08 jan 2016

Invasão da sala do Panathlon Club JF expõe situação alarmante no prédio da Secretaria de Esporte



Em pleno início de temporada, e cheio de planos para marcar os 40 anos de idade, o Panathlon Club Juiz de Fora acabou recebendo um autêntico “presente de grego”. No início da tarde desta quinta-feira, 7, foi arrombada a pequena sala do clube, que fica no prédio onde funciona a Secretaria de Esporte e Lazer de Juiz de Fora, no Cesporte – Centro de Apoio ao Esporte Amador, no bairro Santa Terezinha.

O arrombamento foi constatado pelo panathleta Adilson José Mattos, presidente da Liga Juizforana de Futsal, e comunicado imediatamente ao presidente do Panathlon, Cláudio Esteves. Foi registrado um Boletim de Ocorrência.

O Panathlon é um clube de voluntariado e sem fins lucrativos que reúne representantes de diversas modalidades esportivas. É um forum permanente de debates do esporte local e realiza a cada final de temporada, com grande repercussão, o Mérito Esportivo Panathlon, a maior premiação do esporte local e regional.

Mais que perdas materiais – além de ter a sede no Cesporte, o clube promove no mesmo prédio suas reuniões mensais, o fato expõe uma situação que desagrada não só ao clube mas a toda comunidade esportiva local e é bem mais grave que um simples registro de ocorrência.

O Cesporte, construído originariamente para ser a sede das ligas esportivas da cidade, foi invadido recentemente por 18 ou 19 famílias que deixaram o Novo Triunfo II, loteamento do Minha Casa Minha Vida, após ação de reintegração de posse.

Nesta sexta-feira, 8, novos desdobramentos: vereadores da Câmara Municipal receberam representantes do Panathlon e o presidente da Câmara, Rodrigo Mattos (PSDB), anunciou para a próxima quarta-feira, 13, reunião com os secretários de Esportes, Carlos Bonifácio, de Desenvolvimento Social, Flávio Cheker (PT), vereadores e dirigentes do clube de serviços internacional para tratar da questão.

Já em torno da SEL, a temperatura em Santa Terezinha esquentou de vez. O próprio secretário de Esporte e Lazer, Pastor Carlos Bonifácio, teria sido impedido de entrar pela porta dos fundos, sendo forçado a usar a porta da frente.

Outro fato relatado ao Toque de Bola por telefonemas e mensagens foi a ameaça feita pelos moradores provisórios do local de queimar colchões nesta sexta, uma vez que teria terminado o gás de cozinha no local.

Para informar aos leitores o que está ocorrendo e quais as providências em andamento anunciadas, o Toque de Bola apresenta a seguir: a íntegra da nota divulgada pela assessoria da Secretaria de Desenvolvimento Social, a nota divulgada pela assessoria da Câmara Municipal sobre o encontro desta sexta-feira e um desabafo de uma pessoa ligada à SEL, que preferiu não se identificar.

Grades do prédio onde funciona a Secretaria de Esporte e Lazer de Juiz de Fora são transformados em varal por famílias instaladas no local

Grades do prédio onde funciona a Secretaria de Esporte e Lazer de Juiz de Fora são transformados em varal por famílias instaladas no local

     Leia, abaixo, íntegra da nota da Secretaria de Desenvolvimento Social 

“A Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) tem dado o apoio necessário para as 19 famílias desalojadas devido ao cumprimento de uma ordem judicial de reintegração de posse solicitada pela Caixa Econômica Federal. Essas casas invadidas foram destinadas às famílias que moravam em áreas de risco, mapeadas pela Defesa Civil. A SDS trabalha desde o início com foco na reinserção dos desalojados às residências que habitavam antes da invasão do  empreendimento Novo Triunfo. Já aquelas pessoas que não tiverem esta possibilidade, é oferecido o aluguel social, de acordo com os critérios definidos pela Comissão Municipal de Auxilio-Moradia  (Comam), uma vez que o abrigamento realizado no Cesporte tem caráter temporário e provisório.

Em relação a Sede do Panathlon, localizada na Secretaria de Esporte e Lazer, assim que foi constatado que a sala foi invadida, representantes da entidade foram contatados, compareceram à unidade e registraram boletim de ocorrência, informando que o local teve o vidro quebrado. A Polícia Civil também compareceu ao local.”

Em reunião no final da manhã desta sexta, vereadores promteram empenho diante da questão levantada pelo Panathlon Club Juiz de Fora

Em reunião no final da manhã desta sexta, vereadores prometeram empenho diante da questão levantada pelo Panathlon Club Juiz de Fora

  Leia, abaixo, íntegra da divulgada pela assessoria da Câmara Municipal de Juiz de Fora:

Sede do Panathlon é invadida

A sede do Panathlon no Cesporte foi invadida. Atualmente o Centro de Esportes abriga 18 famílias que deixaram o Novo Triunfo II, loteamento do Minha Casa Minha Vida, após ação de reintegração de posse. O presidente da Câmara, Rodrigo Mattos (PSDB), anunciou para a próxima quarta-feira (13) reunião com os secretários de Esportes, Carlos Bonifácio, de Desenvolvimento Social, Flávio Cheker (PT), vereadores e dirigentes do clube de serviços internacional para tratar da questão. Nesta sexta-feira os desportistas solicitaram apoio dos vereadores para retomada do espaço.
Desde a transferência, os desabrigados estão sendo acompanhados por uma comissão especial formada pela Câmara. Roberto Cupolillo (Betão-PT), um dos integrantes, reafirmou um encontro com a Mesa de Diálogo e Negociação Permanente em Ocupações Urbanas e Rurais terça-feira (12/01), às 9h, em Belo Horizonte, quando pode surgir uma alternativa. Ele acredita que a invasão é decorrente da falta de espaço para o número de pessoas concentradas.
Dirigentes do Panathlon esclareceram que o Cesporte dispõe de 156 vagas para alojamento de delegações esportivas em intercâmbio com clubes da cidade. Enquanto as famílias permaneceram no local, esse serviço está interrompido. Além disso, posicionaram-se contrários a ocupação sistemática do centro de esportes para outras finalidades.
O clube foi representado por Cláudio Esteves, Aristides Rocha, George Lopes, Adilson Matos e Alfredo Coimbra.”

 

   Relato de uma pessoa ligada à SEL, que preferiu não se identificar:

Vejam trechos de um relato anônimo enviado ao Toque de Bola:

“Hoje (sexta-feira) eles colocaram os colchões para fora e ameaçaram colocar fogo porque o gás da cozinha acabou. Já arrombaram portas de quartos que não poderiam ser utilizados e começaram a usar esses quartos, que não poderiam ser usados porque estão com vazamentos. Começaram a usar as salas embaixo onde os funcionários da SEL trabalham, ficam com goteiras. Água de banheiro. Imagina chegar para trabalhar e ver roupa pendurada na cerca toda como se fosse varal. O que nos entristece é que a Secretaria de Esportes é tão esquecida pra tudo. Não tem nunca verba pra nada. Aí uma coisa que é de responsabilidade da secretaria de assistência social, jogaram pra lá. No final de dezembro também quebraram o cadeado do ginásio da Secretaria. E quem está cuidando da sujeira são as meninas da limpeza, contratadas pra limpar apenas a Secretaria”.

 

Texto: Ivan Elias – Editor do Portal Toque de Bola e associado do Panathlon Club Juiz de Fora

Fotos: Câmara Municipal e Divulgação

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


23 out 2017
Primeiro árbitro de vídeo da Libertadores será brasileiro. Vangasse explica as 4 situações em que ele pode atuar

23 out 2017
Leozinho reaparece na seleção da rodada. Próximo adversário do JF Vôlei tem pedido de desculpas ao torcedor

23 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.