27 mar 2018

Faefid-UFJF anuncia festival de mini-basquete. Treinos empolgam a garotada



 

  Atenção, turminha do basquete. A Faculdade de Educação Física (Faefid) da UFJF está anunciando o primeiro festival de mini-basquete da temporada para o próximo dia 7 de abril. 

  De acordo com as informações da coordenação, o público alvo do festival são meninas e meninos entre 8 e 12 anos (nascidos até 2006) que pratiquem o basquete em clubes, escolas, “escolinhas de basquete”, núcleos, projetos sociais etc.

   O calendário da temporada prevê mais festivais, sempre aos sábados, entre 8h e meio-dia, nas datas: 7 de julho, primeiro de setembro e primeiro de dezembro de 2018.

  Veja, abaixo, texto divulgado pela assessoria de comunicação da instituição de ensino juiz-forana, com mais detalhes do trabalho voltado para a modalidade, desenvolvido pela Faefid-UFJF.  

 Extensão

Um esporte conhecido, porém pouco difundido nas escolas brasileiras tem ganhado espaço nas quadras da Faculdade de Educação Física e Desportos da Universidade Federal de Juiz de Fora (Faefid/UFJF). Por meio do projeto de extensão “Basquetebol da base para a ponta”, jovens entre 7 e 17 anos têm a oportunidade de praticar e conhecer um pouco mais do esporte, inventado em 1891, nos Estados Unidos.

O professor da Faefid e coordenador da iniciativa, Dilson Borges, afirma que “o basquete é um instrumento dentro de um dos maiores fenômenos que se tem na humanidade, o esporte. Como toda atividade esportiva, gera uma série de benefícios, como a melhoria do condicionamento físico, a socialização, o aumento da autoestima e assim por diante. Apesar de não ser uma tão modalidade cultural em nosso país, o basquetebol é uma das modalidades que têm maior alcance mundial, em todos os aspectos”.

Professor Dilson Borges e os primeiros passos no basquete

A capacidade de socialização do esporte, aliás, foi a responsável foi fazer com que Marluce Oliveira, moradora do bairro Jardim Casablanca, inscrevesse o filho Pedro Lucas, de 7 anos no projeto. “Procurei pela dificuldade que ele tinha em se socializar. Conversando com uma professora dele, ela me incentivou a colocá-lo em alguma atividade de grupo. Coloquei ele no basquete e melhorou cem por cento: está mais aberto, fazendo novas amizades, o que era difícil. Vejo muita diferença”, conta.

O pequeno Pedro concorda, tanto que já colocou até apelidos nos novos amigos. “Comecei a jogar e gostei. Meu tio joga e logo nos primeiros dias comecei a gostar, principalmente de arremessar. Fiz amigos, tem o Gigante, o Bruno… Quero aprender a fazer enterrada e ser jogador de basquete, quando crescer”.

O projeto existe desde 2015, quando era coordenado pelo professor Paulo Ferreira Pinto, da Faefid. Atualmente, atende 65 meninos e meninas, com o objetivo de atingir 100 crianças até o fim do ano. Para a pró-reitora de Extensão da UFJF, Ana Lívia Coimbra, a Faculdade de Educação Física é um território importante de inclusão da comunidade externa na Universidade. “Por meio dos projetos que são desenvolvidos, crianças, adolescentes e até adultos têm a possibilidade de se envolverem em práticas esportivas, que são importantes para a questão da saúde, da sociabilidade e do lazer neste espaço – que é público e de todos”.

  Projeto em duas frentes

Podemos dividir o projeto em duas instâncias: o ‘minibasquete’, uma categoria especial, cujo objetivo é fazer com que as crianças de até 12 anos gostem de basquete e aprendam se divertindo. Nas outras categorias – sub-13, 15 e 17 – os principais objetivos são ajudar na captação de recursos humanos, através dos alunos aqui da Faculdade, que podem executar os conhecimentos do processo de formação esportiva; utilizar o projeto como ferramenta para as pesquisas de TCC e mestrado que são desenvolvidas na Faefid; atender à comunidade, estendendo o espaço para que todos possam conhecer, no caso específico, através do basquetebol; e num futuro, quem sabe, formar grupos que possa, estender estes processos a níveis competitivos, dentro dessas faixas etárias”, explica Borges.

“Quero ser jogadora de basquete”

Olhinhos brilhando e mirando o aro!

O “minibasquete” possibilita a prática do esporte com materiais adaptados às necessidades da faixa etária, como bolas e tabelas dimensionados para o tamanho dos estudantes. Segundo o professor, “isso incentiva o gosto inicial e a continuidade no esporte”. É o que acontece com Maria Eduarda Procópio, de 7 anos, do bairro Milho Branco: Duda, como é chamada pelos amigos, pegou gosto pelo esporte e também vislumbra um futuro dentro do esporte.

“Não tem nem dois dias que eu faço basquete aqui e estou achando bem legal, porque a gente faz bastante coisa. O que eu mais gosto é de arremessar a bola, driblar. Quero ser jogadora de basquete e a Universidade vai me ajudar, porque eles são mestres no basquete. Os professores são legais, ajudam a gente em tudo o que a gente precisa”.

Já a turma chamada de “escola geral de basquete” é mista e heterogênea, destinada à prática do esporte enquanto atividade recreativa. As aulas do projeto ocorrem no ginásio do Centro Olímpico da Faefid, nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 15h às 19h; e nas terças e quintas, de 17h30 às 19h. Para este semestre as vagas já estão preenchidas.

O perfil do público é variado, composto por jovens que vêm desde a zona norte até aquelas que moram nos bairros do entorno da Universidade. O coordenador aponta algumas das conquistas observadas nos participantes. “Muda, principalmente, o nível de organização, disciplina, de participação em grupo. Temos o hábito de começar e terminar as aulas com uma reunião, na qual todos dão sua opinião, sendo sujeitos mais ativos e críticos dentro da prática que estão fazendo”, finaliza.

 

Texto: UFJF

Fotos: Gustavo Tempone – UFJF

Edição: Toque de Bola

 

Mais informações podem ser obtidas pelo tel (32) 2102-3292 – Faefid-UFJF

 


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



19 abr 2018

Copa Prefeitura Bahamas de Futsal: resultados do Boletim 6


16 abr 2018

Copa Prefeitura Bahamas de Futsal: resultados do Boletim 5


09 abr 2018

Copa Prefeitura Bahamas de Futsal: resultados dos Boletins 3 e 4

Notícias


21 abr 2018

Gol de Adê, 43 anos, aos 43 minutos! Baeta vence e sobe


19 abr 2018

Baeta confiante para buscar o “combo”: vitória, acesso e vaga na final


19 abr 2018

Futsal: Léo Aleixo vibra com títulos e adaptação da família na Bélgica


18 abr 2018

Pelo sonho do futebol, Luiz Gustavo finca pé (e mãos) em Portugal


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse

error: Conteúdo protegido.