ninguém pode falar que faltou. Duas equipes que chegaram na semifinal não chegaram à toa. Sabíamos da dificuldade que seria chegar aqui, não aproveitamos, é ressaltar a qualidade da equipe deles, mas saber que caímos para uma equipe de qualidade”, analisou.

Mas também sobrou para os atacantes. “Não dá para arrumar desculpa. A desculpa está dentro do gramado. Tivemos chances incomuns de fazer com o nosso goleador, que é goleador mesmo. Mas ocorreu o que não é comum, já que é só o quarto jogo do ano em que não fazemos gol”, apontou o técnico, lembrando que seu time passou em branco nas derrotas por 1 a 0 para Corinthians, no Paulista, Ponte Preta, na Copa do Brasil, e Inter, no Brasileiro.

Do lado do Coritiba, uma alegria só. Os jogadores exaltaram a conquista e negaram preferência por Grêmio ou Palmeiras na decisão. “A gente sabia da dificuldade, mas jogamos com muita luta e muita determinação. O Coritiba é grande demais, não pode ficar escolhendo adversário. Vamos acompanhar o jogo amanhã (quinta-feira) e esperar quem vai nos enfrentar na final” disse o volante Sergio Manoel em matéria publicada no Lancenet.

O lateral-direito Ayrton, um dos destaques do Coritiba destacou o apoio da torcida como fundamental para a vaga na decisão. “Com certeza, vamos em busca do título. Tudo isso é maravilhoso. Jogamos com muita raça, muita superação. Joguei com o tornozelo machucado o segundo tempo inteiro. Mas essa torcida é maravilhosa. Lotou o estádio e merece muito mais do que isso”, comentou.

Texto com informações dos site www.espn.com.br e www.lancenet.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 out 2018
Voltando a rolar! Copa Toque de Bola retorna para agitar a garotada

18 out 2018
Superliga masculina 2018/2019: veja tabela, novidades e projeções

18 out 2018
Primeiro Tu-Tu! Times de JF na elite mineira se reúnem com a SEL

18 out 2018
Tupynambás: objetivo é manter-se na elite do Campeonato Mineiro

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.