02 set 2015

Quinta Superliga masculina com a UFJF começa em novembro. CBV anuncia novidades nos bastidores



Em reunião realizada nesta quarta-feira, 2, na sede da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), no Rio de Janeiro (RJ), foram acertados os detalhes de logística para a temporada 2015/2016 da Superliga masculina, que será disputada por 12 clubes entre o início de novembro de 2015 e 10 de abril de 2016. Em um modelo inédito, a CBV viabilizará financeiramente a logística de viagens dos times visitantes, incluindo passagens aéreas, hospedagem e traslados terrestre, além de custear arbitragem e fornecer bolas para a competição. A CBV receberá em troca propriedades para comercialização: postes, redes e cadeiras de árbitros.

Participaram da reunião pela CBV o Diretor Executivo, Ricardo Trade, o Diretor de Seleções, Renan Dal Zotto, e o Diretor Comercial, Douglas Zarlotin Jorge, além de representantes dos 12 clubes. Também acompanharam a reunião o Presidente da Federação Gaúcha de Voleibol, Carlos Cimino, e o Presidente da Federação Mineira de Voleibol, Carlos Rios. O Diretor Executivo da CBV enfatizou a importância do trabalho em conjunto com os clubes. “Estamos todos imbuídos do espírito de colaboração para termos uma Superliga cada vez mais forte e à altura da qualidade do vôlei brasileiro”, comentou Ricardo Trade.

UFJF x Taubaté em fevereiro deste ano, pela Superliga 2014/15

UFJF x Taubaté em fevereiro deste ano, pela Superliga 2014/15

 Federal faz a “quina”

A tabela do campeonato está em confecção, na fase de ajustes finais. Estiveram presentes à reunião representantes de todos os 12 clubes participantes da competição: Sada Cruzeiro Vôlei (MG), Sesi-SP, Funvic/Taubaté (SP), Minas Tênis Clube (MG), Vôlei Brasil Kirin (SP), Copel Telecom/Maringá Vôlei (PR), Vôlei Canoas (RS), Montes Claros Vôlei (MG), UFJF (MG), Voleisul/Paquetá Esportes (RS), Bento Vôlei/Isabela (RS) e São José dos Campos (SP).

Esta será a quinta Superliga masculina consecutiva da equipe formada na Universidade Federal de Juiz de Fora. O supervisor Heglison Toledo e o dirigente Renato Miranda representaram a instituição de ensino local no encontro, na Cidade Maravilhosa.

Na terça-feira, dia 1º, ocorreu a reunião com os 12 clubes integrantes da Superliga feminina. Na ocasião, ficou acordado que a CBV arcará com hospedagem, além dos custos com passagens aéreas, arbitragem e bolas. Não serão custeadas alimentação e traslado terrestre, uma vez que na Superliga feminina a CBV não receberá as propriedades de postes, redes e cadeiras de árbitro para comercialização.

 

Texto e informações enviados ao Toque de Bola pela assessoria da Confederação Brasileira de Voleibol

Foto: Arquivo Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


21 set 2017
Tupi pode ter até quatro desfalques. Aílton receita “guerrear e batalhar demais para conseguir o objetivo”

20 set 2017
Tupi fecha treino. Fortaleza em Sampa. Marcelo apita. Ingressos, gramado, reconhecimento, recepção. Veja o diário da decisão

20 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

19 set 2017
Com vídeo! Evaldo anula Éder, domina, toca para os companheiros e emenda: “Tupi tem totais condições de reverter”

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.