07 out 2015

Presidente do ASA sobre o Tupi: “Não vi nada de mais”



Os bastidores seguem movimentados na preparação de Tupi e ASA para a decisiva partida de volta das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro, na segunda-feira, 19, às 20h30, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca (AL). Enquanto a direção carijó anuncia intertemporada em Lima Duarte, a cúpula alagoana reclama da atuação da arbitragem no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio e estuda, detalhadamente, cada possibilidade que  contribua no trabalho do elenco, superior tecnicamente ao do Galo,na opinião do presidente do ASA, Bruno Euclides, à Rádio Novo Nordeste AM 570:

“No final do jogo mesmo, sentei com o Vica no hotel e falei com alguns jogadores. A tônica das conversas foi ‘como a gente vai conseguir esse resultado?’ Vamos melhorar as condições de gramado, uma sequência de treinamentos fora da cidade como vem sendo realizada nesta semana e, claro, cabe ao Vica a parte técnica, tática e motivacional ao nosso grupo de jogadores. Temos totais condições de reverter o resultado. Temos uma equipe qualificada para a Série C. Com todo respeito ao Tupi, não vi nada de mais, nada de extraordinário na equipe deles. Pelo contrário, sem falsa modéstia, acho até que nossa equipe tem um pouco mais de recursos técnicos que a deles, mas a gente sabe que no futebol não basta técnica e qualificação. Precisamos de muita vontade, dedicação e de cabeça fria e talvez isso tenha faltado um pouco ao nosso grupo de jogadores, a dedicação e colocar a cabeça no lugar que a direção teve durante todo esse mês para correr atrás, somar forças e cumprir com todas as obrigações com eles”, contou Euclides.

Presidente do ASA, Bruno Euclides, mostrou confiança no acesso à Série B

Presidente do ASA, Bruno Euclides, mostrou confiança no acesso à Série B

Consentimento

 

Ao criticar a atuação da arbitragem e confirmar que irá reclamar do trio de Tupi x ASA junto à CBF, o presidente do clube arapiraquense admitiu o baixo rendimento dos jogadores diante do Galo Carijó, opinião compartilhada pelos atletas e técnico do Fantasma de Alagoas, Vica:

“Estou terminando essa representação, mas acredito que devo enviá-la digitalmente hoje (quarta), porque apesar de, na minha opinião, não termos jogado nada, o que foi preponderante para não obtermos um resultado positivo em Minas Gerais, acredito que o árbitro da partida errou de uma maneira que não poderia, somente em lances capitais. E não só o árbitro, mas o trio de arbitragem”, opinou.

 

Texto: Bruno Kaehler – Toque de Bola, com informações de Jânio Barbosa, da Rádio Novo Nordeste AM 570

Foto: ASA / Divulgação

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 nov 2017
Com vídeos! Sucesso dentro e fora da quadra, Copa Toque de Bola de Futsal promete emoção na reta final

22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.