29 out 2016

Tupi sofre, mas vence Vila Nova e segue lutando contra o rebaixamento. Veja como ficou a classificação



Após dez rodadas, o Tupi voltou a vencer na Série B do Campeonato Brasileiro: 1 a 0 sobre o Vila Nova, de Goiás. Os 524 torcedores que foram ao Estádio Municipal Radialista Mário Helênio (179 pagantes), no sábado, 29, assistiram uma partida tecnicamente fraca, mas saíram satisfeitos com o resultado. O gol de Hiroshi cria um fio de esperança para o torcedor carijó, já que o Galo precisa vencer todas as próximas partidas para chegar aos 45 pontos salvadores.

Cobertura

Com apoio de Plasc e Hiperroll Embalagens, o Toque de Bola fez cobertura completa da partida em suas redes sociais.

  Acesse aqui a nossa fanpage,

  acesse aqui o nosso Twitter ou

   acesse aqui o nosso Instagram.

Sem Ricardinho

Rodrigo Pozzi comandou o Tupi na ausência de Ricardinho – suspenso – e avaliou o jogo de maneira positiva. Segundo o auxiliar, a vitória melhorou o ambiente no vestiário. “O clima é o melhor possível. A sensação é de alívio. A autoconfiança é importante no futebol. Com esse resgate, podemos fazer jogos melhores”, disse.

  Ah, a arbitragem

Já o treinador do Vila, o ex-atacante Guilherme Alves, disse ao Canal Première após o jogo que a arbitragem foi muito ruim, como tem se verificado de forma geral em outras divisões do Campeonato Brasileiro, mas fez questão de não colocar a culpa do mau resultado em Juiz de Fora “na conta” do árbitro Vinícius Gonçalves Dias Araújo, do quadro da Federação Paulista. Admitiu que o Vila Nova não esteve bem e por isso foi derrotado pelo Carijó.

A vitória vez com que o Tupi subisse para o 18° lugar, a cinco pontos do Oeste, primeiro fora do Z-4. Já o Vila  caiu para a 11° posição.

Na próxima rodada, o Alvinegro de Santa Terezinha vai até Fortaleza enfrentar o Ceará, sábado, 5, às 17h. O próximo jogo alvinegro diante da torcida será contra o CRB, no dia 8, partida que foi antecipada para 19h15.

Os goianos recebem o Bahia na sexta-feira, 4, às 21h30.

01-x-00-tupi-x-vila-nova

Deu sono

Com nove minutos da etapa inicial, o Vila Nova chegou com perigo pela primeira vez. Reginaldo arrancou da intermediária, passou como quis pela defesa alvinegra e saiu na cara de Rafael Santos. Inacreditavelmente, o jogador goiano chutou por cima da meta do Galo. Depois desse bom lance, a partida ficou sem grandes emoções. O jogo ficou truncado no meio de campo e os atacantes de ambas as equipes não tiveram oportunidades muito claras.

Primeiro tempo foi muito pegado e com poucas chances para Tupi e Vila Nova

Primeiro tempo foi muito pegado e com poucas chances para Tupi e Vila Nova

Durante os primeiros 45 minutos de jogo, o Galo Carijó demonstrou, novamente, a deficiência ofensiva apresentada em toda a temporada 2016. Giancarlo, mais uma vez, teve atuação apagada e provocou ira nos torcedores. As melhores chances do Tupi surgiram com Hiroshi, aos 24, quando o meia arriscou de fora da área após rebote de escanteio, e em uma falta cobrada por Luiz Paulo. O lateral bateu da intermediária por cima da meta de Wagner.

Fim do jejum

A segunda etapa começou com ritmo diferente. O Vila Nova assustou primeiro, logo no primeiro minuto. Moisés trocou passes com Fabinho e arriscou de fora da área, obrigando Rafael Santos fazer boa defesa com os pés. A resposta do Galo foi em contra-ataque puxado por Vinicius Kiss. O meia achou Hiroshi dentro da área e o camisa 10 bateu cruzado, tirando tinta da trave.

Se trocando passes estava difícil para o Tupi, o jeito era explorar as bolas paradas. Aos nove minutos, Luiz Paulo e Hiroshi executaram jogada ensaiada, em cobrança de falta na intermediária. O lateral tocou para o meia, que bateu forte. A bola desviou na barreira e enganou o goleiro Wagner. Com o placar favorável, o Galo passou a explorar os contra-ataques e deu espaços para o Vila Nova atacar. Os goianos não demonstraram muita organização e pouco assustaram o goleiro Rafael Santos.

Hiroshi marcou o gol da vitória alvinegra no Municipal

Hiroshi marcou o gol da vitória alvinegra no Mário Helênio

Confusão

O final da partida ficou recheado de polêmicas. Guilherme Alves, técnico do Vila Nova, foi expulso pela arbitragem por reclamação. O treinador apresentou certa resistência para sair e a torcida alvinegra ficou indignada. Logo em sequência, Bruno Oliveira, se desentendeu com um gandula e agrediu o funcionário. O jogador também acabou expulso por Vinicius Gonçalves.

Reserva do Vila Nova se desentendeu com gandula do Estádio Municipal

Reserva do Vila Nova se desentendeu com gandula do Estádio Municipal

TUPI 1 x 0 VILA NOVA

TUPI: Rafael Santos; Henrique, Gabriel Santos, Bruno Costa e Luiz Paulo; Renan Teixeira, Recife, Vinícius Kiss (Douglas) e Hiroshi (Marcos Serrato); Jonathan e Giancarlo (Ygor); Técnico: Ricardinho

VILA NOVA: Wagner Bueno; Maguinho, Guilherme Teixeira, Reginaldo e Marcelo Cordeiro; Victor Bolt, Wellington Simião, Geovane (Vandinho), Jefferson Feijão (Mateus Anderson) e Fabinho (Frontini); Moisés;Técnico: Guilherme Alves

Local: Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)

Público e Renda: 179 pagantes/524 presentes/R$ 3.345,00

Data: 29 de outubro de 2016

Horário: 17 horas (de Brasília)

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)

Assistentes: Fabricio Porfirio de Moura (SP) e Leandro Matos Feitosa (SP)

Cartões amarelos: Giancarlo (Tupi); Geovane, Wellington Simião (Vila Nova)

Gols: TUPI: Hiroshi, aos nove minutos do segundo tempo

Confira as outras partidas da rodada 33:

A 33ª rodada da Série B foi aberta na terça-feira com Oeste 1 x 1 Luverdense e Goiás 3 x 0 CRB. Na quarta-feira, 26, Vasco e Avaí empataram em 0 a 0.

Jogos de sexta-feira:

Náutico 2 x 1 Atlético-GO 

Na Arena Pernambuco, a rede balançou somente no segundo tempo. Mas foi logo no primeiro minuto. Após a cobrança de escanteio de Vinícius na área do Atlético-GO, Rony pegou de primeira e abriu o placar para o Náutico. Treze minutos mais tarde, Romário e Kléver se atrapalharam e Rony apareceu novamente para balançar a rede. Já no fim, aos 45, Magno Cruz recebeu de Jorginho na área e conseguiu descontar. O Dragão, no entanto, não teve mais tempo para buscar o empate e o placar ficou mesmo no 2 a 1.

Joinville 1 x 1 Brasil de Pelotas

Na Arena Joinville, o Brasil-RS surpreendeu o time da casa e abriu o placar aos oito minutos. Diogo Oliveira cruzou na área, Rafael Donato afastou, mas a bola caiu nos pés de Elias. O meia driblou Reginaldo e bateu cruzado para marcar. Ainda na etapa inicial, aos 27, Tinga cruzou da direita, Jael cabeceou, e Eduardo Martini espalmou. Leandro Camilo afastou e a bola sobrou para Fernando Viana. O atacante dominou e acertou o ângulo para empatar para o Joinville. No segundo tempo, ninguém conseguiu balançar a rede e o confronto terminou com tudo igual.

Paraná 4 x 1 Bragantino

O jogo no Durival Britto começou com poucas chances. Mas, aos sete minutos, em uma boa jogada de Karanga pela direita, que cruzou na área para Lúcio Flávio, o corte do zagueiro André Rocha, contra o próprio gol, acabou abrindo o placar e deixou o time da casa na frente. O Bragantino não se abateu e, aos 28 minutos, Léo Jaime avançou em velocidade pela direita, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. A bola cruzou a área e encontrou Gabriel Dias, que chegou em velocidade e batendo para o gol.

A etapa final começou de forma lenta. Foi a partir dos 27 minutos que o duelo voltou a ganhar emoção. Após cruzamento pela esquerda, Lúcio Flávio entrou de peixinho e virou para o Paraná. Quatro minutos depois, Diego Tavares recebeu na entrada da área e bateu para o gol. A bola desviou na defesa do Bragantino e tirou as chances de defesa do goleiro Renan Rocha. Já no apagar das luzes, aos 47, Nadson aproveitou a sobra na área e bateu cruzado. Fernando Karanga entrou de carrinho e desviou para o fundo da rede.

O Paraná volta a campo pela Série B no sábado (5), diante do Avaí, na Ressacada. No mesmo dia, Bragantino recebe o Oeste no Nabi Abi Chedid.

Criciúma 1 x 1 Londrina

O primeiro tempo teve chances para os dois lados, mas as melhores aconteceram no fim. Aos 44 minutos, Itamar recebeu cruzamento de Fillipe Soutto e acertou a trave. A pressão do Londrina continuou e, no minuto seguinte, Rafael achou Itamar na pequena área. O atacante girou para cima do marcador e finalizou. O goleiro Luiz ainda espalmou, mas não foi o suficiente para evitar que a bola fosse para o fundo da rede e abrisse o placar.

Na etapa final, o Criciúma voltou melhor, disposto a buscar o empate. Após duas oportunidades boas, aos 17, o árbitro viu toque de mão de Fillipe Soutto na área e marcou pênalti. Na cobrança, Niltinho foi para a bola e deixou tudo igual. Antes do apito final, nenhum dos times conseguiu criar uma grande chance de gol, e o placar ficou mesmo em 1 a 1.

Com o resultado, o Londrina chegou a 53 pontos e o Criciúma foi a 47. O Tubarão volta a campo na próxima terça-feira (1), contra o Paysandu, no Estádio do Café. No mesmo dia, o Tigre mede forças com o Luverdense no Passo das Emas.

Jogos de sábado

Bahia 3 x 1 Ceará

Na Fonte Nova, o Ceará surpreendeu o Bahia e saiu na frente. Aos 28 minutos, Felipe fez boa jogada pela esquerda, invadiu a área e achou Lelê. O atacante só empurrou para o gol e balançou a rede. Na etapa final, o Tricolor de Aço voltou melhor e chegou ao empate aos 19. Régis cruzou e Edgar Junior desviou de cabeça para deixar tudo igual. Nove minutos depois, veio a virada. Após boa troca de passes do ataque, Régis mandou a bola para o fundo da rede. Aos 36, Diego Felipe tentou desarmar o adversário e acabou marcando gol contra, o terceiro dos baianos, para dar números finais ao duelo.

Paysandu 2 x 1 Sampaio Corrêa

Quem também ganhou de virada foi o Paysandu. No Mangueirão, o Sampaio Corrêa saiu na frente aos 12 minutos. Thiago Santos recebeu de Edgar, invadiu a área e tocou na saída de Emerson para abrir o placar. Três minutos mais tarde, veio o empate do Papão. Após bola levantada na área, Rivaldinho subiu bem e tocou de cabeça para deixar tudo igual. Na etapa final, o time da casa voltou melhor e, logo aos oito, em contra-ataque rápido, Leandro Cearense arriscou o chute e botou a bola embaixo das pernas de Rodrigo Ramos para virar o placar e garantir a vitória.

Resultados da rodada 33:

14914752_1291802530884048_35014241_n

Jogos da rodada 34:

14875009_1291806364216998_1795804854_n

Classificação da Série B (fonte: CBF):

14914551_1291811024216532_850557498_n

 

 

Texto: Toque de Bola, com textos, fotos e informações da rodada do site da CBF
Fotos: Felipe Couri e Leonardo Costa/Tupi e CBF
O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 abr 2017
Lúdyo pede equilíbrio ao Baeta e quer jogadores que entendam melhor o Módulo 2

19 abr 2017
Em seu pior momento na competição, Baeta recebe o Boa. Confira os números do hexagonal

18 abr 2017
Copa do Brasil Sub-20: começa a segunda fase

14 abr 2017
Definidos nove primeiros jogos do Tupi na Série C. Estreia em Tombos

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse