“Banco” do Vasco impede título do Corinthians. Cruzeiro cede empate e segue ameaçado de rebaixamento. CBF anuncia locais da última rodada

Rio de Janeiro (RJ), 27 de novembro de 2011

 

Formação do Vasco para enfrentar o Flu. Vitória veio com a entrada dos "bancários"
O Corinthians “quase” foi campeão brasileiro neste domingo, 27. Na 37ª e penúltima rodada, o Timão bateu o Figueirense por 1 a 0, gol de Liedson, de cabeça, no segundo tempo. Quando o jogo em Florianópolis terminou, faltavam quatro minutos para acabar Vasco e Fluminense, que empatavam em 1 a 1 no Engenhão, gols de Alecsandro, que saiu do banco de reservas, e Fred. Aos 47, Bernardo, que também veio do banco, marcou o gol da vitória cruzmaltina e adiou a definição do título para a última rodada.

Resultados da rodada: Palmeiras 1×0 São Paulo, Santos 1×1 Bahia, Flamengo 1×0 Internacional, Fluminense 1×2 Vasco, Grêmio 2×2 Atlético-GO, Atlético-MG 4×0 Botafogo, Figueirense 0x1 Corinthians, Coritiba 1×0 Avaí, América Mineiro 2×1 Atlético-PR e Ceará 2×2 Cruzeiro.

Além de adiar a definição do título, a rodada também não definiu os dois times rebaixados, além de América-MG e Avaí. Os outros dois estão entre Cruzeiro, Ceará e Atlético Paranaense.

Última rodada: CBF anuncia locais dos jogos

A CBF anunciou, por meio de seu site oficial, os locais dos clássicos cariocas e paulistas na 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro, às 17h do próximo domingo. O líder Corinthians vai encarar o Palmeiras no Pacaembu. São Paulo x Santos, por questão de segurança, sairá da capital paulista e será disputado em Mogi Mirim, no estádio Romildo Vitor Gomes Ferreira.

O Vasco, agora o único concorrente do Corinthians, enfrentará o Flamengo no Engenhão. Com isso, Botafogo x Fluminense será no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Todas as partidas que envolvam disputa de título, vaga na Libertadores e na Sul-Americana ou briga contra o rebaixamento deverão ser realizadas no mesmo horário.

A decisão de tirar São Paulo x Santos e Botafogo x Fluminense das capitais deve gerar protestos dos dois mandantes, que não poderão usar seus estádios – Morumbi e Engenhão, respectivamente. Logo após a derrota para o Palmeiras, o diretor de futebol Adalberto Baptista se manifestou:

– O São Paulo tinha o mando de jogo, e isso não foi respeitado. Corinthians e Palmeiras tinham feito um acordo para realizar as duas partidas no interior, e o São Paulo não tem culpa se isso não será cumprido. É um grande absurdo.

No Rio de Janeiro, a polêmica a respeito de qual jogo seria no Engenhão vem se arrastando há várias rodadas. O Botafogo se manifestou algumas vezes, exigindo o direito de atuar em seu estário, e ganhou apoio da Federação do Rio. A CBF já havia decidido que a partida de maior importância seria no Engenhão.

O gerente de futebol Anderson Barros preferiu não criar polêmica:

– O Botafogo não foi avisado oficialmente, e espero que a CBF faça isso até por conta da boa relação que tem com o clube e com a Federação do Rio. Só vou me pronunciar amanhã (segunda-feira).

Foto: Wilson de Carvalho

Texto locais: www.globoesporte.com

[wpfootball id_league=3 id_template=2]

Deixe um comentário