07 ago 2012

Londres 2012: Brasil leva virada e está fora do torneio de Handebol feminino



A seleção brasileira feminina de handebol não resistiu à força das atuais campeãs olímpicas e mundiais e parou nas quartas de final do torneio nos Jogos Olímpicos Londres 2012. Em partida disputada nesta terça-feira, 7 de agosto, no Copper Box, o Brasil foi derrotado de virada para a Noruega por 21 a 19 (9 a 13) e agora aguarda a definição das outras partidas desta fase para saber se terminará com o quinto lugar nos Jogos Olímpicos Londres 2012. Com cinco gols marcados, a ponta Alexandra foi a artilheira da partida ao lado da norueguesa Koren.

Com as jogadoras ligadas desde o início do primeiro tempo e a equipe imprimindo velocidade nos contra-ataques, o Brasil não tomou conhecimento das norueguesas na primeira etapa, fazendo com que as adversárias desperdiçassem muitas finalizações. A defesa estava sólida e por várias vezes proporcionou a saída rápida para o contra-ataque. Em alguns momentos, a ligação era direta entre a goleira Chana e a ponta Alexandra, um dos destaques da equipe. O ritmo forte chegou a exasperar as europeias e em alguns momentos as jogaras se desentenderam em quadra.

Mas os trinta minutos finais pareceram uma nova partida. Com o apoio da torcida que foi ao Copper Box em maior número, a Noruega começou a mostrar um handebol digno de um campeão olímpico. O Brasil chegou a estar vencendo por 15 a 9, mas ficou 10 minutos sem marcar um gol e acabou sofrendo a virada no marcador. Placar final: Noruega 21 x 19 Brasil.

O técnico dinamarquês Morten Soubak nem tentou esconder a frustração pela derrota sofrida para a Noruega e a consequente eliminação do torneio olímpico. Segundo ele, a Noruega mudou seu estilo de jogo no segundo tempo.

“Elas foram muito mais sólidas no segundo tempo, a goleira começou a pegar tudo e conseguiram virar o jogo nos contra-ataques. Com certeza, elas entraram no jogo achando que seria fácil ganhar do Brasil, mas depois sentiram que não seria tão simples assim. Estou muito frustrado porque estávamos por esta vitória para jogar por uma medalha”, lamentou-se o treinador, que reconheceu a força da equipe norueguesa. “Apesar de estar decepcionado com a eliminação, o Brasil fez uma boa participação nos Jogos de Londres”, completou.

Mesmo abatida com a eliminação, a ponta Alexandra já faz planos para o próximo Mundial e para os Jogos Olímpicos Rio 2016. “Foi triste e decepcionante. Por mais que estejamos cansadas de ficar no quase, temos que tirar lições e já projetar as futuras competições, como o Mundial e o Rio 2016, onde com certeza brigaremos por medalha”, frisou.

Segundo Alexandra, no primeiro tempo o Brasil defendeu muito bem e soube contra-atacar. Já no segundo, o gol não saía e assim as brasileiras acabaram proporcionando os contra-ataques para as norueguesas. “As meninas na Noruega já nascem com a bola nas mãos, como o brasileiro nasce com a bola nos pés. São rápidas e descem sempre com quatro correndo em direção ao ataque”, comparou Alexandra.

Para a armadora Duda, a Noruega conseguiu virar a partida quando o Brasil começou a errar suas investidas ofensivas. “No segundo tempo foram muitos erros bobos no ataque e elas abriram nos contra-ataques. Foi aí que conseguiram virar a partida”, resumiu Duda.

Texto: Alexandre Bittencourt para o Comitê Olímpico Brasileiro


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

16 out 2017
Longa hegemonia: ADJF conquista 16º título masculino nos Jogos do Interior de Minas. Feminino é vice

12 out 2017
Especial Toque de Bola! Ex-Tupi e Baeta, Hudson mostra personalidade e brilha no Cruzeiro

09 out 2017
Com defesa inspirada, JF Imperadores passa por cima do Macaé Oilers e se aproxima do acesso

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.