Vôlei: Clube Bom Pastor forma base para UFJF

Já é conhecido que o voleibol de Juiz de fora viveu uma de suas melhores épocas nos anos 80, em que, principalmente, o Clube Bom Pastor se destacava, chegando a revelar talentos como Giovane Gávio e André Nascimento. De 2008 para cá, a cidade se encheu de esperanças e brio novamente com a chegada da UFJF na Superliga Masculina de Vôlei na temporada passada 2011/2012.

Acesse aqui o canal de TV do Toque de Bola e relembre cobertura exclusiva do vôlei da UFJF na Superliga Masculina (acesse a barra de rolagem para escolher o VT).

Entretanto, o time da Universidade ainda não contava com time de base. Mas neste final de semana a experiência do passado e a inovação do presente se unirão em um só time: o Bom Pastor/UFJF, com garotos na categoria sub-17. “Precisávamos de um parceiro tradicional no vôlei municipal para agregar ao projeto da Universidade. Esse desejo foi ao encontro da vontade da diretoria do clube em querer reviver os anos de glória da agremiação”, comenta Maurício Bara, técnico e coordenador do projeto da UFJF.

O Bom Pastor/UFJF irá disputar, em Valença, neste sábado, um triangular que irá contar com a participação ainda do time local e do Volta Redonda. O mesmo triangular ainda será disputado em Juiz de Fora e no Rio de Janeiro, de acordo com o técnico Marcus Vinícius de Oliveira, o Didi. A competição servirá como preparação para o torneio classificatório para o Campeonato Mineiro, de 15 a 17 de junho. “Os times possuem atletas capazes e o nível será bom”, comenta Didi.

A ideia é que o Bom Pastor/UFJF seja o canalizador de jovens jogadores dos núcleos de treinamento que a Universidade irá criar. Didi vê ainda mais longe: “O trabalho de base aliado ao profissional cessa a necessidade dos atletas precisarem sair da cidade para continuarem no esporte, o que gera sequência no trabalho”, completa.

 Texto e informações: vôlei UFJF

Deixe seu comentário