09 set 2016

Tupi sai na frente, cede empate e segue sem vencer confrontos diretos. Veja classificação, resultados e próximos jogos



Joinville com apenas duas vitórias dentro de casa e Tupi com uma vitória como visitante. Com esse retrospecto, era difícil cravar um favorito para o confronto em Santa Catarina.

O mais sensato seria apostar em um empate, e assim foi. Jonathan colocou o Tupi em vantagem, mas Juninho empatou para o JEC. Final de jogo e 1 a 1 no placar. Resultado ruim para as duas equipes na noite de sexta-feira, 9.

Veja como ficou a classificação (fonte: site da CBF. se preferir, clique sobre  imagem para ampliar)

tabela-de-classificacao-campeonato-brasileiro-serie-b

    Seis pontos 

Com o empate, Tupi e Joinville permanecem com a mesma pontuação, agora com 23 pontos. Por ter uma vitória a mais, o Galo está na 18ª colocação e o JEC na 19ª. A distância para o Bragantino, agora 17º lugar, é de quatro pontos. Como o Goiás venceu na rodada, o primeiro time fora da zona de rebaixamento passou a ser o Paysandu.

O Carijó está a seis pontos do Papão. Precisa, portanto, de no mínimo duas rodadas para deixar a zona de rebaixamento.

14249204_1095338713883093_1063920435_n

Na próxima rodada o Tupi enfrenta outra equipe catarinense. O Galo vai receber o Londrina no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, terça-feira, 13, às 19h15.

O Joinville tem outra partida em casa. Também na terça-feira, 13, às 19h15, o JEC joga com o Náutico na Arena Joinville. Essas partidas são válidas pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

São Rafael

A partida começou com bastante equilíbrio entre as equipes. O Joinville, como mandante, teve mais posse de bola nos minutos iniciais, sem criar grandes oportunidades.

A primeira chance clara de gol aconteceu aos 14 minutos. Bruno Ribeiro cobrou escanteio na primeira trave, onde Naldo desviou para Jael, no segundo pau, sozinho, finalizar em cima de Rafael Santos, que evitou o primeiro do JEC.

Aos 27 minutos foi a vez de Bruno Farias testar Rafael Santos. O JEC conseguiu boa troca de passes dentro da área alvinegra. Giva encontrou Farias, na entrada da área, que colocou a bola no ângulo do goleiro Rafael Santos. O arqueiro carijó se esticou e, de mão trocada, evitou o gol do Joinville.

A resposta do Tupi veio cinco minutos depois. Luiz Paulo cobrou falta rasteira, a bola explodiu na barreira e sobrou para Bruno Costa. O juizforano tentou bater de primeira e acabou pegando fraco. Poucas oportunidades para os dois lados e placar em branco no intervalo.

Empate foi ruim tanto para o Tupi quanto para o Joinville. As duas equipes têm a mesma pontuação e estão na zona de rebaixamento.

Empate foi ruim tanto para o Tupi quanto para o Joinville. As duas equipes têm a mesma pontuação e estão na zona de rebaixamento.

Poderia ser melhor

Na segunda etapa o equilíbrio deu lugar à emoção. As duas equipes voltaram com o intuito de buscar a vitória.

Melhor para o Tupi aos 9 minutos. Luiz Paulo desceu bem pela lateral, cruzou para Vinícius Kiss, que dividiu com o zagueiro e a bola acabou sobrando para Jonathan. O atleta carijó, sozinho, encheu o pé e estufou as redes do Joinville.

O placar favorável deu mais tranquilidade ao Tupi para explorar os contra-ataques.

A equipe do Galo levou muito a sério a ideia de jogar na retranca. Depois de abrir o placar, o time recuou muito e deu espaços para o Joinville. Os mandantes tiveram maior posse de bola e pressionaram o Tupi durante a maior parte da etapa final.

Aos 26 minutos, Juninho, que entrou no segundo tempo, sem marcação, recebeu na entrada da grande área e bateu colocado, no ângulo de Rafael Santos, que nada pôde fazer. O JEC chegou ao empate.

Os tricolores esbarraram na grande atuação do goleiro do Tupi. Já nos minutos finais, o JEC teve a oportunidade de virar o placar. Bruno Costa fez falta na risca da grande área e Juninho cobrou no ângulo. Rafael Santos voou e espalmou para a linha de fundo. Mais um milagre do camisa 12, que evitou um resultado pior.

Avaliação

Após o jogo, Estevam Soares comentou o desempenho da equipe em Joinville.

Marcamos bem e erramos muito nas bolas paradas. Treinamos durante a semana, conversamos. Talvez a falta do Giancarlo tenha sido fundamental. No segundo tempo voltamos mais decididos, arrumamos nosso lado esquerdo da nossa defesa, que estava vulnerável. Fizemos o gol no momento certo. O jogo encaminhava para uma vitória e tomamos o empate. Depois foi uma pressão terrível. A equipe do JEC veio pra cima. Felizmente, a disposição, a vontade de ganhar e de não perder foi maior. Um ponto você soma na tabela, mas, para os dois, não resolve muita coisa.

Fizemos o mais difícil: suportamos o Joinville, principalmente no jogo aéreo. Conseguimos sair na frente e logo em seguida a oportunidade de fechar o placar. Mais uma vez você dorme, distrai. Temos que diminuir a margem de erros e mais uma vez erramos na linha de quatro. Tomamos o empate e depois foi difícil segurar. Agora temos que nos preparar para o Londrina. Como conversávamos no vestiário, o empate aqui é normal. O diferencial foi a derrota para o Bragantino em casa.

FICHA TÉCNICA

JOINVILLE 1 X 1 TUPI

TUPI: Rafael Santos; Henrique (Hiroshi); Gabriel Santos; Thiago Sales; Renan Teixeira; Bruno Costa; Marcos Serrato; Luiz Paulo (Rubens); Vinícius Kiss; Octávio (Recife); Jonathan; Técnico: Estevam Soares;

JOINVILLE: Jhonatan; Reginaldo; Danrlei; Ligger; Naldo; Fernadinho; Bruno Ribeiro; Paulinho Dias (Juninho); Jael; Giva (Aldair); Bruno Farias (Thomás); Técnico: Lisca;

ARBITRAGEM: Alexandre Tavares de Jesus (RJ), auxiliado por Thiago Rosa de Oliveira (RJ) e Diego Couto Barcelos (RJ).

GOL: Jonathan (TUP), aos 9, e Juninho (JEC), aos 26 do segundo tempo;

CARTÕES AMARELOS: Renan Teixeira (TUP); Ligger e Bruno Ribeiro (JEC);

Público: 3.147 presentes

Renda: R$ 34.780

LOCAL: Arena Joinville – Joinville (SC)

ESTATÍSTICAS: (Fonte: Soccer Way)

statics

 

Outros jogos da rodada

Empate na noite de sexta (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

Empate na noite de sexta (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

Paysandu 1 x 1 Brasil

Paysandu e Brasil-RS entraram em campo no Mangueirão com o mesmo objetivo: a vitória. Enquanto o Papão queria fazer valer o mando de campo para se afastar da zona de rebaixamento e dar fim à sequência negativa de três derrotas, o rubro-negro buscava os três pontos que o colocaria na liderança provisória da Série B. Eficiente, os visitantes abriram o placar aos 4 minutos com Weldinho. Assimilando o golpe rapidamente, o time paraense chegou ao empate aos 15 com Tiago Luis. Apesar da subida de produção, os mandantes pararam na trave e a igualdade permaneceu até o intervalo.

No segundo tempo, Weldinho se destacou novamente, dessa vez na defesa. Aos 2 minutos, em cima da linha, o lateral evitou o que seria o gol de Lucas, que cabeceou livre. Com mais posse de bola e rondando a área adversária, o Papão dominava as ações, mas encontrava dificuldades para marcar o segundo. Apostando nos contra-ataques, o Brasil de Pelotas levou perigo, aos 40 minutos, com Marcão, mas também não balançou as redes e o jogo terminou em 1 a 1.

As duas equipes voltam a campo na próxima terça-feira (13). Às 19h15, o Paysandu recebe o Bahia no Mangueirão, em Belém (PA). Às 21h30, o Brasil de Pelotas encara o Luverdense no Passos das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT).

Após ser ultrapassado pelo Atlético-GO na terça-feira, o Vasco respondeu imediatamente e reassumiu a liderança da Série B neste sábado, 10. Além de retomar a ponta, o Cruzmaltino deu fim ao jejum de cinco jogos sem vencer e bateu o Oeste por 3 a 2, no Rio de Janeiro, pela 24ª rodada. Também como mandantes, Avaí e Paraná superaram Criciúma e Londrina, respectivamente. Em Florianópolis, o Leão venceu por 3 a 0. Em Curitiba, o Tricolor garantiu os três pontos ao vencer por 2 a 1. Em São Lourenço da Mata (PE), Náutico e Bahia ficaram empatados em 0 a 0.

Vasco bateu Oeste com gol nos instantes finais. Foto: Carlos Gregório Jr - Vasco

Vasco bateu Oeste com gol nos instantes finais. Foto: Carlos Gregório Jr – Vasco

Vasco 3 x 2 Oeste

Diante de seu torcedor, em São Januário, o Vasco entrou em campo precisando de um empate para reassumir a liderança da Série B. Em bela cobrança de falta de Nenê, os cariocas saíram na frente do Oeste, aos 24 minutos. Quatro minutos depois, Éderson ampliou. A resposta paulista veio logo em seguida e Ricardo Bueno descontou aos 29. Na etapa final, o Crysan acertou chute certeiro de fora da área e deixou tudo igual. O empate já se desenhava, quando Yago Pikachu mostrou oportunismo e, nos acréscimos, decretou a vitória do Vasco por 3 a 2. Com 44 pontos, o Vasco lidera a Série B com dois de vantagem para o Atlético-GO. O Oeste caiu para a 14ª posição e continua com 30 pontos.

 Avaí 3 x 0 Criciúma

Na Ressacada, em Florianópolis, o Avaí não deu chances ao Criciúma e venceu por 3 a 0. O Leão contou com atuação inspirada de Lucas Coelho para bater o Tigre. Com dois gols do atacante, em 25 minutos, os donos da casa terminaram a primeira etapa vencendo por 2 a 0. A superioridade continuou na etapa final. Aos 23 minutos, Rômulo aproveitou o rebote do goleiro para fazer o terceiro e fechar o placar. Com o resultado, o Avaí chegou a 33 pontos.

Paraná 2 x 1 Londrina

Outro mandante que levou a melhor foi o Paraná. Jogando no Durival Britto, em Curitiba, o Tricolor saiu na frente aos 32 minutos com Guilherme Queiroz. Nos acréscimos do primeiro tempo, o Londrina chegou ao empate com Germano de pênalti. Na etapa final, aos 16 minutos, Diego Tavares recolocou os mandantes na frente e garantiu os três pontos. Assim como o Avaí, o Paraná chegou aos 33 pontos. O Tubarão soma 37.

Náutico 0 x 0 Bahia

Na Arena Pernambuco, com grandes atuações dos goleiros, Náutico e Bahia terminaram empatados em 0 a 0. Apesar da chances criadas pelas duas equipes, Júlio César e Muriel se destacaram e evitaram que as redes balançassem. Com a igualdade, o Timbu está com 32 pontos na décima posição. Com 36, o Tricolor baiano ocupa o sétimo lugar.

Goiás sai momentaneamente do sufoco com vitória na estreia do treinador Gilson Kleina

Goiás sai momentaneamente do sufoco com vitória na estreia do treinador Gilson Kleina

Goiás 2 x 0 Ceará

Gilson Kleina estreou com pé direito à frente do Goiás. Fechando a 24ª rodada, o treinador saiu vitorioso no primeiro compromisso no comando do Esmeraldino. Pela 24ª rodada, o time goiano bateu o Ceará por 2 a 0 neste sábado, 10, no Serra Dourada, em Goiânia. Com o resultado, o Goiás ocupa a 14ª posição com 30 pontos. O Ceará amargou o sete jogo sem vitórias.

O duelo começou com os dois times se estudando. Após o período de estudos, o ritmo acelerou e o Goiás passou a controlar as ações. Com uma escalação ofensiva de três atacantes, o Esmeraldino abriu o placar, aos 38 minutos, com Marcão. O atacante mostrou oportunismo e fez 1 a 0.

Em desvantagem, o Vozão viu a missão ficar ainda mais difícil com a explusão de Ricardinho no ínicio do segundo tempo. O Goiás se aproveitou da vantagem numérica e ampliou, aos 24 minutos, com Léo Ramalho. Após rebote do goleiro Lauro, o atacante usou a cabeça para fazer 2 a 0.

As duas equipes voltam a campo na próxima terça-feira (13), às 21h30. O Goiás recebe o Vasco no Serra Dourada. O Ceará encara o Sampaio Corrêa no Castelão.

CRB 1 x 2 Vila Nova

Fechando a 24ª rodada da Série B, o Vila Nova bateu o CRB por 2 a 1 neste sábado, 10, no estádio Rei Pelé, em Maceió. Com uma reação fulminante, o time goiano marcou dois gols em três minutos e virou para cima dos alagoanos. Com o resultado, os donos da casa permaneceram na quarta posição com 38 pontos. Com 33, o Vila subiu para o oitavo lugar.

Jogando em casa, no Rei Pelé, em Maceió, o CRB iniciou a partida tentando se impor, mas foi o Vila Nova que chegou primeiro com perigo, aos 15 minutos. Moisés assustou, mas Juliano salvou com o pé. Com o apoio da torcida que compareceu em peso, o time da casa saiu na frente com uma bomba de Diego Jussani. Em cobrança de falta, o zagueiro finalizou forte e fez 1 a 0.

Na segunda etapa, o CRB voltou melhor e teve duas chances de ampliar, mas foi o Vila que balançou as redes. Aos 30 minutos, Moisés recebeu na área e bateu no canto para deixar tudo igual, 1 a 1. Três minutos depois, Vandinho aproveitou desatenção do goleiro Juliano e virou a partida para o Dragão, 2 a 1. Apesar de se lançar ao ataque, os mandantes não conseguiram evitar a derrota.

As duas equipes voltam a campo na próxima terça-feira (13), às 19h15. O CRB recebe o Avaí no Rei Pelé, em Maceió, e o Vila Nova enfrenta o Paraná no Durival Britto, em Curitiba.

 

Confira arte com os resultados da 24ª rodada da Série B

24a-rodada_tupi-campeonato-brasileiro-serie-b-instagram

Confira arte com os jogos da 25ª rodada da Série B

 

25a-rodada_tupi-campeonato-brasileiro-serie-b-instagram-copia-2

 

 

Texto: Cérix Ramon, Toque de Bola, com informações do site da CBF, supervisão, edição e texto final de Ivan Elias, Toque de Bola

Artes: Toque de Bola

Foto: Divulgação/Joinville EC


Voltar

Deixe uma resposta


Mais notícias



18 abr 2017

Sport único campeão brasileiro 30 anos depois. Fim da novela?


18 abr 2017

Copa do Brasil Sub-20: começa a segunda fase


18 abr 2017

Seleção sub-20 mais nova convocada para Torneio de Toulon

Notícias


24 abr 2017

Fora do páreo no hexagonal, Tupynambás visita a Federação Mineira


24 abr 2017

Copa Prefeitura Bahamas de Futsal: veja resultados do Boletim 4


24 abr 2017

Copa JF de Futebol Amador: confira resultados e próximos jogos


23 abr 2017

Flávio Carvalho e Claudete vencem Corrida Côrtes Villela. Veja resultados


+ notícias

Toque de Bola


O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.

Desenvolvimento




Acesse