09 jun 2017

Sem vaidade e com Romarinho, Tupi encara Macaé pela Série C



   

Aílton não quer saber de vaidade no grupo de jogadores

 Foi em tom de cobrança que o Tupi disputou o treino apronto na tarde de quarta-feira, 7, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, visando à partida deste sábado, 10, contra o Macaé, às 15h. O treinador Aílton Ferraz paralisou a atividade por mais de dez minutos e teve uma conversa dura com o time titular.

    Após o treino, ele explicou que o motivo da bronca foi o excesso de vaidade e a transferência das responsabilidades. “É normal quando a cobrança é positiva, mas, quando ninguém assume a responsabilidade, ela se torna uma coisa livre, que não tem aquele que errou. A coisa mais importante em um homem é ele reconhecer os seus erros. Não é jogar pros outros e deixar no ar, que era o que estava acontecendo. Chamei eles pro canto e fiz essa cobrança. Estava uma discussão muito boba, sem nenhuma produtividade, e trouxe uma coisa ruim para dentro de cada um. Quando erram lá, a culpa é minha, porque quem escala sou eu”.

    A equipe vai até o estado do Rio e entra em campo no estádio Cláudio Moacyr, em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. Após conseguir o primeiro triunfo na competição (1 a 0 sobre o até então líder São Bento), Aílton resolveu frear a empolgação do elenco e afirmou que o Carijó, mesmo fora de seus domínios, vai em busca da vitória.

   “Uma vitória dá confiança, porém também uma empolgação que temos que cortar. Foi o que foi feito hoje (quarta-feira), tive um papo mais duro com eles pra não deixarmos a vaidade entrar, pois foi só uma vitória. Agora vamos pegar o Macaé na casa deles, um jogo sem público, isso já ajuda. E temos que jogar com maior intensidade do que foi aqui em casa, para que a gente consiga o nosso objetivo. Dentro do planejamento é um jogo que vamos tentar ganhar. Se vier com um ponto, beleza, mas vamos buscar a vitória para já nessa rodada encostar nos demais lá em cima. Esse é o nosso planejamento”.

   Com a bola, time grande. Sem, time pequeno

   “Esse é o espírito do futebol. Se você pegar os melhores times do mundo, todos estão atrás da linha da bola, com as linhas baixas e a gente não pode ser diferente. Falei pra eles que somos operários da bola, me incluo nisso também. Como treinador, já estou na estrada há muito tempo, mas vemos a dificuldade que é. E eles também como atletas não fizeram acontecer ainda. Então quando perdeu a bola, voltar atrás, marcar forte, e pegou a bola, é alegria para jogar, não tem coisa melhor quando você está com a bola no pé. Hoje perdemos a bola muito rápido, isso desgasta, por isso existe essa cobrança totalmente errada entre eles. Tem que ter alegria para jogar. Futebol é muito bom, eu não me vejo fora. Se você vem para o seu treinamento e tem campo bom, bola boa, uniforme legal e não vier com alegria, está no lugar errado”.

     Andrey poupado

    O time que foi a campo no treino coletivo teve apenas uma modificação. Flávio Carvalho, que entrou no decorrer da última partida contra o São Bento e atuou bem, substituiu Andrey. O meia foi poupado do treinamento por sentir um mal estar. “É um atleta com quem estou muito satisfeito, um jovem, onde conversei com ele antes, que precisa de intensidade se quiser vencer na carreira. E ele está fazendo isso, todo jogo ele termina exausto, porque ele tem ido além dos limites. Como hoje ele sentiu um desconforto e vi que ele está bem fisicamente, resolvi segurar”.

 

Atacante Romarinho é a principal novidade entre os relacionados do Tupi para partida em Macaé

 Romarinho regularizado

   O atleta que chegou a Santa Terezinha na semana passada e foi apresentado no dia 1º, teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, e está, portanto, regularizado para o confronto diante do Macaé. O atacante deve começar no banco de reservas e fica como opção para o treinador no decorrer do jogo.

   Já no meio-campo, a equipe teve uma baixa definitiva durante a semana. O clube anunciou a rescisão de contrato do volante Leandro Ferreira, que, segundo informações extra-oficiais, teria ficado com a imagem muito desagastada junto à Comissão Técnica depois de atuar por uma partida de um campeonato master em São João  Nepomuceno, cidade da Zona da Mata mineira.

    Ocupando a sétima posição na tabela após quatro rodadas, o Carijó soma cinco pontos na competição. Se não houver surpresas, o Tupi entra em campo com: Paulo Henrique; Patrick, Fernando e Edmário; Lucas, Marcel, Kalu e Bruno Santos; Diego Luís e Andrey; Rafael Teixeira.

   Já o Macaé é o nono colocado com quatro pontos e deve ser escalado com: Luis Henrique; Valdir, Raphael Costa, Luis Felipe, Oton, Sanchez, Leonardo, Rodrigo Correa, Willeam Bernardo, Carlos Alberto e Claudio Oliveira.

 Arbitragem: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL), auxiliado por Rondinelle  dos Santos Tavares (AL) e Maxwell Rocha da Silva (AL).

 

Texto: Patrick Alves, estagiário, com supervisão de Ivan Elias

Artes: Toque de  Bola

Fotos: Toque de Bola

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


21 set 2017
Tupi pode ter até quatro desfalques. Aílton receita “guerrear e batalhar demais para conseguir o objetivo”

20 set 2017
Tupi fecha treino. Fortaleza em Sampa. Marcelo apita. Ingressos, gramado, reconhecimento, recepção. Veja o diário da decisão

20 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

19 set 2017
Com vídeo! Evaldo anula Éder, domina, toca para os companheiros e emenda: “Tupi tem totais condições de reverter”

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.