27 mar 2017

Entre notas oficiais e lamentos dos atletas, a história de um Ranking que não começou



 Corredores terão que ter paciência para conseguir iniciar o 31ª Ranking de Corridas de Rua de Juiz de Fora. Uma reunião prevista para essa terça- feira, 28, na Secretaria de Esporte e Lazer com os organizadores do evento, deve definir novo calendário.

   A 6ª Corrida da Saúde Suprema, que abriria o 31ª Ranking de Corridas de Rua de Juiz de Fora, foi cancelada na manhã deste domingo, 26, por determinação da Settra. Cerca de 1200 participantes aguardavam apenas a autorização para o início da prova e receberam a informação de que não poderiam correr, após um atraso de aproximadamente 45 minutos.

    Em nota, a Secretaria informou que não autorizou a largada da corrida da Saúde Suprema porque, segundo ela, a empresa organizadora Vidativa Consultoria não seguiu todas as obrigações exigidas no projeto do evento, aprovados em reunião anterior. A Settra alega ainda em nota que a sinalização é de responsabilidade dos organizadores, e que em vistoria no local ficais atestaram número insuficiente de sinalização no percurso.

   Entretanto o site oficial da PJF publicou, na sexta-feira, 24, informações sobre a intervenção da via para a realização do evento.

   Adiada pela segunda vez

    A corrida já havia sido adiada do dia 12 de março para o dia 26 do mesmo mês. Essa primeira alteração de data ocorreu para que a corrida pudesse abrir o Ranking de Corridas de Rua de Juiz de Fora. O processo para participação no Ranking envolve a aplicação em um edital e a aprovação de cada uma das etapas, que é feita pela Secretaria de Esportes de Juiz de Fora. Esse processo não foi concluído a tempo para realização da prova na data anteriormente divulgada.

   Sem largada

   Na hora da largada na manhã desse domingo, a Settra (Secretaria de Transporte e Trânsito) suspendeu o evento. A largada estava marcada para as 8h da manhã, com 10 km de corrida e 4 km para caminhada. A premiação estava prevista para as 9h30. O dia amanheceu limpo e azul.  Às 6h30 da manhã já havia corredores chegando à Faculdade Suprema, outros nas tendas de suas equipes e já aguardando a hora da corrida. Pessoas que às vezes foram direto do trabalho, outras que estavam ansiosas com a primeira corrida. E alguns veteranos, com a intenção de melhorar o tempo e poder ficar mais bem posicionados no ranking. Mas ninguém correu. Logo no horário da corrida veio a serração baixa e uma notícia desagradável para todos os presentes no local: a largada estava suspensa.

  Medalhas entregues

 

Mariela e Sérgio Montenegro: sem largada

   Os organizadores, porém, em respeito a todos que estavam no local convidaram os participantes para receberem suas medalhas, mesmo sem correr, e desfrutarem os alimentos pós – prova (achocolatado, água e frutas).  Sérgio Montenegro, 56, lamentou o ocorrido: “Primeira vez que isso acontece, já aconteceu uma desorganização em outras corridas, mas nada a ver com a pista e nada a ver com os organizadores de hoje. Mas de cancelar é a primeira vez. Questão da própria prefeitura, o pessoal (organização) está tomando prejuízo”, lamenta.

  Para Mariela Maia, 34, os organizadores foram os mais prejudicados: “Eles (organizadores) fizeram tudo certinho, falta de organização da Settra. Pelo o que eu entendi. Esse espaço aqui da cidade é um espaço que sempre tem festas, isso é normal de acontecer, então já era para estar previsto”, enfatizou.

Joaquim: expectativa frustrada

   O participante Joaquim Carlos, 54 contou ao Toque de Bola que desde quando começou a correr nunca viu prova cancelada: “Há um ano que corro. Ano passado corri todas as corridas de Juiz de Fora, corro porque gosto e passei a correr por motivos de saúde conheci umas pessoas que corriam e me motivaram. Nesse um ano que participo nunca aconteceu isso. Mas, agora é esperar para ver se vai ser remarcado, esperar para saber como que vai colocar essa corrida no ranking de novo”, comentou.

 

Texto e fotos: Toque de Bola

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 jan 2018
Clínica com Zico no Maracanã une diferentes gerações em torno do sonho do futebol. Veja fotos

22 jan 2018
Tem de 10 a 16 anos e que jogar futebol? É levar a chuteira e conferir a agenda da semana na Faefid-UFJF

21 jan 2018
Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa

19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse