15 jun 2015

Sem Euzébio e com reforços, cruzamentos marcam treino do Tupi



  Cruzamentos ofensivos, defensivos, pelo alto, rasteiros, na primeira trave, na segunda, com efeito, direto, forte, fraco… Foi esta a tônica do treinamento do Tupi, realizado na manhã desta segunda, 15, no campo do Instituto Metodista Granbery. Alguns jogadores que chegaram para reforçar o elenco já estão trabalhando com o grupo e Leandro Euzébio não compareceu.

O preparador Gustavo Shiroma iniciou os trabalhos com um exercício que simulava cobrança de tiro de meta. Divididos por sextetos em filas, os jogadores deveriam fazer o lançamento para o companheiro cabecear em direção a outro. Quando o técnico Leston Júnior assumiu, os jogadores foram separados em duplas na entrada da área, recebendo cruzamentos do auxiliar, Léo Devanir, e do preparador de goleiros, Walker Campos, vindos das laterais. Primeiro, o objetivo era marcar gols. Depois, afastar a bola da área. A atividade foi repetida exaustivamente. Na parte final do treino, Leston formou equipes e, numa atividade de campo reduzido, trabalhou situações de jogo em que o cruzamento era obrigatório.

Aprimorando: os quatro gols sofridos pelo Carijó na Série C foram em bolas alçadas na área

Aprimorando: os quatro gols sofridos pelo Carijó na Série C foram em bolas alçadas na área

  Osmar: “Não é só jogar a bola na área”

O lateral e capitão carijó, Osmar, destacou a importância de trabalhar as bolas cruzadas como uma arma ofensiva: “Hoje o campo fica muito congestionado por dentro, então o espaço que se tem para conseguir fazer as jogadas é pela beirada. Por isso é importante trabalhar esse fundamento. Ajuda muito ter a referência do Daniel Morais, mas não só ele. Os meias que têm jogado também se infiltram, o Felipe Augusto, o Kiss e o Kaio chegam bem e isso faz com que nós, que atuamos pelo lado, não só façamos o cruzamento jogando a bola para a área, mas sim tentando dar um passe para gol”, conta.

  Leston: “É importante fortalecer o individual”

Para o comandante carijó, a parada na Série C servirá para fortalecer os jogadores: “Nosso time, como venho dizendo desde sempre, está em construção, e por isso, é preciso melhorar todos os aspectos. O cabeceio e a jogada de linha de fundo são alguns deles. Aproveitando essa parada na competição, estamos trabalhando para reforçar alguns fundamentos e aspectos individuais. Quando se está no meio de um campeonato longo, como a Série C, você foca todo o trabalho durante a semana para o próximo adversário. Então quando se tem um tempo disponível é importante fortalecer o individual, porque eu acredito que, melhorando o jogador individualmente, o grupo fica cada vez mais forte”, explica o treinador Leston Júnior.

Reforço, lateral Roger Luiz treinou com o grupo

Reforço, lateral Roger Luiz treinou com o grupo

Padrão carijó

Sobre a manutenção dos titulares, a chegada de reforço e a possibilidade de algumas saídas, Leston Júnior garante que a forma de jogar do time é o mais importante: “Se você pegar historicamente o time que estreia no campeonato e comparar com o do último jogo, cerca de 40% dos jogadores são diferentes dos que iniciaram. O processo é esse porque na competição existem diversos fatores que forçam a mudança. Obviamente que manter uma base, como nós fizemos, atuando com a mesma formação em cinco de seis jogos, é ótimo, porque isso solidifica o trabalho, identifica uma forma de jogar da equipe, mas isso não está relacionado a vencer o jogo, porque senão, se perder tem que mudar tudo, e no futebol não é assim. O importante é o grupo todo manter um padrão, porque as mudanças fazem parte do processo natural dentro da competição”, declarou.

  Euzébio não treina 

Recuperando-se fisicamente no Alvinegro juizforano, o zagueiro Leandro Euzébio não compareceu à atividade no Granbery. A assessoria do Tupi informou que o atleta, que não tem contrato com o clube, passou por uma microcirurgia em um dos olhos.

O zagueiro Ênio, com um desconforto na coxa direita, ficou de fora. O também defensor, Paulão, deu algumas voltas no gramado, assim como Bruno Aquino, atacante que ainda não foi apresentado oficialmente. Sidimar e Roger Luiz treinaram normalmente e estão na mesma situação de Bruno. O atacante Eidson, irmão do ex-jogador do Tupi, Élder Santana, está sendo observado pela comissão técnica. Além deles, os jovens Davy e Albert também não estiveram no treinamento. O volante Albert, de 18 anos, está passando por um período de testes no Fluminense. Já o zagueiro Davy acertou sua ida por empréstimo para o Figueirense de São João Del Rey, que disputará a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro.

Zagueiros Paulão e Ênio não participaram da atividade com o elenco

Zagueiros Paulão e Ênio não participaram da atividade com o elenco

 

Texto: Guilherme Fernandes, estagiário, com supervisão de Bruno Kaehler – Toque de Bola

Fotos: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


23 out 2017
Primeiro árbitro de vídeo da Libertadores será brasileiro. Vangasse explica as 4 situações em que ele pode atuar

23 out 2017
Leozinho reaparece na seleção da rodada. Próximo adversário do JF Vôlei tem pedido de desculpas ao torcedor

23 out 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

19 out 2017
Oficial: Tupi informa que treinador Aílton Ferraz não fica no clube

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.