Eike Batista é o único a se inscrever para concessão do Maracanã

A empresa IMX Holding AS, do empresário Eike Batista, foi a única a apresentar ao Governo do Estado do Rio de Janeiro os estudos de viabilidade para futura concessão do complexo do Maracanã, segundo reportagem do jornal “O Globo” nesta quinta-feira.

Um total de sete empresas (duas de Eike, a IMX e a EBX) e um consórcio se habilitaram em janeiro para a realização dos estudos, mas o prazo para a apresentação se esgotou na última segunda. O vencedor do edital de licitação deve ser anunciado apenas em maio, o que daria tempo para os novos administradores do estádio possam trabalhar em conjunto com as construtoras Odebrecht, Andrade Gutierrez e Delta na reforma do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014.

O Governo elaborará a licitação de acordo com os estudos apresentados pela IMX. Os estudos de viabilidade consistem nas análises técnica, ambiental, econômico-financeira e jurídica do complexo do Maracanã. Segundo a Secretaria de Estado da Casa Civil, outros interessados poderão concorrer durante o processo e e até mesmo a IMX poderá desistir de tentar administrar o estádio. Segundo o jornal, a Casa Civil não exigiu a presença de clubes de futebol na etapa atual do processo e há obrigatoriedade de uma parceria deste tipo para que uma empresa seja candidata.

De acordo com o ranking divulgado pela revista americana Forbes em março deste ano, Eike é o sétimo homem mais rico do mundo com uma fortuna estimada em US$ 30 bilhões (R$ 54 bilhões). O Maracanã será palco de sete partidas da Copa de 2014, incluindo a final no dia 13 de julho. Atualmente, o valor previsto para a reforma é de cerca de R$ 860 milhões e o estádio, que está com 39% das obras concluídas, deverá ficar pronto em fevereiro de 2013.

Texto: globoesporte.com 

Deixe um comentário