10 ago 2012

Alison e Emanuel: vencedores mesmo com medalha de prata



Não foi o resultado que nenhum dos dois queria, mas Alison e Emanuel deixaram a arena de Horse Guards Parade de cabeça erguida, orgulhosos de uma campanha que terminou com uma medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres após a emocionante derrota desta quinta-feira, 9 de julho, por 21/23, 21/16 e 14/16 para os alemães Brink e Reckermann, em 1h01m. Além de garantir que pela quarta olimpíada consecutiva o Brasil obtenha ao menos uma medalha masculina no vôlei de praia, a jornada nas areias resultou no terceiro pódio de Emanuel – ao lado de Ricardo, ele foi ouro em Atenas 2004 e bronze em Pequim 2008.

“Eu e o Alison fizemos nossa preparação olímpica almejando o ouro aquiem Londres. Fomoscampeões brasileiros, pan-americanos e mundiais, e justamente na campanha aqui não conseguimos a vitória final. Mas uma medalha olímpica é sempre importante para o nosso país. Estou triste com o resultado, mas da forma como jogamos, podemos sair daqui nos sentindo um time vencedor”, explicou o experiente jogador, de 39 anos, que disputou em Londres seus quintos Jogos.

Ambos fizeram questão de dar crédito à dupla alemã. Cabeças-de-chave número 3 e campeões mundiais em 2009, Brink e Reckermann passaram a última temporada sem disputar a maioria das etapas do Circuito Mundial para treinar exclusivamente para Londres. E a qualidade da dupla tinha sido mostrada nas quartas-de-final, quando eliminou Ricardo e Pedro Cunha. “Temos que admitir que eles jogaram melhor. Foi uma partida maravilhosa e a gente sai daqui com a consciência de que não desistiu nunca. Perdemos como guerreiros. Fico triste porque queria dar ao Emanuel e ao povo brasileiro a medalha de ouro que eles merecem”, disse Alison.

Diante de uma arena lotada, brasileiros e alemães fizeram um jogo nervoso e que no primeiro set poderia ter pendido para qualquer lado. Mas foram Brink e Reckerman que fecharam, depois de abrir22 a21 num erro de ataque de Emanuel e de Reckermann colocar a bola no chão num contra-ataque. No segundo set, porém, os brasileiros logo abriram11 a7 e conseguiram administrar a diferença até um erro de saque de Reckerman empatar a partida.

O tie-break foi de tirar o fôlego. Especialmente depois de os alemães colocarem uma mão na medalha de ouro ao abrir14 a11. Porém, numa sequência inacreditável de pontos, Alison e Emanuel salvaram três match-points e empataram o jogo. Mas Reckerman acertou um ataque para fazer15 a14 e uma bola de Emanuel que passou a milímetros da linha deu a vitória à primeira dupla fora de Brasil ou EUA a levar o ouro masculino no vôlei de praia.

A partida pode também ter marcado a despedida olímpica de Emanuel. Ele deu a entender considera difícil a missão de desafiar o tempo para, aos 43 anos, disputar os Jogos Olímpicos Rio 2016. “Sou um atleta que vive para os Jogos, mas eu não sei se vou ter saúde para mais um ciclo olímpico. O esporte, infelizmente, é também uma questão de tempo”, afirmou o jogador, emocionado.

Texto: Comitê Olímpico Brasileiro


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


23 out 2017
Primeiro árbitro de vídeo da Libertadores será brasileiro. Vangasse explica as 4 situações em que ele pode atuar

23 out 2017
Leozinho reaparece na seleção da rodada. Próximo adversário do JF Vôlei tem pedido de desculpas ao torcedor

23 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.