18 jun 2011

Brasil vence Porto Rico, e Estados Unidos perdem em casa para a Polônia



São Paulo (SP), 18 de junho de 2011

  O Brasil cumpriu seu papel neste sábado, 18, e, diante de 10.875 pessoas, derrotou Porto Rico por 3 sets a 0 (25/20, 25/10 e 25/23), em 1h11 de jogo, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. Esta foi a sexta vitória brasileira na Liga Mundial de Vôlei 2011, com sete partidas disputadas na competição. As equipes voltam a se enfrentar neste DOMINGO (19.06), às 10h, em partida que será transmitida a vivo pela TV Globo.

  A vitória brasileira, aliada à derrota dos Estados Unidos para a Polônia, faz com que a seleção volte a abrir vantagem na liderança do Grupo A. O Brasil soma agora 18 pontos, contra 12 de norte-americanos e poloneses. A seleção de Porto Rico ainda não pontuou.

  “Somamos mais três pontos importantes e estamos caminhando para a classificação para a Fase Final. Precisamos de outra boa vitória amanhã. A ideia agora é apostar mais em uma base definida e, com isso, a tendência é que equipe evolua para chegar bem até os jogos decisivos”, analisa o ponteiro Murilo, que foi o maior pontuador da partida, ao lado do central Lucas, com 12 pontos. Pelo lado de Porto Rico, o ponteiro Rivera assinalou nove pontos.

  Para o técnico Bernardinho, a utilização da base já favoreceu a atuação brasileira na partida deste sábado. “Estamos com uma espinha dorsal mais fixa e, também por conta disso, tivemos uma atuação com menos falhas, principalmente no entrosamento. Vamos buscar mais um passo para a Fase Final amanhã, sem perder pontos”, diz Bernardinho, que ainda viu alguns momentos de oscilação na atuação da equipe.

  “Falou-se muito sobre a derrota para os Estados Unidos nos últimos dias e isso mexeu com a equipe. Todos entraram querendo muito jogar bem e, às vezes, vontade demais atrapalha. Tivemos também um momento ruim no fim do jogo, quando permitimos que eles empatassem e quase nos complicamos. Sempre tentamos evitar este tipo de momento. O alerta tem que estar ligado sempre”, acrescenta.

  De volta à equipe, o capitão Giba também falou sobre o desempenho da equipe e comentou a queda de produção no fim do jogo. “Conseguimos jogar focados durante quase todo o jogo, mas acabamos perdendo um pouco a concentração no final. Eles passaram a defender melhor, o Soto finalizou bem os contra-ataques e eles cresceram”, comenta.

O JOGO

  Os dois primeiros pontos da partida foram de Porto Rico. Logo depois, com Giba explorado o bloqueio, o Brasil empatou em 4/4. A partir daí, as equipes conseguiram manter uma boa regularidade na virada de bola, mantendo o placar muito próximo. Na reta final, o Brasil abriu dois pontos em 21/19, com Murilo contra-atacando na diagonal, e deslanchou, fechando em 25/20, com um ponto de saque de Lucas.

  No segundo set, foi o Brasil quem fez 2/0, fazendo o técnico Carlos Cardona pedir tempo. A parada e as substituições feitas na sequência não adiantaram e, sem dificuldades, o Brasil impôs sua superioridade e disparou no placar. Aproveitando bons saques de Giba, Lucas ganhou duas disputas na rede para fazer 10/5. Pouco depois, um contra-ataque finalizado por Murilo levou o Brasil para o segundo tempo técnico com impressionantes 16/6 a favor. No fim, o melhor jogador do mundo cravou para fazer 25/10, assegurando a vitória brasileira no set com maior diferença de pontos na Liga Mundial 2011.

  No terceiro set, o Brasil seguiu dominando e foi para o primeiro tempo técnico com 8/5 no placar, após uma cravada de Lucas. Atento no fundo de quadra e com bom aproveitamento na rede, o Brasil seguiu abrindo vantagem e chegou a ter 15/10 a seu favor. Aos poucos, Porto Rico foi reduzindo a diferença e chegou a empatar em 19/19, mas não foi capaz de evitar a vitória brasileira, confirmada após um ataque de Giba: 25/23.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Leandro Vissotto, Murilo, Giba, Lucas e Rodrigão. Líbero – Serginho

Entraram – Marlon e Theo

Técnico – Bernardinho

PORTO RICO – Perez, Soto, Rivera, Figueroa, Muñiz e Escalante. Líbero – Berrios

Entraram – Sanchez, Morales e Erazo

Técnico – Carlos Cardona

Outros resultados

Pelo Grupo A, o mesmo de Brasil e Porto Rico, a Polônia derrotou os Estados Unidos fora de casa, em Hoffman States, por 3 sets a 0 (25/22, 25/19 25/20), na noite de sexta, com 16 pontos do oposto Bartman. As duas seleções voltarão a se enfrentar neste sábado, às 21h.

Na chave B, a Rússia passou pelo Japão em Surgut com vitória por 3 sets a 0 (25/22, 25/15 e 25/20), neste sábado. As duas equipes voltarão a jogar no domingo, às 9h. O outro duelo do grupo, entre Alemanha e Bulgária, acontecerá sábado e domingo, em Bremen, a partir das 13h.

No Grupo C, a Sérvia teve trabalho, mas derrotou a Finlândia, em Tampere, por 3 sets a 2 (25/20, 23/25, 25/17, 34/36 e 15/11), na sexta. O jogo se repete neste sábado, às 12h30. Argentina e Portugal, outras duas componentes da chave, duelarão no sábado, às 21h, e no domingo, às 18h, em Catamarca.

Na chave D, a França quebrou a invencibilidade da Itália, também na sexta. Jogando em Messina, os franceses fizeram 3 sets a 1 (21/25, 32/30, 25/23 e 25/22). O duelo voltará a acontecer neste sábado, às 15h30, em Catania. Na madrugada deste sábado, Cuba bateu a Coreia do Sul em Gwangju, vencendo por 3 sets a 0 (25/20, 25/22 e 25/20). Neste domingo, às 2h, as equipes voltam a se enfrentar.

Texto: Assessoria de Comunicação – CBV | Idigo – Núcleo de Inteligência Digital


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


21 set 2017
Tupi pode ter até quatro desfalques. Aílton receita “guerrear e batalhar demais para conseguir o objetivo”

20 set 2017
Tupi fecha treino. Fortaleza em Sampa. Marcelo apita. Ingressos, gramado, reconhecimento, recepção. Veja o diário da decisão

20 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

19 set 2017
Com vídeo! Evaldo anula Éder, domina, toca para os companheiros e emenda: “Tupi tem totais condições de reverter”

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.