30 jun 2017

Voltaço, com ex-carijós, busca primeira vitória como visitante na Série C



 

Lance de Mogi Mirim 2 1 Volta Redonda, pela Série C

   Assim como o Botafogo, de Ribeirão Preto, adversário do último sábado, em Juiz de Fora – empate em 0 a 0, o próximo compromisso do Tupi será novamente diante de uma equipe que não triunfou como visitante: o Volta Redonda. O time fluminense ainda não venceu jogando fora do Estádio Raulino de Oliveira.

  Tupi x Volta Redonda começa às 21h neste sábado, dia 1º, quando enfrenta o Tupi, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, pela oitava rodada da Série C do Campeonato Brasileiro.

 Sem vencer desde a quarta rodada, o time comandado pelo ex-carijó Felipe Surian não contará mais com atacante Felipe Augusto, negociado com o Paraná. Henrique, campeão da Série D pelo Tupi, também faz parte do elenco e deve começar partida no banco de reservas.

 

  Bom início em casa

   Logo na estreia, o Volta Redonda demonstrou que poderia ocupar a parte de cima da tabela. No grupo B, foi a única equipe a marcar três gols na primeira rodada, quando, em casa, construiu 3 a 1 sobre o Macaé. No segundo compromisso, fora de casa, talvez um sinal que a campanha poderia oscilar na competição: derrota de 2 a 0 para o Joinville.

  Essa falta de constância atuando fora de casa tem atrapalhado o time a engrenar. Em sete rodadas foram três vitórias (todas jogando em casa), dois empates e duas derrotas. Separado do líder por um ponto e do primeiro fora da zona de classificação por dois, o jogo diante do Carijó passa a ser essencial: em caso de vitória, o Voltaço pode assumir a liderança. Se for derrotado, por outro lado, pode até desocupar o G-4.

Surian brilhou pelo Volta Redonda na conquista da Série D de 2016

  Ex-Carijó no comando

   O treinador do Volta Redonda é um velho conhecido da torcida do Tupi. Trata-se de Felipe Surian, natural de juiz de Fora, ex-jogador do clube e que como treinador conquistou o acesso à Série C em 2013. Além do Tupi, como técnico, Surian se destacou por: Caldense, Villa Nova e Anápolis. Pelo Esquadrão de Aço, o treinador foi campeão do Campeonato Brasileiro da Série D em 2016, nesse período o Esquadrão de Aço chegou a ficar 19 jogos sem ser derrotado. Após o título, o treinador deixou a equipe e acertou com o América de Natal para a temporada de 2017. Porém, não foi muito bem no Estadual e acabou sendo demitido. Em março, Cairo Lima, até então treinador do clube foi mandado embora, com isso, a diretoria trouxe de volta Surian.

  Saída de Felipe Augusto

   Para o restante da competição, Felipe Surian perdeu um dos principais nomes do elenco. O atacante Felipe Augusto, que também passou pelo Tupi, foi negociado com o Paraná. Segundo o vice-presidente de futebol do Esquadrão de Aço, Flávio Horta Júnior, o atleta só foi liberado após a equipe paranaense pagar o valor da multa rescisória prevista em contrato.

  – Esta foi a segunda investida do Paraná para ter o Felipe Augusto. Na primeira, não aceitamos porque deixamos claro que só liberaríamos o jogador mediante o pagamento integral da multa rescisória, o que foi aceito pela equipe paranaense nesta segunda-feira. Neste caso, não temos o que fazer – destacou o diretor, que ainda ressaltou que o clube deverá anunciar nos próximos dias um substituto.

– Temos que trabalhar com a realidade. Este assédio é natural e muita das vezes inevitável. Precisamos saber lidar com ele e, principalmente, cuidar da reposição com qualidade. Tivemos algumas perdas neste início de campeonato, mas fomos buscar atletas como o Adriano e o Bruno Barra. Não vamos deixar o elenco enfraquecer. Já estamos negociando com um atacante que teve um ótimo primeiro semestre e, se tudo der certo, vamos apresentá-lo ainda esta semana, para suprir a saída do Felipe Augusto e manter o padrão – completou.

Em nove jogos oficiais, sendo dois amistosos e sete pela Série C, o atacante marcou dois gols.

   Formação 

   Na derrota para o Mogi Mirim por 2 a 1, pela Felipe Surian mandou o time a campo com: Andrey, Luiz Gustavo, Maílson, Luan, Pedro Rosa, João Cleriston, Pablo, Marcelo, Dija Baiano, Felipe Augusto e David Batista.

  Ex- jogadores do Tupi

  O elenco do Volta Redonda conhece muito bem o time de Juiz de Fora. Além de Felipe Surian, o zagueiro Mailson e o lateral-direito Henrique também já passaram pelo clube de Santa Terezinha e hoje defendem o time do Estado do Rio de Janeiro.

  Jogo histórico em 2011

   Na campanha que terminou em título para o Tupi, na Série D de 2011, talvez o Volta Redonda tenha sido a equipe que mais ofereceu riscos ao Carijó. Nas oitavas de final, após perder o jogo de ida em Volta Redonda por 1 a 0, o Tupi precisaria vencer por dois gols de diferença para avançar. Jogando em Juiz de Fora, o galo chegou a estar em desvantagem em 2 a 1, mas conseguiu virar para 4 a 2, com um gol já no fim, marcado pelo mesmo Henrique que hoje defende o Volta Redonda.

  A virada foi considerada chave na arrancada para o título do Tupi, uma vez  que o resultado, da maneira como foi conquistado, trouxe confiança ao elenco na fase mais importante da competição.

   

Informações: Globoesporte.com e site oficial do Volta Redonda

Fotos: Site oficial do Mogi Mirim e Globoesporte.com

Artes: Toque de Bola

Edição: Toque de Bola

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 ago 2017
Veja melhores momentos de Tupi 1 x 0 Mogi e o mapa carijó em busca da vaga no mata-mata

21 ago 2017
Intercolegiais: Granbery e Escola Estadual Francisco Bernardino são campeões no Estádio Mário Helênio

21 ago 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

17 ago 2017
Juiz-forano Artur Bitarello confirma boa fase, vence XTerra em Mangaratiba e lidera na faixa 25-29 anos

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.