22 mar 2017

Quartas-de-final da Superliga prosseguem nesta quarta. Sesi, Sada Cruzeiro e Brasil Kirin largam na frente



   Vitoriosos na primeira rodada das quartas de final da Superliga masculina de vôlei 2016/2017, Sesi-SP e Sada Cruzeiro (MG) estarão na casa dos adversários, nesta quarta-feira (22.03), para a segunda partida da série melhor de cinco. O time paulista estará em Belo Horizonte (MG) para enfrentar o Minas Tênis Clube (MG), às 17h, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). Às 19h30, o Lebes/Gedore/Canoas (RS) receberá o Sada Cruzeiro (MG) no ginásio La Salle, em Canoas (RS). Os dois jogos terão transmissão ao vivo do canal SporTV.

  Os outros dois jogos pela segunda rodada serão na quinta-feira (23.03) e no sábado (25.03). No primeiro dia, o Funvic Taubaté (SP) receberá o JF Vôlei (MG), às 21h55, com transmissão da RedeTV, e, no sábado será a vez do Vôlei Brasil Kirin (SP) receber o Montes Claros Vôlei (MG), às 14h10, também com transmissão da RedeTV.

 

 

 

   Montes Claros 1 x 3 Brasil Kirin

Montes Claros Vôlei x Brasil Kirin Vôlei. Rodada das quartas de final da Superliga masculina, no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG).© Washington Alves/Inovafoto/CBV

A série considerada mais equilibrada das quartas de final da Superliga masculina de vôlei 2016/2017, entre quarto e quinto colocados, correspondeu a expectativa. No jogo que encerrou a primeira rodada da nova fase da competição, neste domingo (19.03), a vitória ficou com o Vôlei Brasil Kirin (SP), que bateu o Montes Claros Vôlei (MG), por 3 sets a 1, com todas as parciais sendo decididas com dois pontos de diferença: 25/23, 25/27, 27/25 e 25/23. A partida teve 2h13 de duração no ginásio Tancredo Neves, em Montes Claros (MG).

O oposto Rivaldo teve atuação decisiva para a vitória da equipe de Campinas (SP). O atacante pontuou bem, foi o maior pontuador do jogo, com 20 acertos, mas também bloqueou e defendeu. Ao final da partida, foi eleito o melhor jogador em quadra, através de votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), e recebeu o Troféu VivaVôlei, programa de responsabilidade social da entidade que atende crianças de 7 a 14 anos por meio de escolinhas de vôlei.

Satisfeito com o resultado, Rivaldo já pensa nos próximos compromissos do seu time, que serão em casa, diante de sua torcida. Em Campinas, o oposto espera garantir a classificação para as semifinais. “Tudo indica que a série vai ser bem longa. O equilíbrio é total, e já era esperado que fosse a disputa mais equilibrada do playoff. Agora é estudar muito e tentar fazer valer o mando de quadra na próxima rodada”, disse Rivaldo.

Outro destaque do jogo ficou por conta do central Robinho, do Montes Claros Vôlei, que jogou com dores no joelho, mas garantiu que não houve problema. “Nesse momento de playoff, esquecemos a dor e tentamos buscar a melhor forma de ajudar a equipe. Vamos para o próximo jogo, trabalhar forte porque superar esse time não é nada fácil. Aqui, perdemos nos detalhes, em erros bobos, mas vamos corrigir durante os treinos para chegarmos bem a Campinas”, afirmou Robinho.

Na primeira rodada das quartas de final, além do Vôlei Brasil Kirin, também saíram em vantagem as equipes do Sada Cruzeiro (MG), Funvic Taubaté (SP) e Sesi-SP – os quatro primeiros colocados na tabela de classificação da primeira fase da Superliga.

O JOGO

O Vôlei Brasil Kirin abriu o placar do jogo com Rivaldo. Com dois bons saque de Maurício Souza, o time visitante abriu 3/0. Rivaldo ainda marcou 4/0 e Marcelinho Ramos pediu tempo. No ponto de saque de Salsa, o Montes Claros Vôlei fez 5/9. Com o oposto Rivaldo pontuando bem, o time paulista marcou 11/5. Os donos da casa reagiram, fizeram 8/11, e Dileo parou o jogo. Na volta, Robinho pontuou e o Montes Claros fez 9/11. Em combinação de Rodriguinho com Vini, o Brasil Kirin chegou a 15/12. Com dois pontos seguidos de Bob, o time da casa encostou em 16/17. A equipe de Campinas voltou a abrir três pontos: 20/17. Montes Claros encostou no placar de novo (19/20) e Dileo pediu tempo. No erro do adversário, a equipe mineira empatou. Temponi pontuou e levou o Brasil Kirin a 23/21. A reta final do set foi extremamente equilibrada, com o time paulista a frente em 24/23. Rivaldo fechou em 25/23 para o Vôlei Brasil Kirin.

O segundo set começou com equilíbrio, com as equipes empatando em 2/2. Mais um empate em 5/5. Com Luan Weber pela saída de rede, o Montes Claros Vôlei chegou a mais um ponto de empate: 8/8. Com o equilíbrio mantido, Diogo colocou o Brasil Kirin empatado em 11/11. A equipe visitante conseguiu abrir dois em 16/14. Com ace de Maurício Souza, o Vôlei Brasil Kirin fez 17/14 e Marcelinho Ramos pediu tempo. Luan Weber devolveu o ponto de saque e o Montes Claros encostou em 16/17. Foi a vez de Horacio Dileo parar o jogo. Na volta, a equipe da casa empatou em 17/17. No bloqueio, o time visitante voltou a abrir dois (19/17). Temponi marcou 21/17. Em boa reação, o Montes Claros encostou em 20/21. As equipes empataram em 22/22 e de novo em 24/24. No final, melhor para o Montes Claros Vôlei, que fechou em 27/25.

Luan colocou o Montes Claros com um de vantagem logo no começo do set: 3/2. No ace de Vini, o Brasil Kirin fez 6/4. No erro do adversário, o time da casa empatou em 6/6. Com Diogo, a equipe visitante voltou a abrir vantagem em 9/6. O Montes Claros buscou e empatou em 10/10. O time de Campinas fez 13/11 e os donos da casa voltaram a deixar tudo igual em 13/13. No erro de saque do adversário, a equipe campineira fez 17/16. Salsa levou o Montes Claros ao empate em 19/19. O Vôlei Brasil Kirin marcou 21/20 e Marcelinho Ramos pediu tempo. Na volta, Luan pontuou (20/20). O time paulista fez 24/21. No bom saque de Murilo, o Montes Claros chegou a 23/24. Robinho bloqueou e a equipe mineira fez 24/24. No ponto de saque de Maurício Souza, o Brasil Kirin venceu o terceiro set por 27/25.

O Montes Claros Vôlei começou melhor e fez 4/2. O Brasil Kirin aproximou no placar em 4/5 e com Temponi chegou ao ponto de empate: 5/5. Com Robinho pontuando bem no ataque e no bloqueio, o time mineiro abriu boa vantagem em 9/6 e Horacio Dileo parou o jogo. No bloqueio de Robinho, o placar foi a 11/6. Com Luan, 13/7. O Brasil Kirin marcou dois pontos seguidos (9/13) e Marcelinho Ramos pediu tempo. A vantagem mineira aumentou em 17/12. O Montes Claros fez 19/15. Em boa passagem de Maurício Souza pelo saque, o Brasil Kirin reduziu a diferença no placar para 17/19. E depois chegou ao empate em 20/20. Com Diogo pontuando bem, o time de Campinas assumiu o comando do placar em 22/21. Vini bloqueou e fez 23/22. No ponto de saque de Rodriguinho, o Brasil Kirin fechou em 25/23.

EQUIPES

MONTES CLAROS VÔLEI – Murilo Radke, Luan Weber, Salsa, Robinho, Bob e Jonatas. Líbero – Gian. Entrou – Alê. Técnico: Marcelinho Ramos

VÔLEI BRASIL KIRIN – Rodriguinho, Rivaldo, Maurício Souza, Vini, Diogo e Temponi. Líbero – Tiago Brendle. Entraram – Jotinha, Baiano, Matheus. Técnico: Horacio Dileo

Sesi 3 x 2 Minas

Sesi x Minas

Depois de muito equilíbrio, o Sesi-SP conseguiu uma importante vitória na primeira rodada das quartas de final da Superliga masculina de vôlei 2016/2017. Neste sábado (18.03), a equipe paulista jogou em casa, na Vila Leopoldina, em São Paulo (SP), e, depois de perder os dois primeiros sets, virou o jogo e venceu o Minas Tênis Clube por 3 sets a 2 (20/25, 23/25, 25/23, 25/23 e 18/16), em 2h25 de partida.

Todo o grupo do Sesi-SP se superou na tarde deste sábado, mas o ponteiro Douglas Souza foi o principal destaque, sendo eleito o melhor do jogo através de votação popular no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Com isso, o atacante recebeu o Troféu VivaVôlei, programa de responsabilidade social da entidade que atende crianças de 7 a 14 anos por meio de escolinhas de vôlei.

“Foi uma vitória muito importante, claro que pelo resultado, mas também pela superação do nosso time. Estamos com muitos desfalques, mas não desistimos do jogo em nenhum momento. Sabíamos que ia ser difícil, o time deles tem qualidade, mas nosso grupo mostrou mais uma vez o seu valor e foi em busca desse resultado tão importante para todos nós”, disse Douglas.

Apesar do resultado negativo do seu time, o cubano Bisset foi o maior pontuador desta partida, com 22 acertos.

As duas equipes voltam a se enfrentar na segunda rodada das quartas de final na próxima quarta-feira (22.03), às 17h, desta vez na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). A partida terá transmissão ao vivo do SporTV.

O JOGO

O Minas Tênis Clube abriu o placar do jogo e o Sesi-SP respondeu na sequência. Com Mão, a equipe visitante abriu dois de vantagem em 5/3. Com Petrus, a diferença seguiu a mesma em 8/6. Alan pontuou duas vezes e o Sesi-SP chegou ao empate em 8/8. No ace de Lucão, o time da casa marcou 10/9. Mão bloqueou e o Minas reassumiu o comando do placar: 11/10. O jogo voltou a ficar igual em 14/14. No ponto de saque de Pétrus, o Minas chegou a 17/16. Mais um empate em 18/18. Quando o Minas fez 20/19, Pacheco pediu tempo. Com dois bloqueios, 22/19. Tiago Mão fechou o placar do primeiro set em 25/20.

Contando com erros do adversário, o Minas abriu 5/2 no começo da segunda parcial. Pacheco pediu tempo. Na volta, Flávio pontuou no contra-ataque e o time mineiro fez 6/2. O Sesi-SP reagiu e reduziu a diferença em 4/6. A equipe visitante voltou a abrir em 10/6. Com dois erros seguidos do adversário, os donos da casa deixaram tudo igual em 11/11. Em bom momento, o Sesi-SP chegou a 13/11. Com Flávio, o Minas fez 15/15. Com Douglas, o time paulista colocou um de vantagem em 19/18. No bloqueio, 21/20 para os donos da casa. Bisset deixou tudo igual em 22/22. No ponto de saque de Bisset, 24/23 para o Minas. Pacheco pediu tempo. Na volta, o time visitante fechou em 25/23.

Embalado, o Minas Tênis Clube abriu 3/1 no começo do terceiro set. Com dois pontos seguidos de Bisset, a equipe mineira ainda fez 5/2. Marcos Pacheco pediu tempo. Com ace de Theo, o Sesi-SP encostou em 4/5 e, no bloqueio de Alan, empatou em 5/5. Com bloqueio de Felipe, o Minas colocou um de vantagem: 9/8. Riad respondeu (9/9). Flavio bloqueou e o time visitante abriu dois em 12/10. No bloqueio de Flávio, o Minas marcou 18/15. Quando o Sesi-SP encostou em 17/18, Nery Tambeiro pediu tempo. Bisset marcou mais um ponto para o grupo visitante: 21/19. O Sesi-SP buscou e deixou tudo igual em 21/21. No bloqueio, o time da casa fez 22/21. Com mais dois bloqueios seguidos de Bruninho, 24/21. Aracaju fechou para o Sesi-SP em 25/23.

Animado com a vitória no set anterior, o Sesi-SP fez 5/2 com ponto de Riad. Neste momento, Nery Tambeiro pediu tempo. O time paulista ainda aumentou a vantagem em 7/3. O Minas marcou dois seguidos e fez 5/7. Douglas Souza pontuou e o Sesi-SP fez 9/6. Com Theo, os donos da casa marcaram 11/8. A vantagem paulista esteve em dois em 12/10. O Sesi-SP chegou a 15/11 e o treinador do Minas parou o jogo com pedido de tempo. O time mineiro reagiu, encostou em 15/16 e foi a vez de Pacheco pedir tempo. O Minas ainda empatou e assumiu o comando do placar em 17/16. Com muito equilíbrio, o grupo que jogava como visitante, teve um de vantagem em 19/18. Flávio fez 21/20. No erro de saque do Minas, empate em 22/22. No bloqueio de Riad, o Sesi-SP fez 23/22. Também no bloqueio, 23/23. Com mais um ponto de bloqueio, de Riad, 25/23.

No set decisivo, o Minas saiu na frente. O Sesi-SP virou e fez 3/1. Tambeiro pediu tempo para orientar seus jogadores. A parada funcionou e o time mineiro deixou tudo igual em 4/4. Na sequência, a equipe visitante ainda assumiu o comando do marcador: 5/4. Alan pontuou e fez 5/5. Mais um empate em 8/8. O Sesi-SP fez 10/9 e Nery Tambeiro parou o jogo. O Minas fez 11/10 e foi a vez de Pacheco pedir tempo. O set seguiu equilibrado até o final: 12/12. Bisset fez 14/12. O Sesi-SP chegou ao empate em 14/14. No ace de Riad, 16/15. No final, vitória do Sesi-SP por 18/16

EQUIPES

SESI-SP – Bruno, Theo, Lucão, Riad, Douglas e Alan. Líbero – Serginho. Entraram – Leitzke, Rafa, Murilo, Leandro Aracaju. Técnico: Marcos Pacheco

MINAS TÊNIS CLUBE – Gelinski, Felipe, Flávio, Petrus, Tiago Mão e Bisset. Líbero – Rogerinho. Entraram – Carísio, Abouba, Vanole, Matheus. Técnico: Nery Tambeiro

Sada 3 x 0 Canoas
O Sada Cruzeiro (MG) saiu na frente nas quartas de final da Superliga masculina de vôlei 2016/2017. Na primeira partida da série melhor de cinco, a equipe mineira recebeu o Lebes/Gedore/Canoas (RS), no ginásio do Riacho, em Contagem (MG), nesta sexta-feira (17.03), e conseguiu a vitória por 3 sets a 0 (25/20, 25/17 e 25/17), em 1h18 de partida.

Essa série reúne o primeiro colocado da fase classificatória contra o time que encerrou a primeira etapa da competição na oitava posição. Melhor para o líder da tabela, que, em casa, contou com o apoio da torcida cruzeirense.

Com uma atuação boa no conjunto, o ponteiro Leal se destacou e foi o mais votado no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), sendo premiado com o Troféu VivaVôlei, que é o programa de responsabilidade social da entidade que atende crianças de 7 a 14 anos por meio de escolinhas de vôlei.

“Jogamos muito bem hoje e tivemos um resultado muito bom em casa. Agora, na quarta-feira tem mais e temos que seguir nessa pegada até o final da Superliga. O objetivo sempre é jogar bem e temos que seguir nesse ritmo para tratar de fechar em três jogos e concentrar nas semifinais, que vão ser um pouco mais fortes”, declarou Leal.

Pelo lado do Lebes/Gedore/Canoas, o levantador Evandro lamentou a quantidade de lances desperdiçados pelo seu time na noite de hoje.

“Sabemos que o Sada é a equipe a ser batida. Eles têm uma sequência de títulos enorme e a qualidade do time deles é incontestável. Mas, nós deixamos a desejar. Poderíamos ter caprichado mais no passe e, proporcionando erros a uma equipe com a deles, eles vão deslanchando. Temos que jogar no nosso limite. Só assim podemos fazer um enfrentamento melhor. Temos mais dois jogos pela frente e vamos tentar buscar a vitória em um deles para prolongar essa série”, afirmou Evandro.

O JOGO

O Lebes/Gedore/Canoas abriu o placar o jogo no erro do adversário. E foi também com um erro do time visitante que o Sada Cruzeiro marcou o primeiro ponto. As equipes empataram em 3/3 e, com Isac, a equipe da casa fez 5/3. A diferença passou a ser de quatro em 9/5. Fronckowiak pediu tempo. O grupo de Canoas reduziu a diferença em 8/10. Com Rodriguinho na diagonal, o Sada marcou 16/13. Novamente com Rodriguinho, desta vez no saque, o time mineiro chegou a 20/15. Leal pontuou e o Cruzeiro fez 23/18. No final, vitória mineira por 25/20.

O Lebes/Gedore/Canoas esteve com um de vantagem em 2/1, mas Evandro respondeu e levou o Sada Cruzeiro ao ponto de empate em 2/2. No bloqueio de Evandro, o time gaúcho fez 5/5. A partir deste momento, só os donos da casa pontuaram até 8/3 e Fronckowiak parou o jogo com pedido de tempo. Com Alisson, o Canoas marcou 7/10. O Sada Cruzeiro abriu boa vantagem em 17/12 e o técnico do Canoas parou o jogo para orientar seus jogadores. Com Isac, depois de bom saque de Leal, o time mineiro marcou 21/15. O Cruzeiro seguiu bem e fechou em 25/17.

Embalado, o Sada Cruzeiro saiu na frente no terceiro set e fez 4/1. Quando o placar foi a 6/2, o Lebes/Gedore/Canoas pediu tempo. No ace de Leal, a diferença no placar passou a ser de seis pontos: 10/4. Em jogada rápida de William com Simón, o Sada Cruzeiro chegou a 15/9. Depois de uma bola bastante disputada, com grandes defesas, e 48 segundos de jogada, o Canoas pontuou e fez 10/15. Quando o cruzeirense chegou a 18/11, pedido de tempo de Fronckowiak. O Sada Cruzeiro seguiu sem muitas dificuldades e venceu a parcial por 25/17.

EQUIPES

SADA CRUZEIRO – William, Evandro, Isac, Simón, Leal e Rodriguinho. Líbero – Serginho. Entraram – Fernando, Alan, Filipe. Técnico: Marcelo Mendez

LEBES/GEDORE/CANOAS – Evandro, Alison Bastos, Giovanni, Ialisson, Gabriel e Alisson Melo. Líbero – Thales. Entraram – Thomaz, Felipe, Palotti, Composto. Técnico: Marcelo Fronckowiak

 

Texto e informações enviados ao Toque de Bola pela Confederação Brasileira de Voleibol

Fotos: Wander Roberto/Inovafoto/CBV, Washington Alves/Inovafoto/CBV e Renato Araújo/Divulgação Sada Cruzeiro

Artes: Toque de Bola

Fotos: Toque de Bola


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


26 maio 2017
Copa Brasil: Futsal Tupi conta com apoio do torcedor na manhã de domingo, na UFJF

26 maio 2017
Rodada dupla Uberabinha-UFJF x América é destaque sábado no Campus

26 maio 2017
Da Série A de 2015 à Série C de 2017: Joinville recebe Tupi em busca de reconstrução

25 maio 2017
Conheça os destaques da Semana Paralímpica de Juiz de Fora

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse