31 jan 2016

Tupi perde para o América por 3 a 0: “Primeira impressão horrível”



“Fazendo uma análise com a cabeça quente, depois do jogo, erramos muito, mas ainda dá tempo de recuperar. A primeira impressão foi horrível, terrível, mas dá para brigar entre os quatro”. Desta forma o capitão do Tupi, Osmar, definiu a estreia carijó no Campeonato Mineiro, em entrevista à Rádio CBN Juiz de Fora. O Alvinegro juiz-forano perdeu por 3 a 0 para o América na noite deste domingo, 31, na Arena Independência. Os gols foram marcados por Tony e Osman (2). Glaysson ainda defendeu pênalti cobrado por Rafael Bastos na primeira etapa.

Fala, professor

O comandante carijó, Júnior Lopes, admitiu a má partida, lamentando o gol americano aos 3 minutos da etapa complementar:

“Sabíamos que iríamos enfrentar uma equipe difícil. Na etapa inicial fizemos um jogo de igual para igual e a primeira chance de gol foi nossa, com o Rubens. Poderia ter saído o gol, mas lógico que o ‘se’ é muito complicado. Tomamos um gol depois e a equipe se desencontrou um pouco. Mesmo assim ainda tivemos algumas saídas com o William que poderíamos também ter empatado. No segundo tempo tomamos o gol muito cedo, o que influenciou muito e o América predominou, mereceu o placar. Agora é levantar a cabeça. Enfrentamos uma equipe de Série A e que apresentou o melhor futebol, na minha concepção, da Sul-Minas-Rio. É estudar preparando para sábado”.

“Facilitamos”

O camisa 10 do Tupi, Wiliam Kozlowski, também não gostou da postura carijó em campo: “Estreia com derrota não é bom. Facilitamos o jogo para o América. Agora é corrigir nessa semana e ter cabeça no lugar”.

 

O próximo compromisso do Tupi ocorre no sábado, às 17h, contra o Uberlândia no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

Zaga carijó não suportou forte movimentação de Bruno Sávio (foto) e companheiros de ataques

Zaga carijó não suportou forte movimentação de Bruno Sávio (foto) e companheiros de ataques (Foto: Luiz Costa/Hoje em Dia)

O jogo

A proposta do Tupi no início da partida era clara. A equipe esperava o América em seu campo, apertando a marcação após a linha central do gramado. Mesmo assim, o Coelho assustou logo aos dois minutos, quando o atacante Sávio quase chegou na bola e abriu o placar após cruzamento pela direita. O primeiro goleiro a trabalhar, no entanto, foi João Ricardo. O atacante alvinegro, Rubens, recebeu bola na área aos 11 minutos, aplicou lindo chapéu no defensor e finalizou de primeira, mas torto, para fora.

Os donos da casa responderam sete minutos depois. Sávio recebeu pela direita em condição irregular, e, sem a percepção do auxiliar, o lance seguiu. Na área, Tony recebeu cruzamento do companheiro impedido e finalizou de primeira, rasteiro, abrindo o placar: 1 a 0 América. Após o gol, o Tupi chegou duas vezes com Kozlowski, mas sem grande perigo. Em contrapartida, Jonas cobrou falta da entrada da área para o Coelho e quase ampliou, acertando o travessão aos 36.

Seis minutos depois, a estrela de Glaysson apareceu. Michel Douglas colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Rafael Bastos cobrou forte, no canto direito do goleiro do Tupi, que realizou grande defesa, espalmando para escanteio. No lance seguinte, o meia americano novamente apareceu na área para chutar e ver o dono da meta alvinegra salvar o gol. Fim de primeiro tempo com vitória simples dos mandantes.

O América não pareceu ter sentido a perda do pênalti e, logo aos 3 minutos da etapa complementar, ampliou a contagem: Jonas cobrou escanteio e Osman, de cabeça, colocou a bola no fundo das redes: 2 a 0 Coelho. Júnior Lopes já havia feito as três mudanças possíveis até o primeiro terço do segundo tempo, colocando Hiroshi, Michel Henrique e Renato Silva. Aos 17, no entanto, Osman apareceu novamente na área e recebeu passe na medida de Sávio, completando para o gol: 3 a 0 Coelho.

O Tupi chegava ao campo de ataque com lentidão, encontrando sempre o sistema defensivo americano bem posicionado. Já o time de BH não parava. Sávio chegou a balançar as redes, de cabeça, mas estava impedido e o gol foi invalidado corretamente pela arbitragem. A partida seguiu sob controle mandante, terminando em 3 a 0 para o Coelho.

Ficha técnica – América 3 x 0 Tupi

Local: Arena Independência

América: João Ricardo, Jonas (Claudinei), Alison, Sueliton e Danilo; Leandro Guerreiro, Pablo, Rafael Bastos (Tiago Luiz) e Tony; Osman (Maranhão) e Sávio.

Tupi: Glaysson; Osmar, Sidimar, Fabrício Soares e Pirão; Filipe Alves e Recife; Vinicius Kiss (Renato Silva), William Kozlowski e Michel Douglas (Hiroshi); Rubens (Michel).

Cartões amarelos:

América: Danilo e Alison

Tupi: Recife, Sidimar, Vinicius Kiss e Glaysson

Gols: Tony, aos 18 minutos do primeiro tempo, Osman, aos dois e aos 21 minutos do segundo tempo

Público Pagante: 1.777
Renda: R$ 23.945,00

 

Rodada (se preferir, clique sobre a imagem para ampliar)

resultados rodada

Classificação (se preferir, clique sobre a imagem para ampliar)

classificacao pos jogo

 

 

Texto: Bruno Kaehler – Toque de Bola, com informações da Rádio CBN Juiz de Fora

Foto: Luiz Costa – Hoje em Dia

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

19 out 2017
Copa Toque de Bola de Futsal: Academia destaca “movimento esportivo” gerado pela competição

19 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

18 out 2017
Faefid-UFJF recebe nota máxima em avaliação, foca em “atuar com pessoas” e vê trabalho dobrado

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.