LFC vira sobre o Chapadão e é campeão

Um jogaço, digno de uma final de campeonato. Assim foi a segunda partida entre Chapadão e LFC, que decidiram, neste domingo, 20 de maio, o título da categoria Adulta da Copa Caem. Melhor para o LFC, que venceu por 3 a 2, em uma partida que teve dois personagens principais: Wesley Tanque, autor dos três gols do LFC, e Xororó, que balançou as redes duas vezes para o Chapadão. Cerca de 600 pessoas acompanharam a partida disputada no Campo do Cerâmica. Um jogo marcado pelo alto nível técnico.

Copa Caem: equilíbrio marca primeiro jogo entre Chapadão e LFC

Copa Caem: Botafoguinho campeão. Chapadão e LFC decidem Adulta

Caem: Cidade Alta e Puma campeões

Bola Show é o primeiro campeão da Copa Caem 2012

Bola rolando

O jogo começou com o LFC melhor, mas logo aos dez minutos de bola rolando Fabiano Guru, um dos principais jogadores da equipe, sentiu a coxa direita e deixou o jogo para não mais voltar. A saída de Guru deu confiança ao Chapadão, que passou a levar perigo ao gol de Mário César, sobretudo aproveitando a velocidade do atacante Maiquinho pela esquerda.

Foi por este setor que saiu o primeiro gol do jogo. Aos 17 minutos, Maiquinho cruzou para a área, a defesa bateu cabeça na hora de cortar. Xororó, na entrada de área, tocou de cabeça para Emerson, avançou entre os zagueiros e recebeu de volta, tocando com categoria na saída de Mário César. Golaço e Chapadão na frente. O gol assustou o LFC, que parecia perdido em campo. Dois minutos após o gol, Dieguinho descolou excelente lançamento para Emerson, que tocou de fora da área por cima do goleiro, com a bola raspando a trave.

Contando com jogadores experientes em seu elenco, aos poucos o LFC voltou para o jogo. Aos 23, Léo teve a chance de empatar a partida ao concluir sozinho dentro da área, mas a bola foi em cima de Sandro. Mas, aos 29, saiu o gol de empate. Pedro avançou pela esquerda e cruzou para a área. Léo só ajeitou para Wesley. Dentro da área, o atacante começou a mostrar o seu faro de gol e empatou a partida: 1 a 1.

Mas, quem disse que o Chapadão aceitou o empate. Partiu para cima do adversário e conseguiu ir para o intervalo em vantagem. Caio cruzou da esquerda e Maiquinho se esticou todo para centrar a bola. Dentro da pequena área, de costas para o gol, Emerson tentou tocar de calcanhar, mas, pressionado pela zaga, não conseguiu acertar a bola. Logo em seguida, Dieguinho recebeu na área, dominou, mas foi derrubado. Pênalti que Xororó cobrou com precisão para colocar o Chapadão novamente em vantagem. Um justo resultado pelo que as duas equipes apresentaram no primeiro tempo.

A virada

O segundo tempo começou com o LFC atacando. E, logo aos quatro minutos, Tanque marcou novamente. Léo chutou de fora da área, com força. Sandro deu rebote nos pés do atacante, que saiu do goleiro e bateu cruzado para deixar tudo igual: 2 a 2. E não ficou nisso: aos seis, Samuel, que tinha acabado de entrar, avançou pela direita do ataque e, ao entrar na área, acabou derrubado. Novo pênalti. Wesley foi para a cobrança e converteu com muita categoria, mas o árbitro anulou o gol alegando invasão do próprio Samuel. O Camisa 9 fez nova cobrança e converteu novamente.

Após levar a virada em poucos minutos do segundo tempo, o Chapadão tentou comandar as ações novamente, mas esbarrou na experiência do time adversário, que soube cadenciar a partida. No fim, aos 28, por pouco Delano não amplia. Após cruzamento para a área, Sandro soltou nos pés do jogador, que, prensado, chutou por cima.

A emoção foi até o último minuto de jogo, quando Xororó cobrou escanteio e Deivid acertou linda cabeçada no canto direito de Mário César. Ele se esticou todo para interceptar a bola junto ao pé da trave. A linda defesa garantiu o título ao LFC, que soltou o grito de campeão após o apito final.

No caminho para o vestiário, Xororó comentou o resultado: “Faltou conversar atrás. A zaga parece que voltou dormindo. Demos duas bobeiras, o que não pode acontecer, e acabamos levando dois gols. Mas nosso time mostrou brilhantismo”, disse.

O outro protagonista da finalíssima, Wesley Tanque, premiado como artilheiro da competição, com 11 gols, ressaltou o nível técnico da partida. “Foi digna de uma final. Jogaço. Várias oportunidades para os dois lados, o Chapadão vindo para cima, abrindo vantagem duas vezes. Mas, conseguimos virar”, disse. Humilde, preferiu minimizar os três gols marcados na final. “Estou saindo feliz. Tenho conseguindo guardar as bolas que sobram. Mas a conquista é de todo o grupo”, destaca.

O técnico do LFC, Guto, também conversou com o Portal Toque de Bola após a conquista do título. “Primeiro, o que eu gostaria de destacar é o conjunto da equipe, que vem jogando há um ano. E, do primeiro para o segundo tempo, ressaltar o espírito de superação. Mexi na equipe e deu resultado porque temos um grupo muito homogênio. Acho que o resultado foi justo pelo que fizemos no segundo tempo”, analisou.

Balanço final

O jogo entre Chapadão e LCF fechou com chave de ouro a edição 2012 da Copa Caem, segundo o chefe de departamento da Secretaria de Esporte e Lazer, Cláudio Esteves. “O balanço é muito positivo. Houve uma participação bem maior no que no ano passado com o surgimento de novas equipes, caso do Chapadão. A participação das Caem também foi mais dividida. O nível disciplinar foi muito bom, já que tivemos pouquíssimos problemas. ‘São Pedro’ também colaborou. De uma maneira geral, atendeu todas as expectativas. E fechamos com uma final que está sendo um jogaço, com duas equipes de alto nível. A arbitragem também foi muito bem”, analisou.

Clique nos links abaixo e confira o boletim final da Copa Caem 2012 e o boletim 13.

Boletim Final

Boletim CAEM 13-2012

Equipe do Chapadão

Chapadão: Sandro; Jeferson, Deivid, Ricardo e João César; Mauro, Caio, Xororó e Dieguinho; Maiquinho e Emerson. Outros jogadores: Geninho, Tivi, Delimar e João Carlos. Técnico: Divar. Auxiliares: Fernando e Felipão.

 

 

 

 

 

Equipe do LFC

LFC: Mário César; Rafael, Nerinho, Douglas Javali e Darlisson; Fabiano Guru, Vitor, Nem Rato e Pedro; Léo e Wesley. Outros jogadores: Delano, Macacão, Ramon, Felipe, Tatu, Rodrigo, Samuel e Geison. Técnico: Guto.

 

 

 

 

 

Veja mais fotos clicando aqui

Texto: Thiago Stephan

Deixe seu comentário