23 fev 2011

Cruzeiro dá novo show na Libertadores



 Belo Horizonte (MG), 23 de fevereiro de 2011

O Cruzeiro venceu o Guarani, do Paraguai, por 4 a 0, na noite desta terça-feira, 22, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas e disparou na liderança do Grupo 7 da Copa Santander Libertadores. Os gols da vitória foram marcados pelos atacantes Wallyson, um em cada tempo, pelo argentino Farías, e por Thiago Ribeiro. Com o resultado, a equipe cruzeirense chegou aos seis pontos em duas partidas (havia vencido o Estudiantes-ARG, na primeira rodada, por 5 a 0, na semana passada).

A segunda colocação é do Deportes Tolima-COL, que tem três pontos e encara o Estudiantes, nesta quarta-feira, na Argentina. A equipe de Buenos Aires vem logo atrás, sem pontuar, assim como o Guarani-PAR.

O próximo compromisso cruzeirense na Libertadores será na quarta-feira (dia 2 de março), contra o Tolima, em Ibagué, na Colômbia. Antes, a equipe entra em campo pela 5ª rodada do Campeonato Mineiro BMG, no sábado, contra o América-TO, em Teófilo Otoni.

O jogo

O árbitro boliviano Raúl Orozco apitou, o Guarani saiu a bola, mas foi o Cruzeiro quem foi para cima. A Raposa teve a primeira chance com menos de dois minutos. Após cobrança de falta para a área, Montillo arriscou um chute e mandou por cima. No primeiro ataque paraguaio, Diego Renan tomou a bola e foi atingido, por trás, pelo atacante Escobar, que recebeu o primeiro cartão amarelo, logo aos três minutos de partida.

O jogo ficou equilibrado, o Guarani passou a tocar a bola e chegou com perigo aos dez minutos. Após cruzamento pela direita, Escobar desviou de cabeça e mandou a bola na trave. Depois do susto, a equipe celeste se reorganizou e voltou a dominar as ações, se mantendo no ataque com freqüência. Apesar de algumas boas jogadas, o Cruzeiro não criou nenhuma chance clara de gol.

O Guarani se preocupava apenas em marcar, e praticamente abriu mão do ataque. O time paraguaio só aparecia na intermediária celeste quando conseguia algumas faltas, como aos 21min. Escobar tomou muita distância, chutou forte, rasteiro, mas a bola desviou em um companheiro de equipe e se perdeu pela linha de fundo.

Até os 25min, o Cruzeiro tinha atacado mais, porém, a jogada de maior perigo da partida havia sido do adversário. Aos 30min, a Raposa foi premiada pela insistência, e transformou o domínio do jogo em gol. Montillo cobrou escanteio da esquerda, Filippini cortou de cabeça, e Wallyson pegou de primeira, de perna direita, e mandou no canto: 1 a 0.

Depois do gol, o Cruzeiro buscou ampliar o placar, mas não teve mais nenhuma boa chance de marcar até o fim da primeira etapa.

Segundo tempo

Os dois times voltaram sem modificações, e acompanhados pela chuva, que caiu forte em Sete Lagoas. A torcida se agitou nas cadeiras da Arena do Jacaré, empurrando o Cruzeiro para cima do Guarani. Aos 18min, Cuca promoveu a primeira mudança no time, colocando Farías em lugar de Wellington Paulista. E o Cruzeiro ampliou o placar no minuto seguinte. Montillo cruzou da esquerda, Wallyson ajeitou com a perna direita e chutou forte, de esquerda, para fazer 2 a 0.

Aos 29min, foi a vez de Thiago Ribeiro entrar em lugar de Roger, que saiu de campo aplaudido pela torcida cruzeirense. Aos 36, Cuca tirou Wallyson e colocou Dudu. Wallyson teve o nome gritado pelos cruzeirenses na Arena.

A partir daí, o Cruzeiro passou a tocar a bola, no ritmo de ‘olé’ dos torcedores, que foi interrompido apenas quando Marquinhos Paraná, e depois Montillo, sofreram faltas. Parecia que os jogadores apenas aguardavam o fim do jogo. Parecia. O toque de bola continuou até Dudu bater para a área e Farías aparecer na frente do goleiro para chutar para o gol e fazer 3 a 0.

E deu tempo para mais. Aos 44min, Thiago Ribeiro dominou fora da área e soltou o pé para fazer o quarto gol cruzeirense, para fazer a alegria dos cruzeirenses e fechar mais uma goleada celeste na Copa Santander Libertadores.

CRUZEIRO 4 X 0 GUARANI-PAR

Data: 22/02/2011 (terça-feira)
Motivo: 2ª rodada do Grupo 7 da Copa Santander Libertadores
Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Árbitro: Raúl Orozco (BOL)
Público: 12.067 pagantes
Renda: R$ 275.668,02
Gols: Wallyson, aos 30min do primeiro tempo e aos 19 do segundo; Farías, aos 41 e Thiago Ribeiro aos 44 do segundo tempo

Cruzeiro
Fábio; Pablo, Gil, Victorino e Diego Renan; Marquinhos Paraná, Henrique, Roger (Thiago Ribeiro) e Montillo; Wallyson e Wellington Paulista (Farías)
Técnico: Cuca

Guarani-PAR
Aurrecochea; Filippini, Ithurralde (Chavez, depois Bartomeus), Benitez e Carballo; Marecos, Paniagua, Ortiz; Mendoza (Hobecker); Julián Benítez e Escobar
Técnico: Carlos Compagnucci

Cartões amarelos: Victorino, Gil, Farías e Montillo (Cruzeiro) Escobar, Paniagua e Ortiz (Guarani-PAR)

Texto: Diogo Finelli – site oficial do Cruzeiro

Foto: Juliana Flister/Vipcomm


Voltar

Fechar os comentários.

Notícias


21 set 2017
Tupi pode ter até quatro desfalques. Aílton receita “guerrear e batalhar demais para conseguir o objetivo”

20 set 2017
Tupi fecha treino. Fortaleza em Sampa. Marcelo apita. Ingressos, gramado, reconhecimento, recepção. Veja o diário da decisão

20 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

19 set 2017
Com vídeo! Evaldo anula Éder, domina, toca para os companheiros e emenda: “Tupi tem totais condições de reverter”

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.