17 jan 2018

Cruzeiro x Tupi: choque de realidades marca estreia do Carijó no Campeonato Mineiro



    Cruzeiro x Tupi. O jogo de estreia do Carijó pelo Campeonato Mineiro 2018 nesta quarta-feira , dia 17, às 21h45, no Mineirão, é um demonstrativo da disparidade de forças entre um clube de grande torcida e acostumado a grandes conquistas e um adversário que sobrevive, se refaz a cada temporada, luta com dificuldades para se estruturar e buscar um espaço melhor no futebol brasileiro, e conta com uma torcida guerreira, mas a média de público que cai a cada ano.

  As redes sociais do Toque de Bola (Twitter toquedebolajf, Instagram toquedebolajf e fanpage Portal de Notícias Toque de Bola – Juiz de Fora) irão informar sobre o andamento da partida no Mineirão.

   Com um cenário extra-campo que apresenta uma distância enorme entre as duas realidades, resta ao torcedor carijó apostar no imponderável, na reedição da mística do Fantasma do Mineirão, dos anos 60, ou, novamente, na superação dentro de campo para nocautear todos os prognósticos. Até o retrospecto é “pesado”. Só uma vez o Tupi conseguiu bater o Cruzeiro em confrontos disputados na capital mineira.

 

Fred no dia da apresentação

 Raposa estrelada

  O campeão da Copa do Brasil – a Raposa vinha de temporadas sem bons resultados nos anos anteriores e resgatou a tradição no time competitivo montado pelo também revigorado Mano Menezes – vem com Fred no comando de ataque e tem no elenco nomes como o veterano goleiro Fábio e o meia Thiago Neves, além da base de 2017.

   Tupi todo diferente

  O Carijó, que oscila entre as Séries C e D do futebol brasileiro (quando entrou na Série B, em 2016, foi para as últimas colocações logo nas rodadas iniciais e de lá não saiu por absoluta falta de estrutura, embora com jogadores mais caros), se apresenta mais uma vez com técnico novo e quase todo o elenco diferente, sem um titular sequer da campanha da Série C do ano passado – Marcel, então candidato, transferiu-se para disputar a Série A 2 do Campeonato Paulista pelo Taubaté.

    Sem ter como recorrer às categorias de base, pecado que torcedores apontam como capital e os dirigentes alegam falta de condições financeiras para manter, o clube de Santa Terezinha conseguiu superar as expectativas na temporada anterior e perdeu o acesso à Série B ao encarar, em mata-mata, um Fortaleza pressionado, e com arbitragem complicada no jogo de volta.

Alexandre Barroso, treinador do Tupi

 Troca de comando

  O treinador Aílton Ferraz, que chegou no Estadual 2017 e caiu no gosto da torcida ao longo da Série C com sinceridade, vibração e fazendo jogar um time com algumas peças limitadas tecnicamente, acabou se desgastando. Segundo fontes do clube, na reta final do trabalho, algumas declarações em entrevistas e até em preleções ao elenco, sobre dificuldades estruturais que foram apresentadas a ele com clareza quando do convite para assumir – acabaram tendo peso na não renovação de contrato.

   Alexandre Barroso foi o escolhido para assumir o cargo, já em sua primeira entrevista disse que seria preciso criatividade para montar o elenco, e – ponto positivo – o trabalho da pré-temporada começou cedo. Foram seis jogos-treinos disputados na busca por um sentido de entrosamento e uma definição de plano tático para alcançar o chamado estágio de time  “competitivo”. Tchô, meia-esquerda revelado pelo Atlético Mineiro em 2005 e veterano, embora ainda com 30 anos, é o nome mais conhecido do elenco, ainda não tem condições físicas e burocráticas para estarem campo no primeiro jogo.

 Fred sim x Reis e Kayser não

 

Atacante Reis: uma das apostas no elenco está fora da estreia

No mais, são – de novo – apostas, em função das limitações financeiras. E até nas apostas a diferença de estrutura aparece. Na véspera da estreia, enquanto o atacante Fred, que defendia o Atlético, aparecia no BID da CBF a poucos minutos de terminar o prazo, a dupla de ataque titular do Carijó – Reis, que é aposta da casa mas estava na Tailândia, e Renato Kayser, passe do Vasco, não tiveram seus nomes publicados no registro oficial e são desfalques certos.

   Sem comparação

  No extra-campo, não há como comparar, por exemplo, as cotas de TV da emissora que detém os direitos de transmissão, os planos de sócio-torcedor (o Tupi ora descarta ideias apresentadas por profissionais do setor, ora reaproveita a base da proposta e dá uma roupagem diferente), a presença de público no estádio (a Raposa anuncia 36 mil ingressos vendidos e atrações no Mineirão desde as 18h45, o evento “La Bestia Negra” conta com foodtrucks e shows na esplanada do Mineirão, além da apresentação dos reforços à torcida antes de a bola rolar, enquanto o Tupi informou nesta terça-feira, na reunião do plano de jogo contra o Uberlândia, no sábado, 17h, em Juiz de Fora, estimativa de 850 pagantes).

   Interrogação

  E aqui o ponto de intermináveis discussões entre os torcedores: o Tupi não consegue manter uma equipe ou uma estrutura mais profissional no futebol por que a cidade de uma forma geral não apoia ou o torcedor juiz-forano não comparece aos jogos e não prestigia de outras formas e mais empresas não investem justamente por não reconhecerem projetos bem definidos no futebol alvinegro?

 Equipes

Tabela da primeira rodada do Campeonato Mineiro 2018. Clique sobre a imagem caso queira ampliar

  Se os treinadores mandarem a campo as equipes dos últimos testes e treinos, e considerando os desfalques no ataque alvinegro, as formações para a estreia devem ser as seguintes: CRUZEIRO:  Fábio; Romero, Leo, Murilo e Egidio; Robinho, Henrique e Cabral; Rafinha, Fred, Arrascaeta. TUPI: Villar; Afonso, Sidimar, Wellinton e Udson; Léo Costa, Francesco e Paulinho; Tiaguinho (Patrick), João Vitor e Douglas Árbitro: Murilo Francisco Misson Júnior, auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Pedro Araújo Dias Cotta.

Regulamento

  Em relação aos outros anos, o Estadual tem uma novidade no regulamento. Sob argumento de que seriam criadas mais datas e possibilidades de nova cota da TV – que os clubes do interior tanto precisam, haverá uma fase quartas-de-final entre os oito primeiros colocados, e só depois seguem as semifinais.

   Por falarem “telinha”, a partida não será veiculada pela TV Integração na noite desta quarta-feira. A emissora irá transmitir uma partida do Campeonato Carioca. Houve protestos nas redes sociais e até um posicionamento da TV, em resposta a torcedores do Tupi.

Contratações

Edilson, lateral-direito, foi contratado junto ao Grêmio

   Com a manutenção da comissão técnica e do elenco da última temporada, o time da capital mineira vem sendo apontado como uma das equipes que melhor contrataram até o momento na janela de transferências do verão. O objetivo da diretoria é fazer contratações pontuais, para montar um elenco ainda mais competitivo.

  A grande surpresa ficou por conta de Fred, que foi anunciado logo após negociar rescisão amigável com o Atlético-MG. O centro avante retorna ao Cruzeiro quase 13 anos após sua transferência do Cruzeiro para o Lyon, da França, em 2005. As duas laterais também têm novidades. Após a venda de Diogo Barbosa para o Palmeiras, o clube optou pelo retorno de Egídio, que estava na equipe paulista, e na contratação de Marcelo Hermes, do Benfica. Pelo lado direito a novidade é Edílson, campeão da Libertadores pelo Gêmio.

Os meias Bruno Silva, ex-Botafogo, Mancuello, ex-Flamengo e o atacante David, que estava no Vitória fecham o pacote de contratações para a temporada até o momento.

Hudson

O volante juiz-forano, que fez grande temporada como um dos destaques no ano passado retornou ao São Paulo. O clube paulista pedia R$ 5,8 milhões para negociar o atleta, que também gerou interesse de Santos e Flamengo. O Cruzeiro não conseguiu reduzir o valor pedido para ter o atleta, que deve ter sua ausência bastante sentida em Minas.

Preparação

O departamento médico da equipe programou atividades para os atletas realizarem até mesmo durante as suas férias, para que chegassem em melhores condições à reapresentação, que ocorreu no dia 3 de janeiro.

 

Texto: Ivan Elias, Toque de Bola, com pesquisa do Cruzeiro por Bruno Brigatto, estagiário

Fotos:  Toque de Bola – Bruno Haddad e Guilherme Macedo (fotos do site oficial do Cruzeiro)

Artes: Toque de Bola, com informações do site da Federação Mineira de Futebol

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


21 abr 2018
Gol de Adê, 43 anos, aos 43 minutos! Baeta vence e sobe

19 abr 2018
Baeta confiante para buscar o “combo”: vitória, acesso e vaga na final

19 abr 2018
Futsal: Léo Aleixo vibra com títulos e adaptação da família na Bélgica

19 abr 2018
Copa Prefeitura Bahamas de Futsal: resultados do Boletim 6

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.