20 set 2016

Série B: são quantos pontos para subir? E para não cair? Veja levantamento do Toque



Com quantos pontos meu time escapa do rebaixamento? Quantos precisamos fazer para conseguir uma vaga na Série A do ano que vem?

Essas são algumas perguntas que o torcedor do Tupi está fazendo desde o início da Série B. Em 104 anos de história – completados em 26 de maio, é a primeira vez que o clube disputa uma competição com 38 jogos, em sistema de ida e volta. Jamais o Tupi participou de outra competição (local, regional, estadual ou nacional) com tamanha quantidade de partidas numa mesma temporada.

  Como tem sido

Nas últimas temporadas, por exemplo, o formato do Campeonato Mineiro tem sido de 12 equipes jogando entre si, em turno único, classificando as quatro melhores para as semifinais e rebaixando as duas piores.

Já na Série C, nos dois últimos anos com participação carijó, foram 20 equipes entrando em campo em 18 jogos, com turno e returno – de ida e volta. Classificam-se os oito primeiros colocados para uma segunda fase eliminatória, e já na segunda fase há um mata-mata com jogos em ida e volta, que já qualifica o vencedor do mata-mata ao acesso.

   Como será

Pelo regulamento da Série B, que tem o Carijó como “calouro”, com total de 38 jogos em turno e returno, os quatro primeiros colocados terão como prêmio o acesso à Série A de 2017. Já os quatro times com pior pontuação amargarão a queda para a Série C na próxima temporada.

Tupi e Goiás no momento do hino nacional antes da partida. Jogo marcou a estreia do Carijó em inédita participação na Série B com formato atual

Tupi e Goiás no momento do hino nacional antes da partida. Jogo marcou a estreia do Carijó em inédita participação na Série B com formato atual

    Levantamento

O Toque de Bola dá uma ajudinha nas contas e nos cálculos do torcedor, apresentando um levantamento do histórico das pontuações da competições, desde que passou a ser disputada no formato atual.

 Permanência: 45,6

45,6 é o número mágico para permanecer na Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro, de acordo com a média entre os anos de 2006 e 2015. Nas 10 edições disputadas no formato atual, em três oportunidades as equipes se salvaram ou com 44 pontos, ou com 46.

O “ponto de corte” mais alto ocorreu em 2007, quando o Ceará escapou do rebaixamento com 50 pontos. O que chama a atenção é que, nesta mesma competição, o Vitória, quarto colocado e consequentemente último classificado para a Série A de 2008, terminou o certame com 59 pontos, a menor diferença da história do torneio.

Quem escapou

Veja, abaixo, a relação dos times que se mantiveram na Série B nos seus respectivos anos e as suas pontuações. Entre parênteses, estão as equipes que terminaram em primeiro na zona de rebaixamento, ou seja, na 17ª colocação.

2006: CRB – 44 pontos, -6 de saldo de gols (caíram com 44 pontos: Paysandu, -19 de saldo, e Guarani, -1 vitória)

2007: Ceará – 50 pontos (Paulista caiu com 45 pontos)

2008: Fortaleza – 45 pontos, 0 de saldo de gols (Marília caiu com 45 pontos e -13 de saldo de gols)

2009: América-RN – 46 pontos ( Juventude caiu com 44 pontos)

2010: Vila Nova – 46 pontos (Brasiliense caiu com 46 pontos e -1 vitória)

2011: ASA – 48 pontos (Icasa caiu com 47 pontos)

2012: Guaratinguetá – 43 pontos (CRB caiu com 42 pontos)

2013: Atlético-GO – 44 pontos (Guaratinguetá caiu com 41 pontos)

2014: Bragantino – 46 pontos (América_RN caiu com 43 pontos)

2015: Oeste – 44 pontos (Macaé caiu com 43 pontos)

ACOES JOGOS DESTACADA-21 (2)

 

  Para subir: 63

A pontuação média das 10 edições do atual formato de disputa da Série B que coloca uma equipe entre as quatro primeiras colocadas após 38 rodadas é 63.

Grêmio Barueri, em 2008, e América-RN, em 2010, conseguiram a quarta vaga com esse número de pontos. O Vitória, em 2007, com 59, foi o time que subiu com a pontuação menor. Com o maior, em 2012, precisou de 71 pontos para garantir o acesso.

 

  Quem subiu

Na lista abaixo, relembre os campeões de cada ano e os últimos classificados para o acesso à Série A do ano seguinte:

2006: campeão – Atlético – 71 pontos / 4° lugar: América-RN – 61 pontos

2007: campeão – Coritiba – 69 pontos / 4° lugar: Vitória – 59 pontos

2008: campeão – Corinthians – 85 pontos / 4° lugar: Grêmio Barueri – 63 pontos

2009: campeão – Vasco da Gama – 76 pontos / 4° lugar: Atlético-GO – 65 pontos

2010: campeão – Coritiba – 71 pontos / 4° lugar: América-RN – 63 pontos

2011: campeão – Portuguesa – 81 pontos / 4° lugar: Sport – 61 pontos

2012: campeão – Goiás – 78 pontos / 4° lugar: Vitória – 71 pontos

2013: campeão – Palmeiras – 79 pontos / 4° lugar: Figueirense – 60 pontos

2014: campeão – Joinville – 70 pontos / 4° lugar: Avaí – 62 pontos

2015: campeão – Botafogo – 72 pontos / 4° lugar – América-MG – 65 pontos

 

Pesquisa: Guilherme Fernandes – Toque de Bola, com informações do site da CBF e das agências

Edição: Ivan Elias – Toque de Bola

Foto: Arquivo Toque de Bola

Arte: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 jun 2017
Alex Nascif aceita convite de Moacir Júnior e acerta com o Cuiabá

21 jun 2017
Ataque produtivo e elenco experiente são armas do líder Botafogo-SP diante do Tupi

20 jun 2017
Em sexto na chave, Tupi faz dois jogos em casa. Veja panorama da Série C

17 jun 2017
Pênalti “mandrake”, chances de menos e cartões de mais: Mogi Mirim 2 x 0 Tupi

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.