18 out 2016

Discussão agita treino do Tupi e Gustavo Mendes critica: ‘Inadmissível’



Nada é tão ruim que não possa piorar. O forte calor que pairou sob Juiz de Fora não foi o único fator que esquentou o treino do Tupi na terça-feira, 18. O zagueiro Gabriel Santos e o preparador físico Renê Carlos se desentenderam no início das atividades em Santa Terezinha e o atleta fez o treinamento separadamente.

A confusão se deu logo no primeiro exercício que o preparador físico Renê Carlos preparou. Enquanto estava explicando a atividade, Renê pediu atenção de Gabriel Santos, já que o zagueiro conversava e ria durante a explicação. Gabriel não gostou do puxão de orelha e respondeu. Assim, a discussão começou. Renê e Gabriel trocaram xingamentos e outros atletas do elenco tiveram que intervir para que a situação não se agravasse.

Clima esquentou em Santa Terezinha. Renê Carlo e Gabriel Santos discutiram no início do treinamento

Clima esquentou em Santa Terezinha. Renê Carlo e Gabriel Santos discutiram no início do treinamento

O preparador físico gritou para Ricardinho e Gustavo Mendes, diretor de futebol do Tupi, que estavam na arquibancada acompanhando o treino, avisando que o zagueiro não iria participar das atividades. Gabriel permaneceu em campo e o exercício só teve prosseguimento após a chegada de Gustavo Mendes no gramado. O diretor saiu de campo com o atleta. Depois de 20 minutos conversando com Mendes, Gabriel retornou ao gramado e realizou atividade física separado do restante do grupo.

Sozinho, Gabriel Santos fez treinamento com outros membros da comissão técnica

Sozinho, Gabriel Santos fez treinamento com outros membros da comissão técnica

‘Inadmissível’

O diretor de futebol do clube demonstrou insatisfação com o ocorrido e afirmou que ambos serão responsabilizados. “Conversei com as duas partes e falo em nome da diretoria do clube. É absolutamente intolerável o que aconteceu, em qualquer ambiente de trabalho. Isso nos prejudicou, ao menos aquele trabalho específico. É inadmissível e falei isso para os dois profissionais envolvidos. Vou ser sincero, acho que a causa, diante do que aconteceu, se perde. Não tem razão para um lado ou outro. É intolerável a ação e a reação. Não vamos permitir isso. Já conversei com os dois e vamos voltar a conversar para tomar as providências internas cabíveis. O mais importante, para que todos entendam, é que é intolerável mesmo que a gente liderasse o campeonato. Foi um ato feio, impensável e de cabeça quente”, explicou o diretor, que não quis divulgar a punição que Gabriel e Renê estão sujeitos.

Visão otimista

Conhecido por ser um dos líderes do elenco Carijó, o goleiro Rafael Santos prefere ver a situação de maneira positiva. “Isso mostra que este é um grupo que tem vergonha na cara. Se as coisas acontecem dentro de campo, no treinamento, é pra melhorar o time. As discussões são normais no futebol. Muitas pessoas veem com olhos de que o grupo não está unido. Acho que as coisas têm que acontecer sim. Tem certos clubes que ‘saem na mão’, como o Internacional, e no final de semana conseguem a vitória. Se a gente ‘sair na mão’ dentro de campo e conseguir a vitória contra o Sampaio Corrêa, todos os jogadores podem ‘sair na mão’. O importante é conseguir a vitória sábado”, avaliou o arqueiro.

Gabriel Santos não está apto para o próximo jogo por estar suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O Tupi enfrenta o Sampaio Corrêa, sábado, 22, às 17h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em partida válida pela 32° rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Veja aqui o vídeo do momento em que Gustavo Mendes retira Gabriel Santos do treinamento.

 

Texto: Cérix Ramon, do Toque de Bola, com supervisão de Ivan Elias

Fotos: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


21 jun 2017
Ataque produtivo e elenco experiente são armas do líder Botafogo-SP diante do Tupi

20 jun 2017
Em sexto na chave, Tupi faz dois jogos em casa. Veja panorama da Série C

17 jun 2017
Pênalti “mandrake”, chances de menos e cartões de mais: Mogi Mirim 2 x 0 Tupi

16 jun 2017
Sequência boa e lanterna do Mogi não iludem Aílton: “Não somos ninguém”

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.