Exclusivo: o tricolor Maurício de Souza não para de ir aos jogos do Corinthians

São Paulo (SP), 7 de dezembro de 2011

O desenhista concedeu entrevista exclusiva ao Toque de Bola instantes antes do início da premiação do Craque do Brasileirão. Ele fez uma aposta com o filho: a cada nota 10 na escola, ele o levaria a um jogo do Corinthians. O menino só tira 10! Ele fala também sobre o sucesso do personagem Ronaldinho, a quem pediu uma visita à sua equipe de desenhistas. “O pessoal precisa vê-lo”. Maurício também comenta sobre sua recente visita a Juiz de Fora, nos “quadrões”, e deixa no ar a possibilidade de lançar o personagem Neymar.

  O que o senhor conversou com Ronaldinho Gaúcho?

Ele está me devendo uma visita ao estúdio, nossos artistas e desenhistas que ajudam a fazer as historinhas dele também estão saudosos, e agora combinei com ele e o irmão a visita, afinal de contas jogando bem ou não o meu personagem está jogando um bolão, só de revistinha saem 100 mil exemplares só no Brasil, fora em outros países.

 O senhor estava procurando o Neymar…(não foi à solenidade por ter viajado com a delegação do Santos)

Sou amigo do pai dele, mas nunca me aproximei do Neymar. Afinal de contas, quem já desenhou Pelezinho, Ronaldão, Ronaldinho e até uma tentativa de Maradona, fica com uma coceirinha quando pensa no Neymar como personagem também.

 E a meninada com cabelo igual ao do Neymar?

A tribo dos moicanos está invadindo o Brasil. No momento que os jovens querem se diferenciar um do outro vale tudo, é uma brincadeira gostosa, uma molecagem gostosa, alegre, divertida, vale a brincadeira.

 O senhor esteve em Juiz de Fora recentemente. Como foi?

Nossa, ficamos até mais tempo que estávamos planejando. Foi um sucesso a exposição dos quadrões e logo estaremos numa segunda, com novos quadrões, novas esculturas, o povo é muito afável, hospitaleiro, adorei Juiz de Fora.

 E no futebol, para quem bate o coração do Maurício?

Eu sou sãopaulino, agora nos últimos jogos do Corinthians meu filho Marcelo, corintiano, me aprontou uma. “Pai, a cada 10 que eu tirar nos exames você me leva ao jogo do Corinthians?” E o menino começou a tirar 10, então começou: “Ah, o Maurício agora é da Fiel”. Além disso, nos dois últimos jogos que fui o Corinthians virou e venceu por 2 a 1, então já acham que eu sou pé quente pelo Corinthians, nunca esperei isso. Sou sãopaulino, mas está divertido.

 Marcelo, filho de Maurício:

Ano que vem tem mais jogo. Paulista, Brasileiro, e Libertadores também.

Com simpatia e bom humor, o famoso criador de personagens nos brindou com uma entrevista bem descontraída.

  Clique no ícone abaixo para conferir a íntegra da entrevista:

 

Deixe seu comentário