Atlético aposta em Danilinho, Escudero e Rafael Marques por um ano vitorioso

Juiz de Fora (MG), 28 de janeiro de 2012

O Atlético-MG quer de 2012 bem mais do que fez no ano passado. O Galo tem três competições pela frente: Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro e quer, pelo menos, um título, o que não aconteceu na última temporada. Entretanto, a pré-temporada alvinegra foi uma das últimas a ser iniciadas entre os 12 times que vão disputar o estadual. A apresentação dos jogadores ocorreu em 9 de janeiro, 20 dias antes da estreia no Estadual, contra o Boa, na Arena do Jacaré. Entre as principais contratações estão a volta do meia Danilinho, o acerto com o também meio-campista Damián Escudero, que disputou o último Campeonato Brasileiro pelo Grêmio, assim como o zagueiro Rafael Marques, que vai reforçar a defesa alvinegra.

De acordo com matéria publicada no site oficial do Atlético-MG, o técnico Cuca está otimista em relação à temporada 2012. De acordo com ele, a montagem do elenco está sendo bem conduzida e o Atlético tem totais condições de fazer grandes campeonatos e alcançar as conquistas que almeja.

“Venho montando o elenco juntamente com a diretoria e acho que estamos muito bem. Neste ano, procuramos preservar a equipe e contratamos um número menor de atletas para ter uma qualidade de trabalho melhor, até porque iremos disputar apenas três competições. O grupo não está fechado, mas a montagem do elenco, dentro do que imagino, está muito bem conduzida. Temos tudo para passar um bom ano”, disse o técnico alvinegro.

No retorno ao clube que o projetou no futebol, Danilinho garante que está ainda melhor após quatro temporadas no México. “Naquela época, eu tinha 19, 20 anos. Hoje, tenho 24 anos e, com quatro temporadas fora do Brasil, você pega experiência. Tive uma passagem pelo Jaguares, onde fui capitão do time por um ano, e depois fui para o Tigres”, para depois acrescentar: “Volto para transmitir essa experiência aos jogadores mais jovens e para aprender ainda mais com os jogadores mais experientes”, destacou Danilinho.

Outro que está de volta ao Atlético-MG é o lateral-direito Marcos Rocha, que defendeu o América-MG nas últimas duas temporadas. O jogador não vê a hora de reencontrar a massa atleticana. “É muita responsabilidade jogar no Atlético, o peso da camisa é muito grande. Jogar aqui é muito bom, dá muita visibilidade e valoriza a carreira do jogador. Nossa torcida é a mais vibrante, é impressionante. Eles fazem um grande espetáculo na arquibancada. É de arrepiar qualquer jogador dentro de campo”, disse, em entrevista ao site oficial do clube.

Amistosos

Na quarta-feira, o Atlético realizou o último jogo-treino antes da estreia no Estadual. Derrotou o Tombemse por 3 a 0, na Cidade do Galo. O desempenho da equipe deixou Cuca otimista  deixou o técnico Cuca otimista para a estreia no Campeonato Mineiro, domingo, 29, às 17h, contra o Boa, na Arena do Jacaré. “Foi um treino muito bom porque a equipe está jogando compacta e o que a gente quer no começo temporada é isso para que haja um menor desgaste físico”, disse .

O time entrou em campo com Renan Ribeiro; Carlos César, Rafael Marques, Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Bernard e Escudero; Danilinho e André. Por sinal, este foi a mesma formação com que Cuca iniciou o jogo-treino contra o Villa Nova, no dia 20, vencido pelo Atlético por 3 a 2, o que leva a crer que será essa a equipe a enfrentar o Boveta na estreia.

 Texto: Thiago Stephan, com informações do site oficial do Atlético

[wpfootball id_league=5 id_template=2]

Deixe seu comentário