22 jan 2016

Tupi em alta pelo alto: “É um trabalho constante”



Aliadas aos contra-ataques, as bolas paradas e aéreas na última temporada foram exaustivamente trabalhadas, originando gols importantes em toda a campanha do Tupi na Série C de 2015. De lá para cá, o treinador e parte do elenco mudaram, mas os jogos-treino em Lima Duarte e Duque de Caxias mostraram que o Carijó continua forte pelo alto. Contra o Minas, o Galo marcou o segundo e último gol em rebatida do goleiro após cruzamento na área. Já na goleada diante do Tigres, os quatro tentos saíram de bolas levantadas.

#Toqueinforma

Com apoio de Plasc, Hiperroll Embalagens e Programa Sócio-Torcedor do JF Vôlei, o Toque de Bola acompanha Tupi x Bonsucesso nas redes sociais a partir das 15h45 do sábado, 23.

Siga pelo Facebook (www.facebook.com/toquedebola?fref=ts)
Twitter (https://twitter.com/toquedebolajf
) ou
Instagram (http://instagram.com/toquedebolajf).

“Trabalho constante”

O técnico carijó, Júnior Lopes, elogiou a efetividade do grupo nas bolas pelo alto neste início de preparação e reiterou a importância da continuidade dos treinos e estudos:

“Hoje, de uma maneira geral, todas as equipes se preparam muito para a bola parada, tanto ofensiva, quanto defensiva. É um aspecto fundamental e ficamos felizes com isso, porque conseguimos fazer gols desta forma. Mas é continuar trabalhando cada vez mais para, obviamente, marcar mais e tomar menos. Durante todo o ano vamos trabalhar isso, observar os adversários e trabalhar em cima dos erros deles também. É um trabalho constante”, explicou.

Jogo-treino contra o Minas, em Lima Duarte, registrado pelo Toque de Bola, teve grande número de cruzamentos na área da equipe mandante

Jogo-treino contra o Minas, em Lima Duarte, registrado pelo Toque de Bola, teve grande número de cruzamentos na área da equipe mandante

“Procuramos ficar mais com a bola”

O atacante Ramon diagnosticou o sucesso imediato da equipe nas bolas aéreas, lembrando o trabalho de 2015: “Com o Júnior Lopes, procuramos ficar mais com a bola, diferente do Leston, que era um pouco mais agudo nos contra-ataques. Este ano procuramos ter mais a bola e atacar pelos lados também, o que vai facilitar esse trabalho”, opinou.

E lá atrás?

Sempre atento ao posicionamento defensivo da equipe nas bolas aéreas e cobranças de faltas, o goleiro Glaysson também deu sua opinião lembrando o trabalho na Série C de 2015:

“Estamos marcando do mesmo jeito que com o Leston, por enquanto. O Júnior pode mudar alguma coisa, mas estamos fazendo o mesmo sistema que o pessoal está acostumado, e creio que não vamos ter muitos problemas nesse setor por enquanto”.

 

O Tupi segue se preparando para a estreia no Campeonato Mineiro diante do América, na Arena Independência, dia 31, às 19h30. Na última quarta, a equipe confirmou a disputa de amistoso contra o Bonsucesso para o sábado, 23, às 16h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, com cobertura do Toque de Bola.

 

Texto: Bruno Kaehler – Toque de Bola

Fotos: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

07 dez 2017
JF Vôlei encara Canoas fora de casa em busca de mais pontos na Superliga

04 dez 2017
Tupi 2018: Nicanor vê “no papel, um time competitivo” e aposta na qualidade do setor de meio-campo

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.