UFJF conquista primeira vitória em casa, com transmissão pelo Toque de Bola

Juiz de Fora (MG), 7 de janeiro de 2012

O Portal Toque de Bola decidiu comemorar um ano de vida, completado nesta sexta-feira, 6, trabalhando. Desde as 18h30, com participação do ex-craque José Eduardo Bara nos comentários e do jornalista Thiago Stephan, repórter do Toque e Editor do Ter Notícias, transmitimos as emoções de UFJF x BMG/São Bernardo, direto do ginásio da Faefid.

E sem querer ficar marrento, o Toque de Bola confirma a sua fama de pé-quente. Foi a primeira vitória da UFJF em casa, a segunda na Superliga.

Clique, abaixo, para conferir a nova classificação da Superliga:

Classificação Superliga – 08012012-CBV

(Leia também: Minas bate RJX, e Cimed impõe primeira derrota ao Vôlei Futuro. Veja como foi a rodada da Superliga

Maurício Bara: “Temos que imprimir ritmo forte desde o primeiro ponto”

Jardel: força e velocidade para vencer bloqueios e adversários

Veja cobertura de todos os jogos realizados pela UFJF diante da torcida em Toque TV)

Na noite deste sábado (07), a UFJF venceu o BMG/São Bernardo em casa por 3×1, parciais de 21×25, 25×13, 25×21 e 25×15, conquistando três pontos na tabela. O time mostrou superioridade em praticamente todo o jogo e mais uma vez contou com o apoio incondicional da torcida, que fez o ginásio virar um verdadeiro caldeirão. O levantador Danilo Gelinsky recebeu o troféu Viva Vôlei como melhor jogador da partida.

A partida começou muito equilibrada e, mesmo perdendo por 21×25, a UFJF mostrou-se melhor até o final do primeiro set. Léo foi um dos destaques, fazendo inclusive um ace que deu o 18º ponto para o time mineiro. O set só foi decidido em dois lances polêmicos da arbitragem, que geraram muitos protestos de jogadores e torcedores. O capitão Danilo Brasília chegou a ser punido com o cartão vermelho, ficando impedido de jogar o set seguinte.

A UFJF mostrou toda sua garra e técnica no segundo set, que terminou com 16 minutos e vitória do time por 25×13. A entrada de Danilo Gelinski no lugar de Brasília acabou sendo determinante. Com muita empolgação e levantamentos precisos, o levantador contagiou a equipe. Folle abriu o set com um ataque preciso. No primeiro tempo técnico, a UFJF já mostrava vantagem, fazendo o 8º ponto com bloqueio de Leo e Folle. A equipe voltou ainda mais motivada, fazendo três pontos seguidos. Em menos de cinco minutos de jogo, a UFJF fez 13 pontos, abrindo vantagem de cinco pontos. Clinty ampliou a vantagem para 21×10 com dois saques fortes que resultaram em dois pontos seguidos. Um erro de saque do adversário encerrou o set 25×13 para a UFJF.

O terceiro set também foi da UFJF. Léo abriu o placar e o saque de Digão também resultou em ponto com o bloqueio de Folle e Clinty. No final do primeiro tempo técnico, a UFJF estava mais uma vez na frente 8×7. Jardel abriu seis pontos de vantagem com três saques seguidos (16X10). Pedrinho entrou no set e fez dois pontos importantes, um de bloqueio e um de contra ataque, chegando ao set point. O último ponto do set foi com erro de saque do adversário, fechando em 25×21, em 28 minutos.

A UFJF abriu o quarto set com o bloqueio de Folle. Clinty, que mostrou boa atuação em toda a partida, fez bonito também no último set do jogo, fazendo pontos importantes para a UFJF com bloqueios e ataques fortes e precisos. Jardel fez o 15º ponto com um bloqueio forte, uma de suas especialidades. Pedrinho mostrou a sua arma mais forte na partida: o ataque rápido e preciso que resultou em pontos para o time local. Os últimos pontos foram de Clinty e um erro do adversário, que deu o match point para a UFJF. O jogo terminou em um ace de Folle, incendiando de vez o ginásio.

Equipe divide vitória com torcida e já pensa no Londrina

O técnico Maurício Bara comemorou a vitória e a dividiu com a torcida: “Vou dividir essa vitória com a equipe e com a torcida, que teve atuação espetacular. Uma vitória como essa contra um grande time, que ganhou do Sesi e do Minas, motiva mais ainda a gente”. De acordo com o técnico, a meta é sempre o próximo jogo, portanto, vencer o Londrina fora de casa na próxima quarta-feira. Danilo Gelinsky comemorou o troféu e a vitória: “O time estava precisando de uma vitória em casa. Depois de um erro da arbitragem no primeiro set, o time pegou essa raiva toda e reverteu positivamente. O que vamos levar para Londrina é essa união”.

Texto do jogo: ETC Comunicação 

Este post tem um comentário

  1. Marcelo

    Muito legal, parabéns pela iniciativa! Só acho a rádio deveria estar mais acessível, logo quando se acessa o site, demorei para achar o link…

Deixe um comentário