31 jan 2016

Tupi perde para o América por 3 a 0: “Primeira impressão horrível”



“Fazendo uma análise com a cabeça quente, depois do jogo, erramos muito, mas ainda dá tempo de recuperar. A primeira impressão foi horrível, terrível, mas dá para brigar entre os quatro”. Desta forma o capitão do Tupi, Osmar, definiu a estreia carijó no Campeonato Mineiro, em entrevista à Rádio CBN Juiz de Fora. O Alvinegro juiz-forano perdeu por 3 a 0 para o América na noite deste domingo, 31, na Arena Independência. Os gols foram marcados por Tony e Osman (2). Glaysson ainda defendeu pênalti cobrado por Rafael Bastos na primeira etapa.

Fala, professor

O comandante carijó, Júnior Lopes, admitiu a má partida, lamentando o gol americano aos 3 minutos da etapa complementar:

“Sabíamos que iríamos enfrentar uma equipe difícil. Na etapa inicial fizemos um jogo de igual para igual e a primeira chance de gol foi nossa, com o Rubens. Poderia ter saído o gol, mas lógico que o ‘se’ é muito complicado. Tomamos um gol depois e a equipe se desencontrou um pouco. Mesmo assim ainda tivemos algumas saídas com o William que poderíamos também ter empatado. No segundo tempo tomamos o gol muito cedo, o que influenciou muito e o América predominou, mereceu o placar. Agora é levantar a cabeça. Enfrentamos uma equipe de Série A e que apresentou o melhor futebol, na minha concepção, da Sul-Minas-Rio. É estudar preparando para sábado”.

“Facilitamos”

O camisa 10 do Tupi, Wiliam Kozlowski, também não gostou da postura carijó em campo: “Estreia com derrota não é bom. Facilitamos o jogo para o América. Agora é corrigir nessa semana e ter cabeça no lugar”.

 

O próximo compromisso do Tupi ocorre no sábado, às 17h, contra o Uberlândia no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

Zaga carijó não suportou forte movimentação de Bruno Sávio (foto) e companheiros de ataques

Zaga carijó não suportou forte movimentação de Bruno Sávio (foto) e companheiros de ataques (Foto: Luiz Costa/Hoje em Dia)

O jogo

A proposta do Tupi no início da partida era clara. A equipe esperava o América em seu campo, apertando a marcação após a linha central do gramado. Mesmo assim, o Coelho assustou logo aos dois minutos, quando o atacante Sávio quase chegou na bola e abriu o placar após cruzamento pela direita. O primeiro goleiro a trabalhar, no entanto, foi João Ricardo. O atacante alvinegro, Rubens, recebeu bola na área aos 11 minutos, aplicou lindo chapéu no defensor e finalizou de primeira, mas torto, para fora.

Os donos da casa responderam sete minutos depois. Sávio recebeu pela direita em condição irregular, e, sem a percepção do auxiliar, o lance seguiu. Na área, Tony recebeu cruzamento do companheiro impedido e finalizou de primeira, rasteiro, abrindo o placar: 1 a 0 América. Após o gol, o Tupi chegou duas vezes com Kozlowski, mas sem grande perigo. Em contrapartida, Jonas cobrou falta da entrada da área para o Coelho e quase ampliou, acertando o travessão aos 36.

Seis minutos depois, a estrela de Glaysson apareceu. Michel Douglas colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Rafael Bastos cobrou forte, no canto direito do goleiro do Tupi, que realizou grande defesa, espalmando para escanteio. No lance seguinte, o meia americano novamente apareceu na área para chutar e ver o dono da meta alvinegra salvar o gol. Fim de primeiro tempo com vitória simples dos mandantes.

O América não pareceu ter sentido a perda do pênalti e, logo aos 3 minutos da etapa complementar, ampliou a contagem: Jonas cobrou escanteio e Osman, de cabeça, colocou a bola no fundo das redes: 2 a 0 Coelho. Júnior Lopes já havia feito as três mudanças possíveis até o primeiro terço do segundo tempo, colocando Hiroshi, Michel Henrique e Renato Silva. Aos 17, no entanto, Osman apareceu novamente na área e recebeu passe na medida de Sávio, completando para o gol: 3 a 0 Coelho.

O Tupi chegava ao campo de ataque com lentidão, encontrando sempre o sistema defensivo americano bem posicionado. Já o time de BH não parava. Sávio chegou a balançar as redes, de cabeça, mas estava impedido e o gol foi invalidado corretamente pela arbitragem. A partida seguiu sob controle mandante, terminando em 3 a 0 para o Coelho.

Ficha técnica – América 3 x 0 Tupi

Local: Arena Independência

América: João Ricardo, Jonas (Claudinei), Alison, Sueliton e Danilo; Leandro Guerreiro, Pablo, Rafael Bastos (Tiago Luiz) e Tony; Osman (Maranhão) e Sávio.

Tupi: Glaysson; Osmar, Sidimar, Fabrício Soares e Pirão; Filipe Alves e Recife; Vinicius Kiss (Renato Silva), William Kozlowski e Michel Douglas (Hiroshi); Rubens (Michel).

Cartões amarelos:

América: Danilo e Alison

Tupi: Recife, Sidimar, Vinicius Kiss e Glaysson

Gols: Tony, aos 18 minutos do primeiro tempo, Osman, aos dois e aos 21 minutos do segundo tempo

Público Pagante: 1.777
Renda: R$ 23.945,00

 

Rodada (se preferir, clique sobre a imagem para ampliar)

resultados rodada

Classificação (se preferir, clique sobre a imagem para ampliar)

classificacao pos jogo

 

 

Texto: Bruno Kaehler – Toque de Bola, com informações da Rádio CBN Juiz de Fora

Foto: Luiz Costa – Hoje em Dia

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 fev 2018
JF Vôlei tem semana de desafios seguidos em busca da reação na Superliga

17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse