27 mar 2016

Tupi perde para URT e tem duas rodadas para fugir da queda. Veja classificação e próximos jogos



No domingo de páscoa, quem ficou com gosto doce na boca foi o torcedor da URT. O time de Patos de Minas bateu o Tupi por 2 a 1, na tarde deste domingo, 27, no estádio Zama Maciel e chegou à terceira colocação com 15 pontos.

Com o resultado, a equipe juiz-forana termina a nona rodada na zona de rebaixamento, ocupando a 11ª colocação com nove pontos. Carlos Magno marcou os dois gols dos donos da casa e Rubens descontou para o Carijó.

O detalhe foi que, em função de todos os outros jogos da nona rodada já terem se encerrado, numa situação atípica, o Tupi já entrou em campo ciente que ocupava a penúltima colocação e precisaria de pelo menos um ponto para sair do temido Z-2 – os dois piores colocados descem para o Módulo II.

O que os torcedores temiam ocorreu. Pressionada, a equipe atuou muito mal – especialmente na etapa inicial – e mesmo depois de ensaiar uma reação não conseguiu trazer o ponto salvador. Restam duas rodadas: o Tupi enfrenta o Tricordiano sábado, 2, às 19h, em Três Corações, e encerra participação na primeira fase diante do torcedor, em Juiz de Fora, dia 10, às 16h, quando recebe a Caldense.

Tupi vive sua pior rodada no Campeonato Mineiro, perde o jogo e não consegue escapar da zona do rebaixamento a duas rodadas do final da fase de classificação

Tupi vive sua pior rodada no Campeonato Mineiro, perde o jogo e não consegue escapar da zona do rebaixamento a duas rodadas do final da fase de classificação

  O jogo

A partida mal tinha se iniciado e o placar foi inaugurado pelo time da casa. Kelvin recebeu dentro da área e foi derrubado por Glaysson. Pênalti para a URT, que Carlos Magno cobrou e fez: 1 a 0 com quatro minutos da primeira etapa. Com o gol cedo, o nervosismo acabou se instalando no time juiz-forano, que demorou a entrar no jogo.

Carlos Magno, da equipe de Patos de Minas, organizava o meio campo. O Tupi tentava chegar com chutes de fora da área com Osmar, Kozlowski e Michel. O Alvinegro até balançou as redes com Hélder, que cabeceou e venceu o goleiro Follmann, mas cometeu falta antes do arremate e o gol foi anulado.

Aos 41 minutos, quem marcou foi o Trovão Azul após grande jogada individual de Carlos Magno, que fez fila na defesa carijó e chutou no canto fazendo o segundo dele. A etapa inicial terminou com os mandantes com dois gols de vantagem no placar.

  Mudanças no carijó

No segundo tempo, Drubscky mandou a campo os atacantes Ramon e Rubens e o lateral-esquerdo Douglas, e as mexidas surtiram efeito. A URT tentava administrar o resultado. O zagueiro Hélder sentiu uma lesão e teve que sair do jogo, deixando o Tupi com um jogador a menos em boa parte da etapa complementar. Mas ainda assim os juiz-foranos conseguiram marcar um gol.

Em um vacilo da zaga dos donos da casa, Rubens aproveitou para diminuir o marcador aos 30 minutos. No fim, na base dos cruzamentos longos o Carijó tentou empatar, e o time de Patos de Minas se segurou como pôde, fazendo cera e esperando o término do confronto. Placar final: URT 2 x 1 Tupi.

  Glaysson: “Não podemos abaixar a cabeça”

O goleiro Glaysson, que ainda evitou o terceiro gol no finzinho da partida, reforçou que a equipe não pode se abater pelo resultado: “Pecamos na hora da marcação, sofremos um pênalti muito cedo, e não conseguimos fazer o nosso jogo. Infelizmente não saímos com a vitória. Temos mais duas batalhas pela frente e não podemos abaixar a cabeça”, declarou.

  Kozlowski: “Pagamos pelo péssimo primeiro tempo”

O meia Willian Kozlowski lamentou o primeiro tempo ruim do Tupi: “Pagamos o preço pelo péssimo primeiro tempo que fizemos. Fomos muito apagados e o time não encaixou”, disse após o jogo.

Drubscky tenta consertar os erros do time na base da conversa, mas Tupi não consegue pontuar em Patos de Minas

Drubscky tenta consertar os erros do time na base da conversa, mas Tupi não consegue pontuar em Patos de Minas

 

  Drubscky: “Vamos dar a volta por cima”

O técnico do Tupi, Ricardo Drubscky, fez a análise da partida, comentou sobre a arbitragem e afirmou que a equipe tem condições de sair da situação incômoda:

“Nosso primeiro tempo foi muito ruim e eles foram muito felizes em um lance de dois minutos de jogo, que na minha opinião, na raiz desse lance houve uma falta no Kiss. Foi na minha frente e o juiz não deu. No segundo tempo as mudanças foram boas, tivemos uma melhora, mas no momento que poderíamos buscar o empate um jogador nosso se lesionou, o que acabou complicando as nossas chances. Acho que merecíamos o empate, fomos valentes e tentamos nos recuperar, com pouca lucidez, mas tentamos. Não é porque estamos em um momento de dificuldade que vamos perder o norte. Essa equipe tem condições de dar a volta por cima, de dar mais do que deu aqui. Contra o Atlético nós jogamos bem melhor do que hoje, tivemos chances para vencer o jogo e não o fizemos. Aqui tivemos poucas infiltrações, acho que a gente apavorou e não deveria ter apavorado. Agora temos que nos concentrar nos dois jogos, principalmente no jogo em Três Corações, e tenho certeza que essa equipe vai dar a resposta dentro de campo. Sobre a arbitragem faltou um pouco de critério. O Igor (árbitro Igor Benevenuto) chegava em cima do lance já apitando. Acho que a Federação (Mineira de Futebol) tem um quadro muito bom de árbitros, mas alguns deixam o jogo correr mais e outros param mais, então teria que ser acertado um padrão. O lance do nosso gol anulado só vendo na TV para poder opinar. O que posso dizer com certeza foi a falta no Kiss que ele não marcou e que na sequência saiu o pênalti deles”, comentou, em entrevista à Rádio Globo Juiz de Fora.

Ficha técnica

URT 2 x 1 Tupi

Estádio Zama Maciel – Patos de Minas

Arbitragem: Igor Junior Benevenuto, Pablo Almeida Costa, Marconi Helbert Vieira

Tupi: Glaysson; Osmar, Sidimar, Hélder, Pirão (Douglas); Rafael Jataí (Ramon), Filipe Alves, Vinicius Kiss, Willian Kozlowski, Hiroshi (Rubens); Michel Henrique. Técnico: Ricardo Drubscky

Gol Tupi: Rubens (30’ 2°T)

URT: Follmann; Alex Murici, Mauro Viana, Daniel Marques (Pierre), Fábio Alves; Leandro Santos, Ramos, Marco Antônio, Carlos Magno; Rafael Magalhães (Nadson), Kelvin (Pedrinho). Técnico: Ademir Fonseca

Gols URT: Carlos Magno (aos 2’ 1°T e 41’ 1°T)

 

  Cruzeiro ganha clássico no Horto

  Atlético e Cruzeiro fizeram mais um clássico disputadíssimo neste domingo (27), no Independência, em jogo que valia a ponta da tabela. Depois de um primeiro tempo brigado, mas sem bola na rede, as equipes voltaram para os últimos 45 minutos dispostas a tirar o zero do placar. Mesmo com um volume de jogo mais intenso e empurrado pela torcida, o Atlético viu Rafael Silva, atacante celeste, abrir o placar para o Cruzeiro e silenciar o Independência. Buscando o empate, o Galo foi para cima, mas parou na solidez defensiva cruzeirense e nas excelente defesas do goleiro Fábio. Fim de jogo e vitória azul por 1 a 0.
   Boa vence no finalzinho
  No outro duelo desta manhã, jogando em casa, o Boa venceu o Tombense por 2 a 1 em Varginha. Na primeira etapa, Daniel Cruz inaugurou o marcador para o time da casa, mas Daniel Amorim empatou para o Tombense antes do intervalo. Após o segundo gol da partida, o jogo caiu de rendimento e as equipes foram para o intervalo em igualdade. No segundo tempo, quando o jogo se encaminhava para sua parte final, Rafael, de pênalti, marcou o gol que garantiu os três pontos para o Boa.
   Sábado de Coelho, Guarani e um empate

   No sábado, 26, o América venceu o Uberlândia por 1 a 0, e voltou a figurar entre os quatro primeiros colocados do Estadual. Com o resultado, o Coelho somou 14 pontos e está em quarto lugar, atrás do Villa Nova, saldo de um gol, contra três do Leão.

   O Leão arrancou um empate do Tricordiano, em Três corações. Depois de perder algumas chances no primeiro tempo, o Villa Nova acabou sofrendo um gol na volta dos vestiários, no Elias Arbex, mas logo tratou de igualar o placar: 1 a 1.

   Em Divinópolis, o Guarani conseguiu marcar na reta final do segundo tempo, e superou a Caldense por 1 a 0.

 

Classificação e próximos jogos (se preferir, clique sobre cada imagem para ampliar)

Sem título

 

Sem título

 

 

Sem título

 

 

Informações do jogo e entrevistas com base na transmissão pela Rádio Globo Juiz de Fora

Informações das outras partidas da rodada: site da Federação Mineira de Futebol

Fotos: Ricardo Wagner – Rádio Globo JF

Artes: Superesportes e FMF

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 ago 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

17 ago 2017
Juiz-forano Artur Bitarello confirma boa fase, vence XTerra em Mangaratiba e lidera na faixa 25-29 anos

16 ago 2017
Aílton vê “desrespeito” na atitude de jogadores do Mogi. Verba da Federação Paulista pode socorrer o clube

15 ago 2017
Futsal: goleada garante Sesi Juiz de Fora na semifinal do Campeonato Mineiro Sub-13 do Interior

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.