Jogos Intercolegiais reúnem 41 escolas

Juiz de Fora (MG), 11 de março de 2011

Os XX Jogos Intercolegiais, que também serão seletiva municipal para os Jogos Estudantis de Minas Gerais (JEMG), terão 41 escolas competindo este ano. O campeonato contará com a participação de instituições das redes pública e privada de ensino, sendo três federais, 14 estaduais, 12 municipais e 12 particulares.

Entre as instituições inscritas, algumas já participam há 20 anos e outras aderem agora ao campeonato ou retornam depois de muito tempo ausente. É o caso do Colégio Santa Catarina, que acaba de aderir aos Jogos Intercolegiais, competindo na modalidade xadrez. De acordo com o professor de Educação Física da instituição, Haroldo Carvalhido, o que motivou a escola a entrar no campeonato foi o interesse demonstrado pelos próprios alunos. “O desejo de participar dos Jogos também foi motivado pelo desempenho da escola no Campeonato Brasileiro Escolar de Xadrez do ano passado. Ficamos em 19º lugar entre 195 escolas, e temos quatro medalhistas no ranking dos dez melhores do Brasil”, revela o professor.

O comerciante Laércio Barros, pai de Jade Justo (campeã mineira de xadrez e 7ª no ranking brasileiro) e Yan Justo, alunos da instituição, aprova a participação nos Jogos. Para ele, o campeonato valoriza o intercâmbio de realidades, a partir da troca de experiências e da convivência entre alunos das redes pública e particular de ensino. “É muito legal a Prefeitura incentivar isso através desse campeonato, que é de extrema importância, não só pela integração, mas pela capacitação dos alunos, refletindo diretamente no aproveitamento escolar. É a valorização da criança e do jovem e uma mistura que só vem a somar.”

Outro exemplo que demonstra o fortalecimento do esporte estudantil municipal é o retorno do Colégio dos Santos Anjos, que há mais de seis anos não participa da competição e irá competir nas modalidades handebol feminino juvenil, basquete masculino infantil e futsal masculino juvenil e infantil. A professora de Educação Física da unidade, Cristina Cestaro, conta que já participou do campeonato como aluna-atleta, coordenadora, árbitra e, agora, como professora. “Por conhecer tão bem os Jogos Intercolegiais, sei que é um trabalho exemplar, muito organizado e, principalmente, um importante incentivador da Educação Física dentro das escolas”, analisa a professora. De acordo com ela, a reinserção do colégio no campeonato é resultado da crescente valorização do esporte na escola e na cidade.

A etapa final dos Jogos Estudantis de Minas Gerais (Jemg), que é o maior campeonato estudantil do estado, será em Juiz de Fora, no mês de agosto. Para o professor Haroldo Carvalhido, a escolha do município como cidade-sede é mais um incentivo para o esporte local. Cristina Cestaro confirma a análise do colega. “Juiz de Fora tem muita condição, infraestrutura e pessoal capacitado para sediar eventos como Jemg e Jimi.”

O Intercolegial será disputado em duas faixas etárias: no Infantil, para os alunos nascidos nos anos de 1997, 1998 e 1999, e no Juvenil, para nascidos em 1994, 1995 e 1996. Os jogos serão disputados, no feminino e no masculino, em dez modalidades esportivas: atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, natação, peteca, tênis de mesa, vôlei e xadrez.

jogos intercolegiais- relação escolas

Texto: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Esporte e Lazer

Toque de Bola

Ivan Elias, associado do Panathlon Club de Juiz de Fora, é jornalista, formado em Comunicação Social pela UFJF. Trabalhou por mais de 11 anos no Sistema Solar de Comunicação (Rádio Solar e jornal Tribuna de Minas), em Juiz de Fora. Já foi freelancer da Folha de S. Paulo, atuou como produtor de matérias de TV e em 2007 e 2008 “defendeu” o Tupi, na Bancada Democrática do Alterosa Esporte, da TV Alterosa (SBT-Minas). É filiado à Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) e Associação Brasileira de Cronistas Esportivos (Abrace).

Deixe seu comentário