20 set 2015

JF Vôlei perde “decisão” no tie break, vira lanterna, mas segue vivo no Mineiro



Espírito diferente, mas falhas técnicas mantidas. Na manhã deste domingo, 20, no ginásio da Faefid, o Juiz de Fora Vôlei foi novamente derrotado pelo Unincor/Três Corações, time que disputa a Superliga B, por 3 sets a 2 (parciais de 22/25, 25/17, 19/25, 29/27 e 12/15) e agora amarga a lanterna do Campeonato Mineiro. Repleta de reviravoltas, a partida teve pequena presença de público, substituições efetivas e até bronca do técnico visitante.

“Hoje nós sofremos bastante na nossa linha de passe, quando todos os atletas começaram a vir de flutuante e tivemos muitas dificuldades, tiramos muito o nosso levantador da rede, o que dificultou nossa saída de jogo. Jogamos com bola alta na ponta, pra saída e jogar marcado é difícil para qualquer atacante. Isso sem dúvida nenhuma fez bastante diferença no jogo. Nossos centrais estavam bem, mas a partir do momento em que o Felipe saiu da rede, paramos de fazer nossos side outs (virada de bola). Foi onde o jogo agarrou e eles souberam aproveitar. infelizmente não conseguimos o resultado que gostaríamos, temos ainda duas partidas, com jogo “chave” na quarta-feira, contra Montes Claros, e agora é continuar pontuando para buscar essa vaga na semifinal”, analisou o técnico do JF Vôlei, Alessandro Fadul.

O comandante mencionou ainda o próximo compromisso da equipe da Zona da Mata: Montes Claros Vôlei, quarta-feira, 23, às 20h, novamente no ginásio da Faefid.

Taticamente superior ao JF Vôlei, time de Três Corações comandou o placar na maioria dos sets

Taticamente superior ao JF Vôlei, time de Três Corações comandou o placar na maioria dos sets

Substituições “surtiram efeito”

Em meio ao resultado ruim, Fadul recorreu aos suplentes Tarik (levantador), Filipe Cipriani (central) e Tatinho (líbero de origem, ponteiro no jogo) em momentos cruciais do confronto e a resposta foi positiva: “Claro que não dá para manter o tempo todo, principalmente no caso do Tatinho, que é líbero e entrou como ponteiro, então uma hora ia precisar dele atacando, mas ele deu conta do período em que fez a passagem no fundo para melhorar a recepção, surtiu efeito. Nas inversões, com as entradas do Tarik e do Filipe, os dois foram muito bem. Buscamos o quarto set justamente nessa inversão. O Tarik entrou bem, é menino, mas mostrou personalidade e conseguiu segurar o jogo e fazer as escolhas certas para continuarmos rodando naquele set. Os três foram muito bem”, elogiou Fadul.

Tarik em levantamento: jovem entrou ligado na partida e ajudou o time juiz-forano a subir de rendimento

Tarik em levantamento: jovem entrou ligado na partida e ajudou o time juiz-forano a subir de rendimento

O jogo

Se Fadul prometeu diferente postura em relação ao duelo contra o Sada, o JF Vôlei iniciou confronto colocando em prática o projetado. Os quatro primeiros pontos foram dos donos da casa. Um pedido de tempo já queimado pelo técnico visitante, Antônio de Resende, no entanto, teve efeito e o Unincor chegou a empatar em 5 a 5 com o oposto ex-JF Vôlei, Alemão, muito acionado. A reação, agora do lado mandante, veio em seguida e o primeiro tempo técnico chegou com 8 a 6 no placar para os donos da casa, com diferença ampliada na segunda parada (16/13). O que parecia bem encaminhado com 18 a 14 na contagem, no entanto, desandou para os juiz-foranos. Erros de ataque em sequência e bloqueio eficaz adversário resultaram em rápida virada sofrida e derrota no primeiro set: 22/25 Unincor.

O segundo parcial começou com menos mudanças de cenário e equilíbrio. Com o ponteiro e capitão do JF Vôlei, Mark, se destacando e buscando vibrar após cada ponto conquistado, os times mantinham diferença mínima no placar, indo para a primeira parada técnica com 7/8 na contagem. Na volta, o primeiro empurrão incisivo dos poucos torcedores presentes na Faefid ajudou o time da casa a virar, conseguindo, assim como no primeiro set, vantagem de quatro pontos (17/13) e obrigando o técnico visitante a pedir tempo. Desta vez, porém, os mandantes não perderam o ritmo e, capitaneados por Mark, autor de dois aces seguidos, o Juiz de Fora Vôlei empatou o confronto decisivo: 25/17.

A segurança pós igualdade restabelecida não veio aos juiz-foranos. Três Corações chegou, com o saque de Alemão entrando, a dez pontos de diferença no terceiro período (7/17). Fadul chegou a promover as entradas do levantador Tarik, do central Filipe Cipriani e do ponta, mas líbero de origem, Tatinho, porém por pouco tempo. Os donos da casa chegaram a diminuir a vantagem, insuficiente, entretanto, para mudança de desfecho: 19/25 Três Corações e a consequente impossibilidade de classificação matemática do JF Vôlei.

Saques flutuantes e bloqueio em cima levaram os visitantes ao triunfo

Saques flutuantes e bloqueio em cima levaram os visitantes ao triunfo

O silêncio das arquibancadas era o de um teatro no início do quarto set. O fim, em contrapartida, os aplausos pareciam o do término de uma peça. A diferença no placar não passava de dois pontos. Fadul novamente inseriu Tarik e Cipriani na partida. Ligadas, as novas armas juiz-foranas levaram a equipe até os momentos decisivos sem desperdiçar os ataques. Com Felipe e Ricardo Faccin de volta, os donos da casa, apoiados pelos torcedores, conquistaram grande virada em parcial dramática (29/27) e levaram a disputa para o quinto set.

Tie break com bronca

Não faltou emoção. E bronca do insatisfeito técnico visitante, Antônio de Resende, com seu grupo,causando espanto e sonoras vaias das arquibancadas. O parcial decisivo acabou sendo comandado por Unincor, que chegou a abrir três pontos de vantagem (9/12), viu novamente Fadul substituir a equipe e encostar no placar, mas não diminuiu a intensidade e fechou o jogo com 12/15 no parcial.

 

Ficha Técnica

Juiz de Fora Vôlei 2 x 3 Unincor/Três Corações

(22/25, 25/17, 19/25, 29/27 e 12/15)

Local: Ginásio da Faefid

Juiz de Fora Vôlei: 6-Felipe Hernandez, 7- Phil, 17-Mark ©, 14-Ninão, 16-Diego, 18-Ricardo Faccin e 8-Fábio Paes (líbero). Entraram 4-Tarik, 10-Filipe Cipriani e 19-Tatinho.

Unincor/Três Corações: 2-Guilherme, 5- PE,  7-Renato, 9-Diego, 15-Humberto, 20-Alemão e 1-Maique (líbero). Entraram: 10-Marcos, 11-Lenny e 8-Edgar.

 

 

Classificação do Campeonato Mineiro

A UFJF é lanterna, com o mesmo número de pontos que o quarto colocado, Unincor/Três Corações, mas sem vitórias, contra duas do adversário.

1º – Montes Claro Vôlei – 11 pontos / 5 jogos

2º – Minas Tênis Clube – 11 pontos / 5 jogos

3º – Sada Cruzeiro – 9 pontos / 3 jogos

4º – Unincor/Três Corações – 4 pontos – 7 jogos

5º – JF Vôlei – 4 pontos / 6 jogos

 

Resultados do Campeonato Mineiro:

21/ago – Unincor/Três Corações 3 x 2 JF Vôlei
27/ago – Minas Tênis Clube 3 x 1 Unincor/Três Corações
29/ago – Montes Claros Vôlei 3 x 0 Unincor/Três Corações
02/set – Montes Claros Vôlei 3 x 2 JF Vôlei
09/set – Unincor/Três Corações 0 x 3 Sada Cruzeiro
10/set – Sada Cruzeiro 3 x 0 Unincor/Três Corações

12/set – sáb – 17h – Minas Tênis Clube 3 x 2 JF Vôlei (em Ponte Nova)
12/set – sáb – 19h – Unincor/Três Corações 0 x 3 Montes Claros Vôlei
13/set – dom – 10h – JF Vôlei 1 x 3 Minas Tênis Clube (em Ponte Nova)

17/set – qui – 20h – Minas Tênis Clube 3 x 1 Montes Claros Vôlei (em Montes Claros)
18/set – sex – 20h – JF Vôlei 0 x 3 Sada Cruzeiro

19/set – sáb – 11h – Montes Claros Vôlei 3 x 1 Minas Tênis Clube
20/set – dom – 11h – JF Vôlei 2 x 3 Unincor/Três Corações

Próximos jogos
23/set – qua – 20h – JF Vôlei x Montes Claros Vôlei
25/set – sex – 20h – Sada Cruzeiro x Montes Claros Vôlei (em Sete Lagoas)
26/set – sáb – 19h – Sada Cruzeiro x JF Vôlei (em Sete Lagoas)
26/set – sáb – 19h – Unincor/Três Corações x Minas Tênis Clube
30/set – qua – 19h – Minas Tênis Clube x Sada Cruzeiro
03/out – sáb – 18h – Montes Claros Vôlei x Sada Cruzeiro
13/out – ter – 20h – Sada Cruzeiro x Minas Tênis Clube

Regulamento

Após jogos entre si com turno e returno, os quatro melhores colocados avançam para as semifinais do Mineiro. Neste primeiro mata-mata é realizado cruzamento olímpico (1º x 4º e 2ºx 3º) e os vencedores, após confronto único, avançam para a decisão do torneio.

 

Texto: Bruno Kaehler – Toque de Bola

Fotos: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.