Portal Toque de Bola Referência de esportes na internet

Módulo 2: Baeta perde com gol nos acréscimos e precisa da vitória domingo

Publicado por: Toque de Bola 02/03/2017 | 9:47
Atualizado em: 03/03/2017 12:09

    Na tarde de quarta-feira de cinzas, dia 1°, o Tupynambás foi derrotado, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, para o Betinense, por 1 a 0, em jogo da terceira rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro Módulo 2.

      O Leão foi castigado no último lance da partida, com um gol de cabeça assinalado por Paulo Roberto para o time de Betim, que agora soma sete pontos. Já o Baeta estacionou nos três pontos, ocupando a penúltima colocação do grupo. Os três primeiros colocados de cada chave disputarão o hexagonal que dará duas vagas à primeira divisão do futebol mineiro em 2018.
   

 O  jogo entre Betinense e Tupynambás foi disputado com os portões fechados, uma vez que o estádio Joaquim Henrique Nogueira (Arena do Jacaré) está com três, de quatro laudos, vencidos: Prevenção e combate à incêndio, Engenharia e condições sanitárias e de higiene. Apenas o laudo de segurança, emitido pela Polícia Militar (PM), está vigente, mas isso não foi o suficiente para liberar a venda de ingressos.

    O Tupynambás vinha de uma derrota em casa para o Social por 2 a 0 e de uma vitória, sem entrar em campo, sobre o Formiga, que desistiu da competição e será declarado perdedor por 3 a 0 em todas as suas partidas.
    

 Em casa

  O próximo compromisso do Baeta será domingo, 5, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora- MG, às 11h, contra o Guarani. Com duas derrotas em três partidas, vai precisar do apoio da torcida e de uma vitória para se recuperar na competição.

  Primeiro tempo
   A partida começou equilibrada, e o time de Juiz de Fora criou chances de gols, com Lucas Hipólito e Marcelo Brandão. Com a equipe bem postada em campo, as investidas do adversário encontravam resistência na atuação segura do goleiro César.
 

   Segundo tempo

   No início do segundo tempo, o técnico do Baeta, Lúdyo Santos, mexeu no time, saindo Igor Balotelli e Marcelo Brandão e entrando Marcelinho Araxá e Vinicius. O jogo seguiu equilibrado e só foi decidido nos instantes finais. O árbitro deu cinco minutos de acréscimo e, aos 48, o Betinense marcou com Paulo Roberto, de cabeça.

   Confira abaixo, a entrevista do treinador do Tupynambás, Lúdyo Santos, logo após a partida:

SOBRE O JOGO

Fizemos um grande primeiro tempo. No segundo tempo, quando a gente precisou fazer algumas trocas, por desgaste físico, até pela idade dos atletas, a equipe do Betinense conseguiu nos pressionar, a gente perdeu um pouco de força ofensiva, e eles passaram a ter algumas chances, principalmente em bolas lançadas na área.

A gente fica chateado pelo resultado, mas a gente vê um crescente de desempenho bem grande, a equipe apresentou uma melhora significativa em relação ao último jogo, e agora a gente tem que ter equilíbrio e transformar as oportunidades em gol e anular mais ainda as chances dos adversários.

DESEMPENHO DA EQUIPE

O começo do segundo tempo, a gente controlou o jogo, o Betinense praticamente não passou do meio de campo, e a resposta do vestiário foi bem interessante, infelizmente a gente sentiu um pouquinho o desgaste do jogo, e acabamos tomando o gol no final, que é um processo de certa forma até natural, principalmente pela idade dos nossos atletas, são muitos atletas de 20 anos, que apesar da pouca idade, a gente acha que vai tolerar o jogo inteiro, e eles acabam correndo um pouco errado, e desgasta um pouco mais durante o jogo. Mas a gente fica feliz pelo desempenho, chateado pelo resultado, e vamos buscar esses três pontos diante do Guarani no próximo domingo, em Juiz de Fora.

MATURIDADE DA EQUIPE

A gente vai na conversa, sabe que isso poderia acontecer, mas na conversa, no dia a dia, a gente vai ajustar muita coisa ainda, pra domingo a gente vai ter uma melhora significativa, e o trabalho é longo, e espero ter um bom desempenho no domingo.

DESEMPENHO DO SETOR DEFENSIVO

O César praticamente não fez nenhuma defesa durante o jogo, a gente controlou tudo, anulou as jogadas ofensivas deles, conseguimos construir, o Balotelli teve uma chance clara de gol no segundo tempo num cruzamento do Igor Santana, a gente teve boas jogadas de bola parada, infelizmente fomos castigados no final do jogo nessa única chance clara que eles tiveram.

MENSAGEM PARA O TORCEDOR

Fica o agradecimento o apoio que a gente vem tendo, fica a chamada do torcedor diante da forte equipe do Guarani no domingo, e a gente pretende fazer um grande jogo, com uma exibição do tamanho do Baeta.

Ficha técnica:
BETINENSE 1 x 0 TUPYNAMBÁS

  Betinense: Thúlio, Júlio César, Paulo Roberto, Marcos, Denílson, João Victor, Cassiano, Netinho,Leonardo, Thiers e Luiz Antônio. Técnico: Gilberto Carlos da Fonseca.
   Tupynambás: César, Washington, Arlan, Pedro, Lucas Hipólito, Marcos Pinguim, Gustavo, Marcelo Brandão, Tony, Igor Santana e Igor Balotelli. Técnico: Lúdyo Santos.

 Árbitro: Leonardo Prado Neves Silva. Assistente I: Grazielle Maria Santos. Assistente II: Marcelo Francisco Reis. 4º Arbitro: Francielly Fernanda L. de Castro

Local : Estádio Joaquim Henrique Nogueira ( Arena do Jacaré), Sete Lagoas –MG.

Cartão Amarelo: Marcelo Brandão (TUP), Lucas Hipólito (TUP), Júlio (BET), Cassiano (BET);

Gol: Paulo Roberto (BET)

Texto: Toque de Bola, com informações do Tupynambás e do site da Federação Mineira de Futebol

Artes: Toque de Bola



Nenhum jogador em campo

0 0 0 0 0

O seu e-mail não será repassado a terceiros e nem publicado!

TAGS HTML permitidas: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>