Tudo sobre a participação juiz-forana nos JIMI. Não deixe de ler

Juiz de Fora, 18 de outubro de 2011

Chegou ao fim neste domingo, em Patos de Minas, a 27ª edição dos Jogos do Interior de Minas (Jimi). Das 14 modalidades em disputa, Juiz de Fora não esteve representada em cinco: Ciclismo e Mountain Bike; Karatê, Peteca, Xadrez e Tênis de Mesa e Tênis de Mesa Adaptado.

Ao final da disputa, a cidade ocupou o 6º lugar no quadro de medalhas somando as três etapas dos Jimi. Foram 12 ouros, 20 pratas e 20 bronzes. Em primeiro ficou Uberlândia (86 ouros, 46 pratas e 25 bronzes), seguida de Betim (46, 43 e 32), Uberaba (22, 12 e 9), São Sebastião do Paraíso (15, 10 e 17) e Araxá (15, 7 e 4).

Na etapa Estadual realizada no Norte de Minas, a cidade conquistou dois títulos nos esportes coletivos. As vitórias foram marcantes. No Vôlei Masculino, a equipe da UFJF ficou com o ouro, que não vinha para Juiz de Fora desde 1986, um tabu de 25 anos. No Handebol Masculino, a Associação Desportiva de Juiz de Fora (ADJF/Vianna Júnior) conquistou o décimo título dos Jimi, confirmando-se como a maior vencedora da história dos jogos.

Juiz de Fora ainda conquistou outros cinco ouros nos esportes individuais. No Atletismo PCD, Maria da Consolação Jardim chegou em primeiro nos 400 metros rasos (Visual B11). A Natação, modalidade em que JF voltou a mandar representantes neste ano, subiu ao degrau mais alto do pódio duas vezes. Amanda Marcia Santos venceu nos 50 metros borboleta e Renata Moreira Borges nos 200 metros peito. Os outros dois ouros vieram do Taekwondo, com Gabriela dos Santos Siqueira e Diego Daibert Barreto.

Para o coordenador de Rendimento Esportivo da Secretaria de Esporte e Lazer, Jarbas Duque, o resultado de Juiz de Fora foi satisfatório. “Tivemos mais medalhas que no último ano. Nos coletivos tivemos um ouro a menos. Mesmo assim foi interessante. A Natação foi um dos grandes destaques, com 17 medalhas. O Judô conquistou quatro bronzes. O Atletismo PCD bateu o recorde de medalhas. Mas, poderíamos ter levado mais pessoas no atletismo”, avaliou Duque.

Em relação às modalidades que a cidade não enviou representantes, o coordenador acredita que tenha faltado mobilização, ponto que tentará trabalhar para a próxima edição dos Jimi, sobretudo em relação ao Ciclismo, modalidade que Juiz de Fora tem tradição. “No Mountain Bike, por exemplo, tivemos uma atleta inscrita, que por questões de trabalho não conseguiu viajar. Não houve interesse dos atletas de ciclismo em participar dos Jimi. A data acabou batendo com outras competições. Um dos meus objetivos para a próxima edição é tentar mobilizar esses atletas. No Atletismo, levamos apenas dois corredores. Atletas locais representaram outras cidades, como Betim, e tiveram excelentes resultados”, analisou.

Vôlei Masculino: campeão sem perder um set

A equipe do técnico Maurício Bara conquistou o título na quarta participação nos Jimi. O título veio de forma incontestável: quatro vitórias e nenhum set perdido. O primeiro desafio foi contra Lagoa Santa: 3 a 0 (25×15, 25×07 e 25×15). Na sequência, novo 3 a 0, dessa vez sobre Betim (25×14, 25×21 e25x16). Na semifinal, a partida mais difícil: 3 a 0 sobre Uberlândia (25×17,  25×17 e 25×22). A conquista do título ocorreu diante da equipe de Buritizeiro: (25×16, 25×17 e 25×13).

Já em Juiz de Fora, o técnico Maurício Bara comentou o título e o fim do longo tabu de 25 anos sem que a cidade conseguisse a medalha de ouro na modalidade. “Era um tabu muito grande para o vôlei de Juiz de Fora. Estávamos chegando perto nas últimas edições. Conquistar esse título às vésperas da Superliga tem uma importância muito grande. Veio coroar a melhor temporada do vôlei da UFJF. Em oito competições, foram cinco títulos e três vices”, avaliou Bara.

Os jogadores vão ter uma semana de folga e voltam às atividades na próxima segunda-feira, já dentro da programação para a Superliga, prevista para começar em dezembro.

Levantadores: Daniel Brasília e Luan. Líbero: Juliano. Ponteiros: Guilherme, Pedro e Bernarly. Opostos: Felipe e John. Centrais: Filipe e Silvio. Técnico: Maurício Bara. Auxiliar Técnico: André. Preparador Físico: Danilo Coimbra.

Handebol Masculino: decacampeão dos Jimi

A ADJF/Vianna Júnior chegou ao décimo título dos Jimi em Patos de Minas. Com o resultado, a associação se confirma como maior vencedora nos esportes coletivos. Foram cinco vitórias até a conquista da medalha de ouro. A primeira sobre Jequitinhonha (36 x 28). Em seguida, triunfo sobre Passos (45 x 12). No terceiro desafio a equipe juiz-forana enfrentou Monte Carmelo (29 x 22). O jogo mais difícil ocorreu na semifinal: vitória sobre Ipatinga por 31 x 30. Na decisão, novo duelo contra Jequitinhonha e nova vitória: 38 a 20.

“A gente já esperava essa conquista. Tínhamos a consciência que não seria fácil. A semifinal contra Ipatinga foi muito difícil. Mas o resultado final foi dentro do esperado. O cansaço de viagem no primeiro jogo foi um dos grandes desafios”, destacou o responsável técnico da ADJF/Vianna Júnior, Carlos Dias.

Ele destacou a atuação de dois atletas. O goleiro Plínio, que garantiu a classificação para a final ao defender uma cobrança de sete metros quando o relógio já havia tocado. O armador Guilherme foi outro destaque ao figurar entre os principais artilheiros da competição.

Goleiros: Plínio, Zé e Dudu. Pivôs: Gláucio e Tatão. Pontas: Jorge Henrique, Pablo e Coca. Armadores: Guilherme, Felipe, Pedro Panda, Evandro Cabelo e Rafael Nariz. Técnico: Carlos Dias. Auxiliares: Paulo Augusto e Vitor Frizeiro. Fisioterapeuta: Thaís Sales.

Handebol Feminino: título escapa na decisão

Meninas da ADJF/Vianna Júnior ficou com o vice-campeonato no Handebol Feminino

O Handebol Feminino da ADJF/Vianna Júnior, que também é muito forte e tentava o sexto título, acabou ficando com o vice-campeonato. Na decisão, as juiz-foranas foram derrotadas por Ipatinga por 28 a 25. Nos outros quatro jogos, três vitórias e uma derrota. 36 a 22 sobre Patos de Minas; derrota por 29 a 26 para Monte Carmelo; 40 a 16 em Barbacena; e 23 a 16 sobre Sete Lagoas.

“Nosso objetivo no feminino era nos mantermos entre os quatro de Minas. Viajamos com o grupo quebrado e muito novo. Fizemos uma ótima semifinal e decidimos contra as favoritas ao título. Foi um jogo muito equilibrado e até tivemos chances de ganhar. Mas, na hora de decisão, pesou a experiência. Além disso, as meninas estranharam muito o clima. Mesmo assim, acho que foi um bom resultado”, analisou o responsável técnico da ADJF/Vianna Júnior, Carlos Dias.

Goleira: Juliana Vidal. Armadoras: Fernanda Pires, Patrícia, Leila, Tuany e Aline. Pivôs: Amanda e Dani. Pontas: Letícia, Letícia Mara, Carol e Ju Borges. Técnico: Carlos Dias. Auxiliares: Paulo Augusto e Vitor Frizeiro. Fisioterapeuta: Thaís Sales.

Basquete Feminino não conquista o bi

A renovação que vem sendo realizada na equipe do PBF/Olímpico pesou, e o time treinado por Sérgio Rodrigues não conseguiu conquistar o bicampeonato. Mas, acabou trazendo a medalha de bronze para Juiz de Fora, o que, na avaliação de Rodrigues antes da viagem, seria um bom resultado. Foram três vitórias: 56 a 31 sobre Ipatinga; 69 a 49 sobre São Lourenço; e 73 a 67 sobre Sabará, resultado que garantiu o bronze. Na semifinal, derrota para Uberaba – 53 x 34.

Basquete Masculino em maus lençóis

Equipe de Basquete viajou com muitos desfalques e não fez boa campanha

A equipe do Vianna Júnior não conseguiu fazer uma boa competição em Patos de Minas. O grupo viajou muito desfalcado e com número insuficiente de atletas (apenas sete viajaram), perdeu duas partidas por larga diferença de pontos. A vitória veio como prêmio de consolação para aqueles que sabiam das dificuldades e mesmo assim tiveram coragem para entrar em quadra. O primeiro compromisso terminou com vitória de Sacramento por 94 a 61. Na segunda partida, São Sebastião do Paraíso venceu por 102 a 56. A vitória juiz-forana ocorreu sobre Santa Luzia: 71 a 54.

Futsal Masculino perdeu as três partidas

Assim como o time de Basquete Masculino, a equipe de Futsal Masculino também viajou desfigurada e com poucos atletas. A situação se refletiu em quadra, com três derrotas em três jogos: 4 a 3 contra São Sebastião do Paraíso; 5 a 1 contra Tupaciguara; e 8 a 2 diante de Congonhas. As vésperas do torneio, o presidente da Associação Sirius, Marcelo Cantagalli, já previa dificuldades. Segundo ele, atletas deixaram de viajar para disputar partidas da Copa Panorama de Futsal.

Resultados Esportes Individuais

Atletismo PCD

Arremesso do peso PCD visual B12 – Feminino
3º Lugar – Monique Cristina da Silva. Distância: 5,15m

400 metros rasos PCD visual B11 – Feminino
1º lugar – Maria da Consolação Jardim. Tempo: 1.45.91

400 metros rasos PCD auditivo – Masculino
2º lugar – Jadir José da Silva. Tempo: 1.16.87

400 metros rasos PCD visual B11 – Masculino
3º lugar – Sebastião Natal da Silva. Tempo: 1.33.60

400 metros rasos PCD visual B12 – Masculino
5º lugar – Bruno Guedes Dos Santos. Tempo: 1.22.53
6º lugar – Jose Maria Dias. Tempo: 1.46.54

Revezamento 4×100 PCD visual B11 – Masculino
2º lugar – Cláudio Nunes Oliveira / Sebastião Natal da Silva / Bruno Guedes dos Santos / José Augusto Andrade. Tempo: 1.09.97

Lançamento do disco PCD visual B11 – Masculino
2º lugar – Claudio Nunes de Oliveira. Distância: 15.26
3º lugar – Adelson José de Almeida. Distância: 10.35

Arremesso do peso PCD visual B11 – Masculino
3º lugar – Claudio Nunes de Oliveira. Distância: 5.52
5º lugar – Adelson José de Almeida. Distância: 4.93

Arremesso do peso PCD visual B12 – Masculino
7º lugar – José Augusto Andrade. Distância: 5.25

100 metros rasos PCD visual B11 – Feminino
2ª lugar – Maria da Consolação Jardim. Tempo: 20.55

100 metros rasos PCD visual B12 – Feminino
4º lugar – Monique Cristina da Silva. Tempo: 23.71

100 metros rasos PCD andante – Masculino
2º lugar – Henrique Surerus de Oliveira. Tempo: 16.65

100 metros rasos PCD visual B11 – Masculino
2º lugar – Felipe Marques Tavares. Tempo: 13.80

100 metros rasos PCD visual B12 – Masculino
6º lugar – Bruno Guedes dos Santos. Tempo: 16.68
8º lugar – Jose Maria Dias. Tempo: 20.60

1.500 metros rasos PCD auditivo – Masculino
2º lugar – Jadir José da Silva. Tempo: 5.55.39

1.500 metros rasos PCD físico andante – Masculino
3º lugar – Henrique Surerus de Oliveira. Tempo: 7.08.28

1.500 metros rasos PCD visual B11 – Masculino
2º lugar – Sebastião Natal da Silva. Tempo: 7.14.84

1.500 metros rasos PCD visual B12 – Masculino
3º lugar – José Augusto Andrade. Tempo: 6.55.56

Classificação Geral Atletismo PCD Masculino: 12º
Classificação Geral Atletismo PCD Feminino: 7º

Atletismo

5.000 metros rasos – Masculino
4º lugar – Jocemar Fernandes Correa. Tempo: 16.11.38

Rústica
3º lugar – Jocemar Fernandes Correa. Tempo: 19.07

Classificação Geral Atletismo: 11º

Judô

Judô de JF conquistou quatro medalhas em Patos de Minas

Super ligeiro – Masculino
2º lugar – Lyon Luan Ferreira

Meio Médio – Masculino
5º lugar – Wellington Pupo Manucci

Meio Pesado – Masculino
3º lugar – Paulo Lúcio G. Souza

Pesado – Masculino
3º lugar – Wallace Lucas S. Costa
5º lugar – Samuel Pereira Freitas

Absoluto – Masculino
3º lugar – Samuel Pereira Freitas

Classificação Geral Judô Masculino: 7º

Natação

200 METROS LIVRE FEMININO – ABSOLUTO
2º lugar – GIOVANA SILVA AMORIN. Tempo: 2’31″34
4º lugar – LIVIA LACERDA NETTO. Tempo: 2’41″22

200 METROS LIVRE MASCULINO – ABSOLUTO
4º lugar – RAFAEL BELLEI CARVALHO. Tempo: 2’19″96 535
6º lugar – GUILHERME LIMA RUFINO. Tempo: 2’27″07 470

100 METROS PEITO FEMININO – ABSOLUTO
2º lugar – RENATA MOREIRA BORGES. Tempo: 1’20″71 675
7º lugar – NATALIE FERRAZ BRAVO. Tempo: 1’35″76 440

100 METROS PEITO MASCULINO – ABSOLUTO
7º lugar – PATRICK LUIZ FLORES. Tempo: 1’18″33 546
12º lugar – GABRIEL OLIVEIRA DOMINGUES. Tempo: 1’20″35 512

50 METROS BORBOLETA FEMININO – ABSOLUTO
1º lugar – AMANDA MARCIA SANTOS. Tempo: 0’33″10 601
4º lugar – GESSYCA TOLOMEU OLIVEIRA. Tempo: 0’35″99 486

50 METROS BORBOLETA MASCULINO – ABSOLUTO
5º lugar – JONAS NEVES MARTINS. Tempo: 0’28″69
11º lugar – VICTOR SILVA AMORIN. Tempo: 0’31″72 504

100 METROS COSTAS FEMININO – ABSOLUTO
2º lugar – BEATRIZ LODRON GONZAGA. Tempo: 1’20″23
3º lugar – GIOVANA SILVA AMORIN. Tempo: 1’21″53 49

100 METROS COSTAS MASCULINO – ABSOLUTO
3º lugar – RODRIGO MOREIRA COSTA. Tempo: 1’06″23
7º lugar – PAULO BARBERIO GUEDES. Tempo: 1’10″99

200 METROS MEDLEY FEMININO – ABSOLUTO
7º lugar – LAURA MARIA FERREIRA. Tempo: 3’17″53

200 METROS MEDLEY MASCULINO – ABSOLUTO
3º lugar – ROMULO SILVA ASSUMPCAO. Tempo: 2’34″17
7 lugar – GABRIEL OLIVEIRA DOMINGUES. Tempo: 2’40″03

200 METROS PEITO FEMININO – ABSOLUTO
1º lugar – RENATA MOREIRA BORGES. Tempo: 3’01″25
5º lugar – NATALIE FERRAZ BRAVO. Tempo: 3’27″41

200 METROS PEITO MASCULINO – ABSOLUTO–
6º lugar – GABRIEL OLIVEIRA DOMINGUES. Tempo: 2’52″68
8º lugar – PATRICK LUIZ FLORES. Tempo: 2’53″75 511

100 METROS LIVRE FEMININO – ABSOLUTO
5º lugar – GESSYCA TOLOMEU OLIVEIRA. Tempo: 1’10″68
7º lugar – LIVIA LACERDA NETTO. Tempo: 1’13″94

100 METROS LIVRE MASCULINO – ABSOLUTO
5º lugar – PAULO BARBERIO GUEDES. Tempo: 0’59″61
6º lugar – VICTOR SILVA AMORIN. Tempo: 1’00″15

200 METROS BORBOLETA FEMININO – ABSOLUTO
1º lugar – AMANDA MARCIA SANTOS. Tempo: 2’54″72

50 METROS COSTAS FEMININO – ABSOLUTO
3º lugar – BEATRIZ LODRON GONZAGA. Tempo: 0’36″50
4º lugar – ANGELA CAROLINE MACEDO. Tempo: 0’38″29

50 METROS COSTAS MASCULINO – ABSOLUTO
4º lugar – RODRIGO MOREIRA COSTA. Tempo: 0’31″14
5º lugar – GUSTAVO MACHADO REIS. Tempo: 0’31″68

400 METROS MEDLEY MASCULINO – ABSOLUTO
3º lugar – JONAS NEVES MARTINS. Tempo: 5’32″72
5º lugar – ROMULO SILVA ASSUMPCAO. Tempo: 5’39″08

400 METROS LIVRE FEMININO – ABSOLUTO
2º lugar – GIOVANA SILVA AMORIN. Tempo: 5’22″17
5º lugar – LIVIA LACERDA NETTO. Tempo: 5’44″11

400 METROS LIVRE MASCULINO – ABSOLUTO
2º lugar – RODRIGO MOREIRA COSTA. Tempo: 4’41″58
4º lugar – RAFAEL BELLEI CARVALHO. Tempo: 4’53″35

50 METROS PEITO FEMININO – ABSOLUTO
2º lugar – RENATA MOREIRA BORGES. Tempo: 0’38″74
6º lugar – NATALIE FERRAZ BRAVO. Tempo: 0’44″53

50 METROS PEITO MASCULINO – ABSOLUTO
3º lugar – JONAS NEVES MARTINS. Tempo: 0’32″84
9º lugar – PATRICK LUIZ FLORES. Tempo: 0’35″64 548

100 METROS BORBOLETA FEMININO – ABSOLUTO
2º lugar – AMANDA MARCIA SANTOS. Tempo: 01’15″89 565
5º lugar – LAURA MARIA FERREIRA. Tempo: 01’38″21 271

100 METROS BORBOLETA MASCULINO – ABSOLUTO
7º lugar – ROMULO SILVA ASSUMPCAO. Tempo: 1’11″80 474
9º lugar – GUILHERME LIMA RUFINO. Tempo: 1’26″24 277

50 METROS LIVRE FEMININO – ABSOLUTO
5º lugar – GESSYCA TOLOMEU OLIVEIRA. Tempo: 0’30″84 623
10º lugar – ANGELA CAROLINE MACEDO. Tempo: 0’33″01 526

50 METROS LIVRE MASCULINO – ABSOLUTO
8º lugar – PAULO BARBERIO GUEDES. Tempo: 0’26″99 633
9º lugar – VICTOR SILVA AMORIN. Tempo: 0’27″11 626

200 METROS COSTAS FEMININO – ABSOLUTO
2º lugar – BEATRIZ LODRON GONZAGA. Tempo: 2’51″67 516
5º lugar – ANGELA CAROLINE MACEDO. Tempo: 3’01″43 447

200 METROS COSTAS MASCULINO – ABSOLUTO
3º lugar – GUSTAVO MACHADO REIS. Tempo: 2’34″64 510
4º lugar – RAFAEL BELLEI CARVALHO. Tempo: 2’35″75 501

Classificação Geral Natação Feminina: 4º lugar
Classificação Geral Natação Masculina: 7º lugar

Taekwondo

Categoria Feminino – 6º a 3º GUB – até 46 kg
1º lugar – Gabriela dos Santos Siqueira

Categoria Feminino – 2º GUB a faixa preta – até 46kg
2º lugar – Thaina Augustim Bellini

Categoria Masculino – 2ºGUB à faixa preta – de 68 a 74kg
1º lugar – Diego Daibert Barrreto

Categoria Masculino – de 6º a 5º GUB
3º lugar – Célio Ayres da Boa Morte

Categoria Masculino – faixa preta
3º lugar – Ivan Gervasio Lopes

Classificação Geral Taekwondo Feminino: 6º
Classificação Geral Taekwondo Masculino: 4º

Arbitragem

De acordo com Adonise José Ribeiro, “a arbitragem de Juiz de Fora no futsal também  brilhou,  pois as finais tiveram a participação efetiva dos árbitros e anotadores pertecentes ao quadro da Federação Mineira de Futebol de Salão e Associação dos Oficiais de Arbitragem de JF”. A final feminina teve como anotador de Adonise Ribeiro (Gaguinho). Na final masculina, além de Adonise como anotador, a partida foi arbitrada pelos juiz-foranos, Rivo Assis Aquino e Wellerson Paro Tavares.

Tênis de Mesa e Tênis de Mesa Adpatado – Sem participação

Xadrez – Sem participação

Peteca – Sem participação

Ciclismo speed e mountain bike – sem participação

Karatê – sem participação

Reportagem: Thiago Stephan

Fotos: Divulgação

Deixe um comentário