17 mar 2016

Revelação do Mineiro de 85, Balbino lembra golaço: “João Leite nem viu por onde passou!”



HEROIS DE UMA ESCRITA-10

Há 10 anos trabalhando como gerente em uma das agências da Caixa Econômica Federal em Vila Velha-ES, o ex-zagueiro do Tupi, Ricardo Balbino, conta que o gol marcado por ele na vitória do time juiz-forano sobre o Atlético em 1985, no Estádio Procópio Teixeira, foi fruto de uma jogada ensaiada. O triunfo foi o terceiro consecutivo do Carijó sobre o rival de BH na sequência invicta em Juiz de Fora.

Ricardo Balbino, hoje, gerente da Caixa Ecônomica federal em Vila Velha-ES

Ricardo Balbino, hoje, gerente da Caixa Ecônomica federal em Vila Velha-ES

 Méritos para o lateral

“Todos os dias após os treinos eu ficava aprimorando bolas paradas com um goleiro e o Ademir, lateral-direito que tinha um excelente cruzamento. Tínhamos um código de onde a bola seria alçada, no primeiro ou no segundo pau, de acordo com ele. No jogo aconteceu uma falta pela direita, bem em frente à arquibancada e Ademir sinalizou que levantaria a bola no segundo pau. Então fiquei bem fora da área sem a marcação de nenhum jogador do Atlético. Quando Ademir partiu para cobrar a falta, disparei para dentro da área no segundo pau, a bola viajou inclusive por cima do goleiro João Leite e eu apareci voando e cabeceei para o fundo das redes. Ele nem viu por onde ela passou! Foi demais!”, relatou o ex-atleta, que naquele ano conquistou o prêmio de Revelação do Campeonato Mineiro.

Na carreira, Balbino atuou também por Botafogo, Cruzeiro, América de Três Rios, Cabofriense e Sampaio Corrêa. Aposentou-se no Tupi em 1995 e hoje pratica futevôlei com craques como Aldair (ex-Roma e Seleção Brasileira) e Geovani (ex-Vasco). Balbino revela qual era a fórmula do sucesso daquela equipe:

“Tínhamos em 1985 um excelente time. Muito bem treinado pelo Luiz Alberto e com uma boa estrutura montada pelo presidente Mauricio Batista de Oliveira, que dava respaldo financeiro, fundamental para o sucesso de qualquer projeto”, declarou.

 

Ricardo Balbino (em primeiro plano) e Ricardo Uruguaio (segundo plano), dupla de zaga do Tupi em 1985

Ricardo Balbino (em primeiro plano) e Ricardo Uruguaio (segundo plano), dupla de zaga do Tupi em 1985

Ficha Técnica

30/10/1985 – Tupi 1 x 0 Atlético – Gol de Ricardo Balbino

Estádio Procópio Teixeira – Público: 3.754 pagantes

Tupi: Amauri (Adilson); Ademir, Brito, Ricardo Balbino, Valdir; Índio, Geraldo, Sidnei; Dreyfus, Nequinha e Teófilo. Técnico: Luis Alberto

Atlético: João Leite; Joel, Batista, Luisinho, João Luis; Elzo, Paulo Isidoro, Everton (Paulinho Kiss), Sergio Araujo, Tita e Edvaldo. Técnico: Olivera

 

Texto: Guilherme Fernandes – estagiário do Toque de Bola, sob supervisão de Bruno Kaehler

Fotos: Leo Lima e Divulgação

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


23 jun 2017
Futuro do Tupi na Série C passa pelo sábado à noite. Primeiro, o Botafogo

22 jun 2017
Alex Nascif aceita convite de Moacir Júnior e acerta com o Cuiabá

21 jun 2017
Ataque produtivo e elenco experiente são armas do líder Botafogo-SP diante do Tupi

20 jun 2017
Em sexto na chave, Tupi faz dois jogos em casa. Veja panorama da Série C

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.