Tupi perde para o Funorte e fica distante do G-4 do Mineiro

Juiz de Fora (MG), 26 de março de 2011

    O Tupi perdeu para o Funorte por 1 a 0, neste sábado, 26, pela oitava rodada do Campeonato Mineiro, em Montes Claros, e ficou mais distante de uma vaga no G-4, na busca de um lugar nas semifinais da competição.

  Com o resultado, o Tupi segue a três pontos do América, de Teófilo Otoni, que agora tem uma partida a menos (atua neste domingo, 27, em casa, diante do Guarani). O Tupi tem um ponto a mais que o Villa Nova, que, no entanto, tem dois jogos a menos e também atua em casa domingo, 27 – recebe o Ipatinga.

  O lance decisivo da partida em Montes Claros, disputada sob alta temperatura, ocorreu aos 23 minutos do primeiro tempo. Em falta de Michel sobre Walison Mineiro na área, o árbitro Alício Pena Júnior marcou pênalti para o Funorte e expulsou Michel, que não tinha cartão amarelo, por considerar que o atacante ia em direção ao gol. Dois minutos depois, Dandão cobrou e fez o gol da vitória por 1 a 0.

  O treinador Leonardo Condé, que decidiu entrar com Rafael Paty no ataque, no lugar de Yan, e não contava com Felipe Cordeiro e Leonardo Devanir, substituídos por Levy e Wesley Ladeira, viu seu esquema desmoronar, depois de um bom início de partida, com posse de bola e chances de ataque.

  Com um a zero contra e menos um em campo, o time não mais se encontrou na etapa inicial. O goleiro Rodrigo novamente apareceu com destaque e evitou mais gols. A primeira alteração carijó, ainda no primeiro tempo, logo depois de sofrer o gol, foi a entrada de Ramon na vaga de Levy, na tentativa de aumentar o poder ofensivo.

Na etapa final, a vantagem numérica do adversário, que luta contra o rebaixamento, permaneceu até os 30, quando Toto também foi expulso. No coração, o Tupi, que lançou Yan e Evandro nas vagas de Rafael Paty e Claudinho Baiano, partiu para o ataque nos minutos finais e teve a principal chance aos 45, nos pés de Ramon, que ficou sozinho diante do goleiro mas bateu sobre o gol.

O árbitro ainda acrescentou cinco minutos ao tempo regulamentar, mas o carijó não aproveitou e viu suas chances de chegar ao G-4 diminuírem bastante.

O treinador Leonardo Condé lamentou a expulsão precoce de Michel e considerou muito rigoroso o árbitro no lance, ao mostrar cartão vermelho. “Vamos continuar brigando, tentando também uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro”, declarou.

Veja as informações sobre a partida, fornecidas pela Federação Mineira:

Funorte 1 x 0 Tupi
A: Alício Pena Júnior (CBF/FMF)
A1: Jair Albano Félix (CBF/FMF)
A2: Frederico Soares Vilarinho (FMF)
4ºA: Fernando Miranda Arraz (FMF)

 Gol: 9-Dandão, aos 21’1T (Funorte)
Público: 704 pagantes
Renda: R$ 4.500,00

Funorte: 1-Raphael, 2-Toto, 3-Wellingnton Paulo, 4-Vinicios, 5-Anderson, 6-Caio, 7-Diego Paulista, 8-Marcelino, 9-Dandão (14-Fabricio, aos 35’2T), 10-Uallison Mineiro (18-Edenilson, aos 19’2T) e 11-Rômulo (18-Edenilson, aos 30’2T). Técnico: Luis Eduardo

Tupi: 1-Rodrigo, 2-Levy (16-Ramon, aos 22’1T), 3-Wesley Ladeira, 4-Fabrício Soares, 5-Paulo Roberto, 6-Michel, 7-Assis, 8-Claudinho Baiano (17-Evandro, aos 29’2T), 9-Rafael Paty (18-Yan, aos 17’2T), 10-Michel Cury e 11-Marcel. Técnico: Leonardo Condé

Cartões Amarelos:
Funorte: 6-Caio, 7-Diego Paulista, 8-Marcelino, 9-Dandão, 11-Rômulo e 17-Cristiano
Tupi: 10-Michel Cury e 11-Marcel

Cartões Vermelhos:
Funorte: 2-Toto
Tupi: 6-Michel

Texto: Ivan Elias, com informações da Rádio Globo de Juiz de Fora e do site da Federação Mineira

[wpfootball id_league=2 id_template=2]

 

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário