24 set 2015

Brasil de Pelotas precisa vencer o Tupi e “secar” adversários para avançar na Série C



O Brasil de Pelotas fará o jogo da classificação para a próxima fase da Série C do Campeonato Brasileiro neste domingo, 27, às 16h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, contra o Tupi.

Os gaúchos estão no quarto lugar do Grupo B com 26 pontos. A pontuação é a mesma do quinto colocado, Juventude, e do sexto, Guarani. A vantagem do Brasil está no saldo de gols. Assim, o ideal para o Xavante seria golear o Alvinegro juiz-forano para garantir a sua vaga na próxima fase sem depender de outros resultados.

 Com apoio de Plasc, Hiperroll Embalagens e Prefeitura de Juiz de Fora, a web rádio do Toque de Bola transmite Tupi x Brasil neste domingo, a partir de 15h30.

Acesse aqui para ouvir a transmissão

Derrota para o Guarani deixou o Brasil em situação complicada (Foto:Paulo Rossi)

Derrota para o Guarani deixou o Brasil em situação complicada (Foto:Paulo Rossi)

 

   Returno ruim

Segundo melhor ataque do grupo B com 28 gols, o Brasil tem apenas duas vitórias no returno, ambas nas duas primeiras rodadas contra o Juventude – 3 a 2, fora de casa – e Portuguesa – 4 a 1, como mandante. De lá para cá, foram três derrotas e três empates e o time, até então líder, acabou somando apenas nove pontos dos 24 possíveis.

   Matemática xavante

Apesar do péssimo segundo turno, a campanha na primeira metade da competição deixou a equipe gaúcha em uma boa colocação na tabela. Contudo, o Brasil de Pelotas chega muito pressionado para a última rodada, pois não depende só de si. A equipe está empatada com Juventude e Guarani na classificação com 26 pontos. O saldo de gols é o critério que mantém os rubro-negros à frente. O Xavante possui oito gols de saldo, contra seis do Alviverde e quatro do Bugre. Portanto, a matemática é simples: o Brasil precisa vencer em Juiz de Fora e torcer para que Juventude e Guarani, em caso de vitórias, não tirem a diferença do saldo de gols.

     Fora de casa

O time gaúcho confia em seu bom retrospecto em jogos importantes como visitante. Nas quartas-de-final da Série D de 2014, o Brasil garantiu o acesso, em Taguatinga (DF), nos pênaltis, contra o Brasiliense.

Nesta temporada há dois exemplos animadores: a vitória de 1 a 0 diante do Grêmio, na Arena, em jogo do Campeonato Gaúcho; e a virada de 3 a 2 contra o Juventude, no Alfredo Jaconi, nesta mesma Série C.

Rogério Zimmermann é treinador do Brasil desde 2012 (Foto: Paulo Rossi)

Rogério Zimmermann é treinador do Brasil desde 2012 (Foto: Paulo Rossi)

 

   Derrota amarga

A derrota em casa, nos acréscimos, para o Guarani, complicou a situação do técnico Rogério Zimmermann, que está no comando do Brasil de Pelotas desde 2012. O placar de 2 a 1 contra um rival direto na luta pela vaga na próxima fase fez com que a equipe ficasse com a “corda no pescoço”, podendo ficar fora dos quatro primeiros colocados do grupo B. Foram a campo pelo time gaúcho nesta partida: Eduardo Martini; Wender, Leandro Camilo, Fernando Cardozo e Xaro; Leandro Leite, Washington, Felipe Garcia (Cleiton) e Diogo Oliveira (Gustavo Papa); Cléverson (Márcio Jonatan) e Nena.

 

  Manchete polêmica

O Diário da Manhã, de Pelotas, publicou na terça-feira, 22, matéria em seu site com o seguinte título: “Tupi leva surras e ambiente fica abalado”. No texto, o portal descreve as duas últimas partidas do time juiz-forano – derrotas por 2 a 0 para o Juventude e 3 a 0 para o Londrina – e as críticas de Leston Júnior sobre a logística adotada para o confronto no Paraná. Além disso, menciona os suspensos Fabrício Soares e Genalvo e a lista de pendurados do Carijó. No último parágrafo, o texto conta, em linhas gerais, o retrospecto do Tupi atuando como mandante.

 

    Ataque desfeito

A queda de rendimento da equipe xavante coincide com o desmanche do setor ofensivo. O artilheiro da equipe com 11 gols, Leandrão, rescindiu com o clube gaúcho e acertou com o Vasco da Gama. A última partida do atacante com a camisa rubro-negra foi contra o Londrina, no Estádio do Café, e o Brasil acabou derrotado por 2 a 1. Antes disso, o jogador tinha recusado uma proposta do Ceará, que, com a negativa do atleta voltou-se para o companheiro de ataque, Alex Amado, de 28 anos. Alex acabou se transferindo para o clube nordestino antes da 12ª rodada, período que marca o início da série de resultados ruins da equipe.

 

     Sem gols

No primeiro turno, no Bento Freitas, Brasil de Pelotas e Tupi ficaram no 0 a 0, graças, principalmente, à grande atuação do goleiro Glaysson. Na época, as duas equipes disputavam a liderança do grupo B.

 

   Mobilização

O torcedor xavante se mobiliza para sair de Pelotas e acompanhar os 90 minutos de Tupi x Brasil no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. O site oficial do clube disponibiliza o telefone de contato de uma excursão que sairá da cidade nesta sexta, 25, às 21h, com destino a Juiz de Fora. Quem se interessar terá que desembolsar R$550,00 para ver das arquibancadas o último jogo da primeira fase da Série C 2015.

 

Texto: Guilherme Fernandes, estagiário do Toque de Bola, com informações do site oficial do Brasil e da imprensa de Pelotas e supervisão de Ivan Elias –  Toque de Bola

Fotos: Paulo Rossi – Diário da Manhã

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 nov 2017
Com vídeos! Sucesso dentro e fora da quadra, Copa Toque de Bola de Futsal promete emoção na reta final

22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.