Jogão de vôlei na cidade nesta quinta: UFJF x Vivo/Minas às 19h

Juiz de Fora (MG), 18 de agosto de 2011

UFJF e Vivo/Minas enfrentam-se nesta quinta-feira, 18h, às 19h, no ginásio da Faculdade de Educação Física (Faefid) da UFJF, pelo Campeonato Mineiro. A expectativa é de um grande público no local. Os ingressos custam R$ 5 (R$2,50 para estudantes e para funcionários e professores da UFJF).

O time juiz-forano vive ótimo momento – venceu a segunda etapa dos Jogos do Interior de Minas, disputou amistosos – e venceu -contra as seleções juvenis que disputaram o Mundial da categoria no Rio e conquistou vaga inédita para a fase decisiva da Liga Nacional. Já o adversário é um dos grandes do vôlei nacional, com vaga cativa na Superliga.

Para o treinador Maurício Bara Filho, o resultado do Campeonato Mundial Juvenil de Vôlei, encerrado no dia 10, no Rio de Janeiro, serve, sim, como motivação para a equipe local. É que as seleções de Brasil, Argentina, num primeiro momento, e Rússia e Japão, mais próximo da estreia no Mundial, vieram a Juiz de Fora se preparar e enfrentaram o time da UFJF. No confronto com a Rússia, a UFJF venceu por 3 sets a 1. E a final do Mundial acabou reunindo duas seleções que vieram a cidade: a Rússia venceu a Argentina, na decisão, por 3 sets a 2, com 15 a 12 no quinto set.

“Foi importante, sim, termos vencido a Rússia. Eles têm um potencial de bloqueio muito forte e quando nos enfrentaram já apresentaram uma evolução desde a fase inicial de treinos em Juiz de Fora. Não foi só o fato de termos vencido a Rússia que motiva, mas foi jogarmos um bom voleibol contra a seleção que hoje é campeã do mundo. Claro que traz motivação, mesmo sabendo que vamos enfrentar agora duas das melhores equipes do Brasil, primeiro o Vivo/Minas e depois o Sada/Cruzeiro, no sábado”, analisa Bara.

No Mundial, o Brasil terminou em quinto lugar. “Não acho que tenha sido tão anormal. A seleção teve problemas de lesão com alguns de seus principais jogadores, o interessante do Mundial foi ter reunido, na final, duas escolas diferentes, a força da Rússia com a técnica da Argentina, e as duas seleções treinaram aqui, e pudemos observar bastante”.

Sobre os dois jogos em Juiz de Fora, o técnico destaca a importância de o grupo ter recebido reforços. “Estamos num bom momento, e essa oportunidade de enfrentar equipes tão fortes e tradicionais pelo Campeonato Mineiro é muito boa nesta fase do nosso trabalho”.

Jogos desta semana em Juiz de Fora:

Quinta-feira, 18 – UFJF x Vivo/Minas – 19h – UFJF

Sábado, 20 – UFJF x Sada/Cruzeiro – 18h – UFJF

Veja, abaixo, a tabela do Campeonato Mineiro

CAMPEONATO ESTADUAL ADULTO MASCULINO 2011 (1)

Vivo/Minas vem com “caras novas”

A Vivo/Minas estreia nesta quinta-feira, 18, às 19h, no Campeonato Mineiro de Voleibol Masculino de 2011, contra o UFJF, em Juiz de Fora (MG). O time minastenista, bastante mudado em relação ao da temporada passada, quando ficou com o vice-campeonato regional e o quarto lugar na Superliga, abre a temporada 2011/12 em busca da retomada da hegemonia estadual. O jogo seguinte da Vivo/Minas será na Arena Vivo, contra o Olympico/Blumenau/Martminas, mas somente no dia 13/9.

A competição deste ano conta com a participação de seis equipes. Na fase de classificação, elas se enfrentam em turno e returno e os quatro times de melhor campanha passam para a semifinal, que terá o cruzamento olímpico (1ºx4º e 2ºx3º). Nesta segunda fase, a disputa será em um só jogo, na casa do time de melhor classificação na primeira etapa. A final também será numa única partida e na casa da equipe mais bem ranqueada na competição.

As caras novas do time minastenista são: Anderson, Bruno Temponi, Marcelinho, Orestes, Manius, Guilherme e Polaco. No grupo dos mais novos estão Otávio e Lucarelli, Victor Hugo, Vitor Hillmann, Leonardo e Paulo. Depois de promover uma grande reformulação no grupo, mantendo apenas os jogadores Henrique, Luizinho e Edinho, além dos juvenis, o técnico Marcelo Fronckowiak preparou a equipe com treinos fortes e três jogos-treinos internacionais.

O primeiro duelo de preparação da equipe foi contra a equipe juvenil da Bulgária e os minastenistas venceram de 3 a 2. Os outros dois jogos foram no Ginásio do Riacho, em Contagem/MG, contra a seleção da Austrália, comandada pelo argentino Jon Uriarte. Cada uma das equipes venceu uma partida e pelo mesmo placar: 3 a 1. Os australianos venceram com parciais de 25/16, 23/25, 18/25 e 23/25. Já a Vivo/Minas fez 24/26, 25/20, 26/24 e 25/22.

Em sua segunda temporada à frente da Vivo/Minas, o técnico Marcelo Fronckowiak comentou a importância do Campeonato Mineiro, que está entre os três melhores do país e “que o momento é de colocar em prática o que o grupo vinha treinando. Precisamos criar uma identidade e adquirir uma performance dentro das exigências do voleibol do Minas Tênis Clube”, comentou o treinador.

Marcelo Fronckowiak está satisfeito com a resposta que o grupo tem dado nos treinamentos e espera uma grande temporada. Para o jogo de estreia no mineiro o técnico minastenista tem ainda alguns problemas, já que alguns jogadores ainda estão em processo de readaptação, já que estavam na Europa, casos de Marcelinho e Bruno Temponi, por exemplo, além de Edinho, que ainda trata de uma pequena fratura no pé direito, mais o jovem Otávio, que sofreu fratura na mão direita quando estava com a Seleção Brasileira Juvenil e segue em tratamento. O também jovem Lucarelli, que estava na Seleção Juvenil, recebeu convite para trabalhar no time principal com Bernardinho.

“Estamos também administrando estes pequenos imprevistos, mas precisamos jogar, temos que dar ritmo de jogo ao grupo”, concluiu Marcelo Fronckowiak, que deve começar o jogo desta quinta-feira com Manius, Guilherme, Rodrigo, Anderson, Henrique, Orestes e o líbero Polaco.

 Texto inicial e edição: Toque de Bola

Texto equipe de BH: site oficial do Minas Tênis Clube

 

 

Deixe seu comentário