04 jul 2016

Hexagonal: Uberabinha/UFJF vence no sub-17. No sub-15, empate e problemas com a arbitragem



Saiu a primeira vitória do Uberabinha/UFJF no Hexagonal Final da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro. O triunfo foi protagonizado pela equipe sub-17, que bateu o Nacional, de Muriaé, por 3 a 0. Já o sub-15 ficou no empate sem gols e segue na lanterna da competição. A arbitragem também marcou o jogo dos mais novos. As duas equipes atuaram sábado, 2, no campo da Faculdade de Educação Física da UFJF.

A próxima rodada marca o fim do primeiro turno do Hexagonal Final. As duas categorias duelam contras os times do Desportivo Minas, em Contagem. Os jogos estão marcados para quarta-feira, 6. Os mais velhos entram em campo às 15h e os caçulas, às 17h.

Equipe sub-17 conseguiu sua primeira vitória no Hexagonal e já sonha com 'algo a mais'

Equipe sub-17 conseguiu sua primeira vitória no Hexagonal e já sonha com ‘algo maior’

  Primeira vitória

A equipe sub-17 do Uberabinha/UFJF pôde, finalmente, comemorar ao final de uma partida do Hexagonal Final. O time não tomou conhecimento do Nacional de Muriaé e venceu por 3 a 0. Os gols foram marcados por Stefano, Hungria e Pedrin. Vale lembrar que na primeira fase houve esse mesmo confronto, válido pelo Grupo B. Na ocasião, os visitantes foram embora de Juiz de Fora comemorando a vitória por 2 a 1.

Para o técnico Alex Nascif, a vitória pode embalar a sequência do time. “Ganhamos do último time invicto. Não é uma vitória qualquer. Traz confiança para o nosso time. Agora podemos até pensar em algo maior. Finalmente conseguimos colocar em prática tudo aquilo que vínhamos treinando”, comemorou o treinador.

Sub 17

 Ainda sem vencer…

Se houve comemoração no primeiro jogo da tarde de sábado, restaram as lamentações para a segunda partida. Os meninos do sub-15 não conseguiram repetir o feito da primeira vez, quando golearam o Nacional por 5 a 0, em Juiz de Fora. Dessa vez, o placar de 0 a 0 manteve o time na lanterna do Hexagonal e em situação complicada na tabela de classificação.

Sérgio Eduardo, técnico da equipe sub-15, disse que a dificuldade do Uberbabinha se deu pela melhora do adversário. “Essa semana o Nacional se reforçou. Onze jogadores foram registrados no Boletim Informativo Diário (BID). Têm um zagueiro, um meia e um atacante que são muito bons. O ataque deles preocupa. Nós tivemos um falso domínio de jogo. Ficamos com mais posse de bola, mas não criamos oportunidades”, lamentou Sérgio.

Sub 15

… e sem tranquilidade

Além do placar nada favorável, o Uberabinha/UFJF ainda acumulou problemas para o prosseguimento da competição. Na próxima rodada o time não vai contar com três peças importantes: Max, artilheiro do time e suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Jhon Jhon, expulso no empate contra o Nacional, e Luquinha (Lucas Santos), expulso após o apito final da última partida.

A expulsão de Luquinha foi por indisciplina. De acordo com a súmula do árbitro Claudionor Rosa da Silva, o atleta xingou o árbitro (as palavras foram descritas textualmente na súmula), quando a equipe de arbitragem estava saindo do gramado. Dessa forma, ele foi expulso com cartão vermelho direto.  O técnico Sérgio Eduardo afirmou ter conversado com o jogador. “Nós já falamos com ele, foi repreendido. Eu era quem estava falando com o árbitro e acabou acontecendo isso. Agora vamos jogar com três desfalques importantes”, explicou o treinador.

Outro atleta delatado na súmula foi Jhon Jhon, expulso após receber o segundo cartão amarelo (o último por reclamação acintosa em relação à arbitragem). Claudionor da Silva relatou que “após ser expulso”, o atleta proferiu palavras ofensivas ao assistente e ainda teria ameaçado: “Vou te pegar (…). Vou te pegar lá fora’”.

O técnico da equipe sub-17, Alex Nascif, também comentou o ocorrido no jogo do sub-15. “A disciplina é o primeiro ponto do nosso projeto. Achamos que o assistente errou na expulsão do Jhon Jhon, o que comprometeu o restante da partida. Quanto ao lance após o encerramento, é difícil. Controlar o sangue depois de uma partida com arbitragem duvidosa é complicado”, disse.

 

Reportagem: Cérix Ramon – Toque de Bola, com supervisão de Ivan Elias – Toque de Bola

Classificação e informações da competição: site da Federação Mineira de Futebol

Fotos: Toque de Bola e divulgação CEFOR-UFJF

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 jan 2018
Clínica com Zico no Maracanã une diferentes gerações em torno do sonho do futebol. Veja fotos

22 jan 2018
Tem de 10 a 16 anos e que jogar futebol? É levar a chuteira e conferir a agenda da semana na Faefid-UFJF

21 jan 2018
Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa

19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse