23 abr 2011

Árbitro juizforano atua em semifinal da Superliga Feminina



Belo Horizonte (MG), 23 de abril de 2011

O Sollys/Osasco está na 10ª final seguida da Superliga Feminina. Neste sábado (23.04), as atuais campeãs da competição venceram o Vôlei Futuro (SP) por 3 sets a 0 (25/21, 25/16 e 25/21), em 1h23 de jogo, no ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba (SP). Com o resultado, as visitantes fecharam o playoff semifinal melhor-de-três com duas vitórias e enfrentarão a Unilever (RJ), que chega pela 10ª vez a final do torneio, na decisão.

O árbitro juizforano Anderson Caçador atuou na partida decisiva deste sábado.

A final da Superliga Feminina 10/11 será realizada no próximo SÁBADO (30.04), às 10h, no ginásio do Mineirinho, em Belo Horizonte (MG). A TV Globo transmitirá ao vivo. Unilever e Sollys/Osasco disputam a decisão pela sétima vez consecutiva. A Unilever venceu nas temporadas 05/06, 06/07, 07/08 e 08/09, enquanto o time de Osasco venceu em 04/05 e 09/10.

O técnico do Sollys/Osasco, Luizomar de Moura, comemorou o fato de chegar mais uma vez a final da Superliga.

“Esse ano a Superliga chamou a atenção pelo equilíbrio. Quase todas as meninas campeãs olímpicas jogaram essa edição. Tiveram muitas pessoas torcendo contra, no bom sentido, de mais uma final entre o Osasco e a Unilever, mas nos apresentamos muito bem. Agora teremos uma semana para nos preparar e chegar bem nessa final.”, disse Luizomar, que também falou sobre o equilíbrio que promete imperar na final contra a Unilever.

“Vai ser um jogo muito difícil. O time do Rio de Janeiro passou por problemas no início da Superliga com a contusão da Mari e nós também tivemos dificuldades com as jogadoras chegando cansadas da seleção. A Jaqueline foi uma guerreira para se recuperar de mais uma contusão. Minha equipe chega bem e acostumada a decisões”, afirmou o técnico.

Jaqueline e Thaísa se destacam

Na partida deste sábado brilharam as estrelas das atacantes Jaqueline e Thaísa, do Sollys/Osasco. A central foi eleita a melhor atleta do confronto e levou para casa o troféu VivaVôlei. Thaisa colaborou com oito pontos para sua equipe. Já Jaqueline deixou a quadra como a maior pontuadora do Sollys/Osasco com 10 pontos ao lado da central Adenízia. A campeã olímpica provou estar recuperada da contusão sofrida no returno do torneio. Pelo lado do Vôlei Futuro, a ponta Paula Pequeno foi maior pontuadora do duelo com 11 acertos.

“Tenho que agradecer a minha família e a esse grupo que se dedicou para voltar a final”, disse Jaqueline, que lembrou os momentos difíceis vividos com a contusão:

“A recuperação da cirurgia foi um processo difícil. Depois de a segunda operação ter que passar por todo esse processo de recuperação foi complicado, mas eu não desisti. Isso serve de exemplo para as pessoas não desistirem e se superarem”, garantiu a jogadora.

O jogo

As visitantes começaram a partida confiantes e abriram seis pontos (9/3). Mas a equipe da casa reagiu e encostou no placar em nove a sete. Em um ponto de bloqueio de Tandara sobre um ataque de Natalia, o Vôlei Futuro assumiu a liderança do placar em 16/15. No entanto, o time de Araçatuba cometeu sucessivos erros de saque (oito no total) e recepção e o Sollys/Osasco fechou o set em 25/21.

As atuais campeãs da Superliga Feminina voltaram ainda mais fortes para o segundo set e abriram 14/9. O Vôlei Futuro continuava com dificuldades na recepção e cometia muitos erros não forçados. Desta forma, o Sollys/Osasco fechou o segundo set em 25/16, com facilidade.

No terceiro set o Sollys/Osasco se manteve na frente em toda parcial, apesar de uma reação das donas da casa no final do set e fecharam a parcial por 25/21 e o jogo por 3 sets a 0.

EQUIPES

SOLLYS/OSASCO – Carol Albuquerque, Natália, Sassá, Jaqueline, Thaísa e Adenízia. Líbero – Camila Brait

Entraram – Thais e Samara

Técnico – Luizomar de Moura

VÔLEI FUTURO – Ana Cristina, Joycinha, Paula Pequeno, Tandara, Fabiana e Andressa. Líbero – Stephany.

Entraram – Juliana Saracuza, Elis e Alessandra

Técnico – William Carvalho

NÚMEROS DA PARTIDA

SOLLYS/OSASCO

Ataque – 33

Bloqueio – 11

Saque – 6

Erros do adversário – 25

VÔLEI FUTURO

Ataque – 36

Bloqueio – 7

Saque – 0

Erros do adversário – 15

Texto: Assessoria de Imprensa – CBV

Leonardo Borges | Guilherme Torres | Vicente Condorelli | Tayana São Thiago

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 fev 2018
JF Vôlei tem semana de desafios seguidos em busca da reação na Superliga

17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse