15 jun 2015

Sem Euzébio e com reforços, cruzamentos marcam treino do Tupi



  Cruzamentos ofensivos, defensivos, pelo alto, rasteiros, na primeira trave, na segunda, com efeito, direto, forte, fraco… Foi esta a tônica do treinamento do Tupi, realizado na manhã desta segunda, 15, no campo do Instituto Metodista Granbery. Alguns jogadores que chegaram para reforçar o elenco já estão trabalhando com o grupo e Leandro Euzébio não compareceu.

O preparador Gustavo Shiroma iniciou os trabalhos com um exercício que simulava cobrança de tiro de meta. Divididos por sextetos em filas, os jogadores deveriam fazer o lançamento para o companheiro cabecear em direção a outro. Quando o técnico Leston Júnior assumiu, os jogadores foram separados em duplas na entrada da área, recebendo cruzamentos do auxiliar, Léo Devanir, e do preparador de goleiros, Walker Campos, vindos das laterais. Primeiro, o objetivo era marcar gols. Depois, afastar a bola da área. A atividade foi repetida exaustivamente. Na parte final do treino, Leston formou equipes e, numa atividade de campo reduzido, trabalhou situações de jogo em que o cruzamento era obrigatório.

Aprimorando: os quatro gols sofridos pelo Carijó na Série C foram em bolas alçadas na área

Aprimorando: os quatro gols sofridos pelo Carijó na Série C foram em bolas alçadas na área

  Osmar: “Não é só jogar a bola na área”

O lateral e capitão carijó, Osmar, destacou a importância de trabalhar as bolas cruzadas como uma arma ofensiva: “Hoje o campo fica muito congestionado por dentro, então o espaço que se tem para conseguir fazer as jogadas é pela beirada. Por isso é importante trabalhar esse fundamento. Ajuda muito ter a referência do Daniel Morais, mas não só ele. Os meias que têm jogado também se infiltram, o Felipe Augusto, o Kiss e o Kaio chegam bem e isso faz com que nós, que atuamos pelo lado, não só façamos o cruzamento jogando a bola para a área, mas sim tentando dar um passe para gol”, conta.

  Leston: “É importante fortalecer o individual”

Para o comandante carijó, a parada na Série C servirá para fortalecer os jogadores: “Nosso time, como venho dizendo desde sempre, está em construção, e por isso, é preciso melhorar todos os aspectos. O cabeceio e a jogada de linha de fundo são alguns deles. Aproveitando essa parada na competição, estamos trabalhando para reforçar alguns fundamentos e aspectos individuais. Quando se está no meio de um campeonato longo, como a Série C, você foca todo o trabalho durante a semana para o próximo adversário. Então quando se tem um tempo disponível é importante fortalecer o individual, porque eu acredito que, melhorando o jogador individualmente, o grupo fica cada vez mais forte”, explica o treinador Leston Júnior.

Reforço, lateral Roger Luiz treinou com o grupo

Reforço, lateral Roger Luiz treinou com o grupo

Padrão carijó

Sobre a manutenção dos titulares, a chegada de reforço e a possibilidade de algumas saídas, Leston Júnior garante que a forma de jogar do time é o mais importante: “Se você pegar historicamente o time que estreia no campeonato e comparar com o do último jogo, cerca de 40% dos jogadores são diferentes dos que iniciaram. O processo é esse porque na competição existem diversos fatores que forçam a mudança. Obviamente que manter uma base, como nós fizemos, atuando com a mesma formação em cinco de seis jogos, é ótimo, porque isso solidifica o trabalho, identifica uma forma de jogar da equipe, mas isso não está relacionado a vencer o jogo, porque senão, se perder tem que mudar tudo, e no futebol não é assim. O importante é o grupo todo manter um padrão, porque as mudanças fazem parte do processo natural dentro da competição”, declarou.

  Euzébio não treina 

Recuperando-se fisicamente no Alvinegro juizforano, o zagueiro Leandro Euzébio não compareceu à atividade no Granbery. A assessoria do Tupi informou que o atleta, que não tem contrato com o clube, passou por uma microcirurgia em um dos olhos.

O zagueiro Ênio, com um desconforto na coxa direita, ficou de fora. O também defensor, Paulão, deu algumas voltas no gramado, assim como Bruno Aquino, atacante que ainda não foi apresentado oficialmente. Sidimar e Roger Luiz treinaram normalmente e estão na mesma situação de Bruno. O atacante Eidson, irmão do ex-jogador do Tupi, Élder Santana, está sendo observado pela comissão técnica. Além deles, os jovens Davy e Albert também não estiveram no treinamento. O volante Albert, de 18 anos, está passando por um período de testes no Fluminense. Já o zagueiro Davy acertou sua ida por empréstimo para o Figueirense de São João Del Rey, que disputará a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro.

Zagueiros Paulão e Ênio não participaram da atividade com o elenco

Zagueiros Paulão e Ênio não participaram da atividade com o elenco

 

Texto: Guilherme Fernandes, estagiário, com supervisão de Bruno Kaehler – Toque de Bola

Fotos: Toque de Bola

O Toque de Bola é administrado pela www.mistoquentecomunicacao.com.br


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


14 dez 2017
JF Vôlei recebe Corinthians-Guarulhos pela última rodada do turno. Veja panorama completo da Superliga

13 dez 2017
Confira o ranking atualizado da Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador

11 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora: resultados e galeria de fotos

09 dez 2017
Copa Zico Verão Juiz de Fora é atração no Centro de Futebol Zico. Com novidades extra-campo!

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse