Claudius e o bom aluno Thomás

Juiz de Fora (MG), 31 de janeiro de 2011

O professor de futebol do Colégio Academia e associado do Panathlon Clube de Juiz de Fora, Claudius Daldegan, é mais um dos profissionais da área esportiva que está pra lá de satisfeito com a participação de Thomás Bedinelli na conquista do título da Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo Flamengo.

Treinador da jovem promessa do futebol brasileiro quando Thomás ainda era mais jovem, em 2004, Claudius, que foi jogador profissional, é só elogios ao ex-pupilo. “Era excelente aluno, bom comportamento e se dava bem com todos. Sabia perder, mas gostava de ganhar”, comentou.

Uma passagem marcante de Thomás pelo tradicional colégio juiz-forano foi na Copa Bahamas de Futsal de 2004. “Ele disputava o Campeonato Mineiro de Futsal pelo Sport, mas o pai dele (Otávio Bedinelli) fez questão que ele disputasse a Copa Bahamas da categoria Pré-Mirim representando a Academia. Ele foi o destaque do time e fomos vice-campeões, perdendo a final justamente para o Sport”, relembrou Claudius, acrescentando que a decisão do pai se deu, sobretudo, pelo relacionamento que ambos mantinham, e por causa dos amigos de escola.

Claudius entende – bem! do assunto. Aos 19 anos, foi campeão do interior mineiro pelo Tupi. Atuou ainda pela Caldense, de Poços de Caldas, São José, de São José dos Campos (SP) e New York Soccer Club, de Nova York. Teve a carreira abreviada aos 25 anos, por um grave acidente automobilístico. Hoje, como professor de futebol, dedica-se a formação de novos craques e, acima de tudo, cidadãos.

Texto: Thiago Stephan e Ivan Elias

Foto: Arcelio Mendonça

Deixe um comentário