21 nov 2016

Outra goleada, estádio quase vazio e possível saída de Cirico marcam despedida carijó da Série B em Juiz de Fora



   Juiz de Fora disse adeus para a Série B de maneira melancólica e com raiva. No último jogo do Tupi na competição, derrota para o Náutico por 4 a 1, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. Além da tristeza pelo resultado, os poucos torcedores – 424 presenntes, 170 paggantes – que foram se despedir do Galo ainda voltaram para casa irritados com a arbitragem polêmica. A tarde de sábado, 19, também ficou marcada pelo gol de Giancarlo. Contestado pela torcida durante toda Série B, o atacante marcou o último gol dos alvinegros na cidade.

  O resultado mantém o Tupi na penúltima posição da tabela, com 30 pontos – três a mais que o lanterna Sampaio Corrêa. Para o Náutico, a rodada foi como uma injeção de esperança. O Vasco perdeu para o Criciúma por 1 a 0, em Santa Catarina, e precisa vencer o Ceará, em São Januário, para retornar à elite. Caso não vença e o Timbu supere o Oeste, em Recife, a vaga fica com a equipe nordestina e os cariocas jogaram a Série B novamente em 2017.

 O Tupi se despede da Série B em Curitiba. Na última rodada, o Galo enfrenta o Paraná, sexta-feira, 25, às 19h15, no Estádio Durival Britto. O Náutico, que ainda sonha com uma vaga na primeira divisão de 2017, recebe o Oeste, no sábado, às 17h30, na Arena Pernambuco.

15129733_1540648035948588_1500748243_n

 

Adeus?

  O treinador do Tupi, desde a saída de Ricardinho, Júlio Cirico, falou com tom de despedida após a partida. O treinador evitou falar em certezas para ano que vem, mas admitiu uma proposta para ser auxiliar de Júnior Lopes, na Cabofriense. “Sempre me preparei para esse momento. São nove anos dentro do clube. Sempre desejei isso. Vejo como uma oportunidade. Realmente tem um convite. Fico feliz pelo reconhecimento do Júnior Lopes. Apesar do pouco tempo que trabalhamos juntos, quando você recebe um convite para ser auxiliar é sinal que a pessoa tem confiança em você. Devo tudo a esse clube (Tupi). Aqui comecei, tive minha primeira oportunidade e os profissionais do clube sempre me deram muita força. Está chegando o momento de dar passos em minha carreira, que tenho confiança. Tenho que acreditar. Se eu não acreditar posso parar aqui. Acredito que tenho condições de estar no cenário como treinador ou auxiliar. É um processo, não posso queimar etapas. Tenho que conversar com a diretoria ainda. Estamos tristes pelo momento do clube, acho que agora não é o momento. Ainda tem algumas coisas envolvidas. Ainda falta um jogo, mas está encaminhado. Antes do Ricardo (Ricardinho) sair, eu já tinha recebido essa proposta. A diretoria já estava sabendo. Gosto de jogar com transparência”, explicou Cirico, nitidamente emocionado.

Júlio Cirico não deve continuar no Tupi em 2017. Técnico tem proposta da Júnior Lopes e pode deixar Santa Terezinha após nove anos

Júlio Cirico não deve continuar no Tupi em 2017. Técnico tem proposta da Júnior Lopes e pode deixar Santa Terezinha após nove anos

Como de costume

Era difícil de imaginar que o Tupi teria uma atuação muito diferente das outras 36 que fez na Série B. E assim foi. Nada de surpreendente foi apresentado, mas equipe começou a partida de maneira organizada e conseguindo chegar ao campo de ataque. Com Sávio no time titular, o setor ofensivo do carijó ganhou velocidade e boas descidas pelas laterais. Aos sete minutos, Marcel arriscou da intermediária, mas a bola subiu e foi pela linha de fundo. Aos dez, Luiz Paulo cobrou falta levantando na grande área. O goleiro Júlio César precisou se esforçar para dar um tapa na bola e tirar da direção de Renan, que chegava para cabecear.

Mesmo melhor em campo, o alvinegro de Santa Terezinha não conseguiu transformar o volume de jogo em gols. Aos 14, a defesa do Tupi bobeou e o Náutico agradeceu. A bola foi roubada na saída de bola do Galo e Rodrigo Souza avançou em velocidade pelo lado direito e cruzou para Rony empurrar para o fundo das redes e abrir o placar. Depois do gol sofrido, a equipe carijó parece ter ficado nervosa e desorganizada. As oportunidades surgiram mais na base da vontade do que na técnica.

Os jogadores do Tupi demonstraram muita insatisfação e estavam irritados com as marcações do árbitro Francisco de Paula dos Santos Silva Neto. Já nos minutos finais da primeira etapa, mais reclamações e vacilos. A zaga do Tupi cortou mal e depois de passe de cabeça, a bola sobrou para Bergson, que dominou com o braço e finalizou para ampliar o placar. Depois do lance, o goleiro Rafael Santos foi advertido com cartão amarelo por reclamação exagerada.

Galo jogou com raça, mas não conseguiu superar o Náutico na última partida em Juiz de Fora pela Série B 2016

Galo jogou com raça, mas não conseguiu superar o Náutico na última partida em Juiz de Fora pela Série B 2016

Valeu pelo esforço

Na segunda etapa o Tupi foi para cima do Timbu em busca de um gol para reanimar a equipe e a torcida. Logo nos primeiros minutos, boas chances foram desperdiçadas. Luiz Paulo finalizou, com um minuto, e obrigou Júlio César a fazer boa intervenção. Poucos minutos depois, Sávio quase marcou de cabeça. O gol surgiu aos dez minutos do segundo tempo. A zaga nordestina não conseguiu cortar a bola, que sobrou para Serrato, dentro da área. Ele cruzou para Giancarlo, livre de marcação, diminuir.

Daí em diante o Galo passou a buscar o empate como se ainda brigasse por algo no campeonato. O Náutico se segurava como podia e explorava os contra-ataques. Aos 27 minutos, ducha de água fria no torcedor carijó. Rafael Santos derrubou Rony na grande área, foi expulso e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Rafael Pereira ampliou o placar.

Com um jogador a menos e em desvantagem no placar, o Tupi tentou reagir, mas sem sucesso. Em contra-ataque, já nos acréscimos, o Náutico ainda fechou o marcador. Léo Santos recebeu passe e partiu em velocidade saindo na cara de Glaysson, que não conseguiu evitar o quarto gol alvirrubro. Final de jogo e de campeonato para Juiz de Fora. Tupi 1 x 4 Náutico.

  Muito vazada

 Como a equipe alvinegra vinha de duas derrotas com muitos gols – 4 a 3 para o CRB e 5 a 3 para o Atlético-GO, os 4 a 1 de sábado fizeram o Tupi amargar a marca de 13 gols sofridos nos três últimos jogos, média superior a quatro tentos por partida.

Ataque do Tupi teve dificuldades para vencer o goleiro Júlio César

Ataque do Tupi teve dificuldades para vencer o goleiro Júlio César

FICHA TÉCNICA

TUPI 1X4 NÁUTICO

Local: Estádio Municipal de Juiz de Fora
Presentes: 424
Pagantes: 170
Renda: R$ 3.585
Árbitro: Francisco de Paula dos Santos Silva Neto (CBF-RS)
Assistentes: Lucio Beiesdorf Flor (CBF-RS) e Jorge Eduardo Bernardi (CBF-RS)
Cartões Amarelos: Rafael Santos e Hiroshi (Tupi); Rodrigo Souza, Vinícius e Bergson(Náutico)
Cartões Vermelhos: Rafael Santos(Tupi)

GOLS: TUPI: Giancarlo, aos 10 minutos do segundo tempo; NÁUTICO: Rony, aos 14, e Bergson aos 42 minutos do primeiro tempo; Rafael Pereira, aos 30, e Léo Santos, aos 48 minutos do segundo tempo

TUPI: Rafael Santos; Douglas(Vinícius Kiss), Gabriel Santos, Bruno Costa e Luiz Paulo; Renan Teixeira, Marcos Serrato, Marcel, Hiroshi e Sávio(Ygor); Giancarlo(Glaysson).
Técnico: Júlio Cirico

NÁUTICO: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón Filgueira; João Ananias, Rodrigo Souza, Vinícius(Léo Santos), Esquerdinha(Eurico) e Rony; Bergson(Renan Oliveira).
Técnico: Givanildo de Oliveira

 

Confira a classificação atualizada da Série B do Campeonato Brasileiro:

classificacao-serie-b

 

Tudo ou nada

A 38ª, e última, rodada da Série B do Campeonato Brasileiro definará o futuro de equipes que brigam pelo acesso e rebaixamento. Sampaio Corrêa, Tupi e Bragantino não têm mais chances de fugir da decola e estão matematicamente rebaixados à Série C. Resta uma vaga no Z-4 e Joinville e Oeste lutam para não terminar entre os quatro últimos colocados. O time paulista está na 16ª colocalção, com 38 pontos, e depende apenas de uma vitória para garantir a permanência. Já o JEC não pode perder para o Vila Nova, em Santa Catarina, e precisa torcer para que o Oeste não vença o Naútico, em Pernambuco.

Na parte de cima Vasco e Naútico brigam pelo acesso à elite do futebol brasileiro. O cruzmaltino está em quarto lugar, com 62 pontos, e garante a classificação com uma vitória simples, diante do Ceará, jogo transferido, nesta segunda-feira, 21, do Estádio São Januário  para o Maracanã. Caso o Vasco não vença a partida e o Naútico derrote o Oeste, na Arena Permanbuco, quem sobe é o Timbu. Se o time pernambucano empatar ou perder, aí sim o Vascco poderia até ser derrotado – ainda assim conquistaria o acesso.

Já estão garantindos na Série A de 2017: Atlético-GO, campeão da Série B, Avaí e Bahia. Pela Série A de 2016, América-MG, Santa Cruz e Figueirense estão matemaicamente rebaixados. Internacional e Vitória lutam para fugir da zona da degola.

Todas as partidas envolvendo equipes que ainda lutam por algo no campeonato serão realizadas no sábado, 26, às 17h30.

Confira os jogos da última rodada da Série B 2016:

Goiás x Sampaio Corrêa – Terça-feira, 22, 19h15

Paraná x Tupi – Sexta, 25, 19h15
Paysandu x Criciúma – Sexta, 25, 20h30

Atlético-GO x Bahia – Sábado, 26, 17h30
Joinville x Vila Nova – Sábado, 26, 17h30
Avaí x Brasil de Pelotas – Sábado, 26, 17h30
Náutico x Oeste – Sábado, 26, 17h30
Bragantino x Londrina – Sábado, 26, 17h30
Vasco da Gama x Ceará – Sábado, 26, 17h30
CRB x Luverdense – Sábado, 26, 17h30

 

Texto: Cérix Ramon, do Toque de Bola, com supervisão de Ivan Elias

Fotos: Felipe Couri e Leonarrdo Costa/Tupi

Classificação: CBF

Arte: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


21 maio 2017
Aílton lamenta “primeiro tempo para apagar” e admite mudar equipe carijó

21 maio 2017
Tupi decepciona, sofre 2 a 0 do Ypiranga e perde troféu de aniversário

20 maio 2017
Com elenco reduzido e técnico mantido, Baeta encerra temporada 2017

19 maio 2017
Copa Zona da Mata de Vôlei em JF marca retomada da Liga Desportiva

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse