03 abr 2017

Depois de churrasco das torcidas e gol “roubado”, Tupi cede empate e dá adeus às semifinais



O Tupi deixou escapar aos 44 minutos do segundo tempo as remotas chances de classificação para as semifinais do Campeonato Mineiro.

Depois de o Carijó abrir o placar diante do América com um gol estranho de Flávio Caça-Rato na etapa inicial, perder chances em contra-ataques e suportar a pressão do adversário  com boas defesas de Paulo Henrique, o Coelho igualou após jogada da esquerda.

Mike levou a melhor sobre Edmário, que tentou afastar de primeira, dividiu pelo alto e só ficou com o goleiro pela frente. Foi tocar para as redes e comemorar o ponto que garante o América na semifinal (assim como Atlético e Cruzeiro) e afasta do Carijó o sonho de uma classificação após um péssimo início de campeonato.

 Gol estranho repercute

Jajá passa pelo goleiro e fica com o gol à disposição

O lance do gol do Tupi gerou muita polêmica pela forma como foi concluído. Pela terceira vez consecutiva, o gol começa com uma boa reposição de bola do goleiro Paulo Henrique. A bola chega a Ruan Teles na direita. Ele faz uma ótima jogada, traz para o meio e chuta. A bola chega até Jajá, que dribla o goleiro mas, sem razão aparente, não faz o gol. Debaixo do gol, Flávio Caça-Rato chega e dá uma bomba no gol.

Jajá abre as pernas e Flávio Caça-Rato manda para as redes

Depois da partida, ainda no vestiário e em programas nacionais, como o Troca de Passes, do SporTV, Flávio explicou que não houve nada para humilhar o adversário ou qualquer coisa nesse sentido. Jajá achou que estivesse impedido e, segundo Caça-Rato, não faria o gol. Aí ele entrou chutando para evitar outro desfecho ao lance.

Caça-Rato comemora enquanto jogadores do América vão tomar satisfação com Jajá

Na edição dos gols do Fantástico, o lance também foi bastante destacado, mesmo num domingo de quartas-de-final de Campeonato Paulista e clássicos como o Fla-Flu. O lance do gol foi repetido à exaustão. Nem o gol de empate do América foi mostrado.

Depois que Caça-Rato saiu comemorando o gol, jogadores do América partiram para cima de Jajá e houve um princípio de confusão, talvez pensando que Jajá queria fazer o gol de calcanhar. Mas o gol valeu, foi em posição legal, apesar do estranho desfecho, com Jajá sem concluir diante do gol e Caça-Rato chegando com tudo para mandar a bola para as redes.

 O que resta

Resta ao Tupi o compromisso contra o Uberlândia na rodada final domingo, 9, no Triângulo Mineiro. Sem chances de buscar o título, resta brigar por um lugar entre os seis primeiros, que vale mais jogos com mando na próxima temporada (no atual Estadual foram apenas cinco partidas em casa) e uma vaga na Copa do Brasil – esta ainda depende de outros fatores como classificações de Atlético e Cruzeiro em competições nacionais e internacionais.

   Torcidas confraternizam

Nos bastidores do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, o clima foi de muita confraternização entre torcedores e até ex-jogadores dos dois clubes, com direito a um churrasco antes da partida, na área de acesso ao portão principal do estádio.

Durante a partida, torcedores dos dois clubes chegaram a ficar juntos e agitaram as suas bandeiras no mesmo espaço.

TUPI 1 X 1 AMÉRICA

Estádio: Mário Helênio, em Juiz de Fora

Motivo: 10ª rodada do Campeonato Mineiro

TUPI
Paulo Henrique; Jonathan, Elivelton, Edmário e Bruno Santos; Leandro Ferreira, Marcel e Ruan Teles; Jajá (Bruno Paiva), Matheus Pato (Carlos Júnior) e Flávio Caça-Rato (Rafael). Técnico: Aílton Ferraz

AMÉRICA
João Ricardo; Alex Silva (Marion), Messias, Rafael Lima e Auro; Juninho, Christian, Tony (Felipe Amorim) e Renan Oliveira; Mike e Rubens (Gerson Magrão). Técnico: Enderson Moreira

Árbitro: Marco Aurélio Fazekas (MG)
Auxiliares: Magno Arantes Lira (MG) e Marcyano da Silva Vicente (MG)

Gols: Flávio Caça-Rato, aos 22 minutos do 1º tempo (Tupi); Mike, aos 44 minutos do 2º tempo (América).

Cartões amarelos: Leandro Ferreira, Edmário (Tupi); Tony, Auro (América).

Público pagante: 691
Presente: 1115
Renda: R$ 13.140,00

 

Briga pelo quarto

Atlético, Cruzeiro e América já estão garantidos nas semifinais. URT, Caldense, Tombense e Uberlândia brigam pela quarta vaga. Tricordiano e América de Teófilo Otoni estariam rebaixados, caso a competição já estivesse encerrada.

Jogos da rodada

Cruzeiro 2 x 1 Atlético

Tricordiano 0 x 1 Caldense

Villa Nova 2 x 0 Tombense

O Villa Nova conquistou um resultado vital nesta tarde no Alçapão do Bonfim, ao superar o Tombense, que está na briga por uma vaga nas semifinais, por 2 a 0. Leozinho foi o nome da partida e marcou os dois gols dos mandantes. O primeiro de pênalti, aos dez minutos, e o segundo aos 37, ambos na primeira etapa de jogo. Com o resultado, o Villa acaba com qualquer possibilidade de rebaixamento.

Tupi 1 x 1 América

URT 2 x 1 Uberlândia

Em Patos de Minas, URT bateu o Uberlândia em confronto direto por uma vaga na semifinal. Melhor para o Trovão Azul, o 2 a 1 valeu a quarta posição na tabela. Gols só etapa inicial, marcados por Cascata e Allan Dias, um contra e um a favor do time da casa.

Segunda-feira, 20h30

Democrata x América Teófilo Otoni

Texto Toque de Bola, com informações da Federação Mineira de Futebol
Fotos Tupi – Leonardo Costa e Felipe Couri e Toque de Bola
Artes: Toque de Bola (se preferir, clique sobre cada imagem para ampliar)

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 fev 2018
JF Vôlei tem semana de desafios seguidos em busca da reação na Superliga

17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse