14 out 2015

Placar dos pênaltis na Série C: ASA não marcou em chance única. Carijó converteu as duas



A vaga na Série B de 2016 pode ser decidida na disputa de pênaltis no Coaracy da Mata Fonseca. Para que isto ocorra, o ASA deve vencer o Galo por 2 a 0. E na terceira divisão do Campeonato Brasileiro, o time de Arapiraca não tem um bom retrospecto. Foram quatro casos de penalidades em jogos envolvendo o Fantasma. Um a favor, desperdiçado, e três contra, todos convertidos. O histórico na competição é melhor para o Tupi, de dois gols marcados e um sofrido, sem erros.

As duas equipes decidem a vaga na segunda-feira, 19h30 hora local, 20h30 hora de Brasília.

  Pró-ASA

A primeira vez que o torcedor do ASA viu a bola na marca da cal foi a favor da sua equipe. Na segunda rodada, no estádio Coaracy da Mata Fonseca, diante do Botafogo-PB. Didira foi para a cobrança e acertou a trave. O gol fez falta, já que a partida terminou empatada em 1 a 1.

   Três contra

Após falhar na cobrança a favor, o time do ASA não teve outra chance de se redimir. As outras três oportunidades em que ocorreram pênaltis em seus jogos foram contra os arapiraquenses. Na sexta rodada, em Marabá, Flamel diminuiu o prejuízo do Águia, que foi derrotado por 2 a 1. Na partida seguinte, outra penalidade contra o Fantasma. Rogério, do Salgueiro, converteu e garantiu o empate em 1 a 1, jogando em seus domínios. E na décima primeira rodada, novamente contra o Botafogo-PB, mas dessa vez a favor dos paraibanos, Samuel converteu a cobrança e contribuiu para a igualdade em 2 a 2 no placar do Almeidão.

Geraldo comemora diante do Caxias-RS: uma das duas cobranças de pênalti convertidas com sucesso pelo Tupi na fase de classificação da Série C (Foto: Léo Comello)

Geraldo comemora diante do Caxias-RS: uma das duas cobranças de pênalti convertidas com sucesso pelo Tupi na fase de classificação da Série C (Foto: Léo Comello)

    Galo 100% na Série C

Apenas três penalidades foram assinaladas em partidas do Tupi na Terceirona. Curiosamente, todas no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. Em duas oportunidades, contra Guaratinguetá e Caxias, a arbitragem marcou a falta dentro da área para o Carijó. Daniel Morais e Geraldo, respectivamente, converteram. O Tupi venceu as duas partidas – 3 a 0 diante do Guaratinguetá e 2 a 0 sobre o Caxias.

Na outra, pela abertura do returno contra o Tombense, o árbitro da Federação Mineira, Flávio Henrique Coutinho Teixeira, anotou pênalti em lance duvidoso envolvendo o lateral e capitão do Tupi, Osmar. Gedeilson, do time de Tombos, não desperdiçou a finalização e o confronto temrinou em 1 a 1.

 

   Copa do Brasil

O Galo teve ainda um pênalti a favor no confronto de ida com o Ceará pela terceira fase da Copa do Brasil, no estádio Presidente Vargas, em julho. Daniel Morais, no entanto, finalizou para fora, desperdiçando a cobrança. A primeira partida no mata-mata com o Vovô acabou terminando sem gols e o Carijó foi derrotado na volta, em JF, por 2 a 1, sendo eliminado da competição nacional.

 

Texto e psquisa: Guilherme Fernandes e Bruno Kaehler – Toque de Bola

Foto: Léo Comello

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.